Ramadã volta à tona antes da Copa do Mundo mais muçulmana da história

O mês do Ramadã acaba de começar para os muçulmanos e será mais uma vez motivo de polêmica no esporte, já que os jogadores de países islâmicos, muitos deles convocados para a Copa do Mundo, enfrentam o dilema de fazer ou não o jejum em plena fase de preparação para a disputa do Mundial.

Nono mês do calendário lunar islâmico, o Ramadã começou na quinta-feira (17) na maioria dos países muçulmanos. A previsão é de que o período termine nos dias 14 ou 15 de junho, os dois primeiros dias de bola rolando na Rússia.

O tema ganha importância especial devido à quantidade de seleções que pode ser afetada pela prática religiosa, especialmente durante a fase de preparação. A atual edição da Copa do Mundo terá seis países com mais de 90% da população muçulmana: Marrocos, Tunísia, Senegal, Egito, Arábia Saudita e Irã.

A eles se unem a Nigéria, onde o Islã também é a religião majoritária, e os muçulmanos filhos de imigrantes, espalhados por seleções como França, Bélgica, Alemanha e Suíça.

Quatro dessas seleções estrearão nas duas primeiras rodadas do torneio, que podem coincidir com o fim do Ramadã. A Arábia Saudita, por exemplo, enfrenta a anfitriã Rússia no jogo de abertura do Mundial, no dia 14. O Egito encara o Uruguai no dia seguinte, mesma data do duelo entre Marrocos e Irã.

Durante o Ramadã, os muçulmanos ficam proibidos de comer, beber, fumar e manter relações sexuais do nascer até o pôr do sol. O jejum alimentar é o que mais preocupa treinadores e médicos, especialmente nesta época do ano, quando faz calor na Rússia.

O técnico do Egito, o argentino Héctor Cúper, expressou claramente sua preocupação ao jornal La Nación.

“Tenho um problema antes da Copa: o Ramadã. Meus jogadores fazem jejum do nascer do sol até que ele se ponha. Quando eu treino? Às cinco da manhã? Eu não posso treinar alguém que não faça a ingestão de líquidos ou não tenha calorias no corpo”, afirmou.

Já o técnico do Marrocos, o francês Hervé Renard, disse em recente entrevista à “France 24” que o Ramadã em 2017 foi a “experiência mais catastrófica” que ele viveu no comando da seleção.

“Nós administramos mal o nosso pessoal, na forma como nos organizamos no que diz respeito aos nossos jogadores. Teremos que fazer melhor“, reconheceu o treinador.

A imprensa do Senegal também entrou no debate e afirmou que o técnico Aliou Cissé pedirá aos jogadores que não façam jejum enquanto estiverem com a seleção do país.

Em alguns casos, o debate deixa as quatro linhas e chega às instituições que orientam sobre o cumprimento dos preceitos do Islã nos países muçulmanos, nos quais o Ramadã permeia o cotidiano.

Segundo o jornal egípcio “Al Masri Al Yaum”, a principal autoridade muçulmana do país, o grande mufti Shawki Alam, emitiu um “fawta” (decreto religioso islâmico) que permite que os jogadores do país escolham se farão ou não o jejum durante o Ramadã.

A Arábia Saudita aprovou uma disposição semelhante. No Marrocos há um precedente criado nos Jogos Olímpicos de 2012, quando o Conselho Superior de Ulemás do país permitiu que os atletas marroquinos “adiassem” o período do jejum.

Essas decisões decisões se baseiam na doutrina do Alcorão, segundo a qual os viajantes têm permissão para não jejuar desde que cumpram o período de abstinência quando voltarem para casa.

De qualquer forma, as flexibilizações não são regra e o costume do Ramadã é tão profundo nas sociedades muçulmanas que mesmo entre os “isentos” (doentes, grávidas, etc), há muitos que o cumprem rigorosamente, desconsiderando as ordens de seus médicos.

Portanto, em última análise, é uma decisão privada e pessoal, que colocará muitos jogadores convocados para a Copa do Mundo em uma posição difícil: ser fiel ao seu dever como muçulmano ou a sua responsabilidade como representantes de seus países.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pequena (e estranha) galáxia orbita a Via Láctea; e ninguém sabe como

Segue 1 é o nome da pequena galáxia que orbita muito perto da Via Láctea. O corpo celeste é fraco e de pequenas dimensões, tendo surpreendido os cientistas – pois ninguém sabe ao certo como …

Cientistas podem ter descoberto por que a menstruação dói tanto

Um grupo de cientistas pode ter descoberto novas pistas que ajudam a explicar o motivo da dor menstrual e por que os sintomas pré-menstruais (TPM) podem ser tão dolorosos para algumas mulheres.  Em um grande estudo …

Sepultura mais antiga que as pirâmides do Egito é encontrada na Rússia

Uma equipe de arqueólogos encontrou uma sepultura antiga na proximidades da cidade de Aksay, na região de Rostov, na Rússia, área onde será construída uma rodovia, revelou a empresa estatal Avtodor. De acordo com os cientistas, …

Matemática desvenda (finalmente) quem escreveu "In My Life", dos Beatles

Mais de 50 anos depois da criação da música “In My Life”, um dos sucessos dos Beatles, a matemática concluiu quem foi o autor da canção, depois de tanto John Lennon como Paul McCartney reclamarem …

Já pode ser muito tarde para salvar o Taj Mahal

O Taj Mahal, monumento que é cartão postal da índia, tem ficado amarelado devido à poluição. O Supremo Tribunal indiano já ameaçou o governo: “ou restauram ou demolem”. Há um ditado que diz que o Taj …

Amazônia: pesca ilegal e desmatamento estão associados a paraísos fiscais

Nesta segunda-feira (13), cientistas pediram uma maior transparência no uso de paraísos fiscais por empresas envolvidas em atividades que prejudicaram os oceanos e a floresta tropical da Amazônia. Em um estudo publicado na Nature Ecology and …

Participação de transexuais nas eleições dos EUA é a maior da história

A participação de pessoas transgênero nas eleições de meio-termo nos Estados Unidos – que serão realizadas em novembro - já é a maior da história norte-americana. Pelo menos 43 candidatos se apresentaram na fase das …

Estudo mostra que Zika chegou ao Brasil proveniente do Haiti

Estudo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco revela que o vírus Zika chegou ao Brasil proveniente do Haiti. De acordo com pesquisadores, imigrantes ilegais e militares brasileiros que participaram da missão de paz …

Jacarta, a capital da Indonésia, pode ficar submersa já em 2050

Os especialistas alertam que, se nada for feito, alguns lugares da capital da Indonésia podem acabar completamente debaixo de água até 2050. “A possibilidade de Jacarta ficar submersa não é brincadeira”, adverte Heri Andreas, cientista do …

Cabral admite ter recebido R$ 5 milhões de caixa 2 do Rei Arthur (mas "nunca aceitou propina")

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral sustentou, em depoimento à Justiça Federal, que todo o dinheiro que recebeu era recurso de caixa 2 e que nunca aceitou propina. Ele foi interrogado nesta segunda-feira (13) pelo juiz Marcelo Bretas, …