Pyongyang vai lançar 12 milhões de panfletos contra a Coreia do Sul

(dr) DPR

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, inspeciona a vila de Panmunjom

Coreia do Norte diz que está preparando vários métodos de envio de mensagens de propaganda, incluindo o uso de 3 mil balões. Seul afirma que responderá militarmente, dependendo do equipamento usado.

O Governo da Coreia do Norte está se preparando para enviar cerca de 12 milhões de folhetos de propaganda para a Coreia do Sul, usando 3 mil balões, informou nesta segunda-feira (22/06) a mídia estatal norte-coreana.

O regime liderado por Kim Jong-un tinha ameaçado implementar a medida após anunciar, na semana passada, a suspensão do diálogo com o país vizinho e que iria enviar tropas para a fronteira entre as duas Coreias por causa do envio de propaganda para a Coreia do Norte, o que, segundo Pyongyang, viola o pacto bilateral de 2018.

“Os preparativos para a distribuição mais ampla de folhetos até o momento estão quase completos”, informou a agência estatal da Coreia do Norte, a KCNA, acrescentando que a iniciativa, cuja data não foi divulgada, é uma “retaliação contra aqueles que lançaram um insulto intolerável” para o país.

O regime de Pyongyang imprimiu cerca de 12 milhões de panfletos que expressam a “raiva e ódio” do povo norte-coreano e também preparou “vários tipos de equipamentos” para disseminar essa propaganda, o que inclui cerca de três mil balões, de acordo com a KCNA.

As tensões na península coreana têm aumentado nas últimas semanas e atingiram um ápice quando a Coreia do Norte destruiu um escritório de relacionamento com a Coreia do Sul na cidade fronteiriça de Kaesong na semana passada, após ativistas sul-coreanos enviarem mais de 500 mil panfletos no final de maio com conteúdo criticando o ditador Kim Jong-un.

Citando a ação usando os folhetos como justificativa, Pyongyang cortou todas as linhas de comunicação transfronteiriças e ameaçou tomar medidas para anular os acordos firmados em 2018 para aliviar as tensões na fronteira, além de seu próprio envio de folhetos de propaganda para o país vizinho.

Segundo o comunicado, Pyongyang preparou vários métodos para enviar os panfletos, incluindo os balões, de forma que o material consiga entrar “profundamente dentro da Coreia do Sul”.

A Coreia do Sul instou o rival do norte a suspender seu plano de enviar panfletos de propaganda através da fronteira. Yoh Sangkey, porta-voz do Ministério da Unificação, disse a repórteres que Pyongyang deve abandonar seu plano de enviar panfletos que “não são de todo úteis para as relações Sul-Norte”.

O ministro da Defesa da Coreia do Sul, Jeong Kyeong-doo, disse aos parlamentares que Seul tomará medidas “imediatas, rápidas e correspondentes” a qualquer provocação da Coreia do Norte, informando a forma como seus militares reagirão de acordo com o equipamento usado por Pyongyang para envio dos folhetos.

Guerra de folhetos

As opções de Pyongyang ao sul da fronteira são limitadas, mas alguns analistas acreditam que drones podem ser um método à disposição para o envio de material de propaganda, se o clima não for favorável para balões, o que pode causar uma resposta militar de Seul contra esses dispositivos não tripulados.

Em 2018, as Coreias do Norte e a Coreia do Sul concordaram em interromper as hostilidades ao longo da fronteira comum, as quais incluíam guerra psicológica, como folhetos e transmissões de propaganda. No entanto, o acordo não especificou se folhetos civis também seriam proibidos.

Consequentemente, ativistas sul-coreanos continuaram enviando grandes balões carregando folhetos contra a Coreia do Norte, além de folhetos críticos ao programa nuclear e às violações aos direitos humanos.

O governo de Seul procurou responder rapidamente, adotando uma lei proibindo ativistas civis de lançarem balões através da fronteira. No entanto, a suspensão total de tais atividades ainda não ocorreu. Um ativista sul-coreano disse recentemente que enviaria cerca de um milhão de folhetos pela fronteira na quinta-feira, o 70º aniversário do início da Guerra da Coreia.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …