Pyongyang vai lançar 12 milhões de panfletos contra a Coreia do Sul

(dr) DPR

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, inspeciona a vila de Panmunjom

Coreia do Norte diz que está preparando vários métodos de envio de mensagens de propaganda, incluindo o uso de 3 mil balões. Seul afirma que responderá militarmente, dependendo do equipamento usado.

O Governo da Coreia do Norte está se preparando para enviar cerca de 12 milhões de folhetos de propaganda para a Coreia do Sul, usando 3 mil balões, informou nesta segunda-feira (22/06) a mídia estatal norte-coreana.

O regime liderado por Kim Jong-un tinha ameaçado implementar a medida após anunciar, na semana passada, a suspensão do diálogo com o país vizinho e que iria enviar tropas para a fronteira entre as duas Coreias por causa do envio de propaganda para a Coreia do Norte, o que, segundo Pyongyang, viola o pacto bilateral de 2018.

“Os preparativos para a distribuição mais ampla de folhetos até o momento estão quase completos”, informou a agência estatal da Coreia do Norte, a KCNA, acrescentando que a iniciativa, cuja data não foi divulgada, é uma “retaliação contra aqueles que lançaram um insulto intolerável” para o país.

O regime de Pyongyang imprimiu cerca de 12 milhões de panfletos que expressam a “raiva e ódio” do povo norte-coreano e também preparou “vários tipos de equipamentos” para disseminar essa propaganda, o que inclui cerca de três mil balões, de acordo com a KCNA.

As tensões na península coreana têm aumentado nas últimas semanas e atingiram um ápice quando a Coreia do Norte destruiu um escritório de relacionamento com a Coreia do Sul na cidade fronteiriça de Kaesong na semana passada, após ativistas sul-coreanos enviarem mais de 500 mil panfletos no final de maio com conteúdo criticando o ditador Kim Jong-un.

Citando a ação usando os folhetos como justificativa, Pyongyang cortou todas as linhas de comunicação transfronteiriças e ameaçou tomar medidas para anular os acordos firmados em 2018 para aliviar as tensões na fronteira, além de seu próprio envio de folhetos de propaganda para o país vizinho.

Segundo o comunicado, Pyongyang preparou vários métodos para enviar os panfletos, incluindo os balões, de forma que o material consiga entrar “profundamente dentro da Coreia do Sul”.

A Coreia do Sul instou o rival do norte a suspender seu plano de enviar panfletos de propaganda através da fronteira. Yoh Sangkey, porta-voz do Ministério da Unificação, disse a repórteres que Pyongyang deve abandonar seu plano de enviar panfletos que “não são de todo úteis para as relações Sul-Norte”.

O ministro da Defesa da Coreia do Sul, Jeong Kyeong-doo, disse aos parlamentares que Seul tomará medidas “imediatas, rápidas e correspondentes” a qualquer provocação da Coreia do Norte, informando a forma como seus militares reagirão de acordo com o equipamento usado por Pyongyang para envio dos folhetos.

Guerra de folhetos

As opções de Pyongyang ao sul da fronteira são limitadas, mas alguns analistas acreditam que drones podem ser um método à disposição para o envio de material de propaganda, se o clima não for favorável para balões, o que pode causar uma resposta militar de Seul contra esses dispositivos não tripulados.

Em 2018, as Coreias do Norte e a Coreia do Sul concordaram em interromper as hostilidades ao longo da fronteira comum, as quais incluíam guerra psicológica, como folhetos e transmissões de propaganda. No entanto, o acordo não especificou se folhetos civis também seriam proibidos.

Consequentemente, ativistas sul-coreanos continuaram enviando grandes balões carregando folhetos contra a Coreia do Norte, além de folhetos críticos ao programa nuclear e às violações aos direitos humanos.

O governo de Seul procurou responder rapidamente, adotando uma lei proibindo ativistas civis de lançarem balões através da fronteira. No entanto, a suspensão total de tais atividades ainda não ocorreu. Um ativista sul-coreano disse recentemente que enviaria cerca de um milhão de folhetos pela fronteira na quinta-feira, o 70º aniversário do início da Guerra da Coreia.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Oxford testa ivermectina como possível tratamento contra covid-19

Universidade quer verificar se medicamento antiparasitário pode trazer benefícios a infectados pelo coronavírus e evitar hospitalizações. Remédio é defendido por Bolsonaro como parte do chamado tratamento precoce. A Universidade de Oxford, no Reino Unido, afirmou nesta …

Aquecimento global fará milhões de vítimas, diz texto da ONU

Dezenas de milhões de pessoas deverão sofrer de fome, seca e doenças nas próximas décadas devido às mudanças climáticas, segundo rascunho de relatório de 4 mil páginas preparado por painel de especialistas. As mudanças climáticas irão …

Blocos flutuantes podem indicar que Vênus está geologicamente ativo

Uma equipe internacional de cientistas descobriu que a superfície de Vênus possui um manto gelatinoso, com pedaços sólidos de crosta flutuando e se movimentando como blocos de gelo. Para os especialistas, esta atividade fornece possíveis indicações …

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …