Ruivas são geneticamente abençoadas com “superpoderes”

A sociedade nos confundiu ao longo do tempo. Até hoje, não sabíamos se ser ruivo era sinônimo de ser único ou, pelo contrário, estranho. Mas a ciência veio esclarecer a dúvida: ser ruivo é, afinal, “ter superpoderes”.

A escritora Erin La Rosa, no seu livro The Big Redhead Book: Inside the Secret Society of Red Hair, explica que nós não somos naturalmente atraídos por cabelos vermelhos, sendo a sociedade a principal responsável por nos impor mensagens contraditórias sobre como é ser ruivo (umas boas e outras más).

De acordo com a alphr, o livro da escritora e performer norte-americana revela uma série de fatos interessantes sobre as mulheres ruivas. A autora se dirige, inclusive, às mais novas como os “unicórnios do mundo humano”.

“Pensem nisto: nós, ruivos, somos raros (representamos apenas 2% da população mundial), somos lindos (olá, Jessica Chastain), e temos a capacidade de voar (exemplo disso é a família Weasley, em Harry Potter)”, escreve a autora.

Ainda assim, Erin considera que a natureza das ruivas é muito mais especial e não se resume a apenas estas curiosidades. No seu livro, a autora compila um conjunto de pesquisas que provam que as mulheres ruivas são culturalmente negligenciadas e que são cheias de qualidades genéticas.

Em um estudo de 2003, da Universidade de McGill, ficou provado que as mulheres ruivas têm limites de dor mais altos. Graças à mutação do gene MC1R, que é o responsável pela coloração do cabelo, conseguem suportar uma maior intensidade de dor, conseguindo tolerar até 25% mais dor do que as loiras ou as morenas.

A Universidade de Louisville também revelou em um estudo que é necessário 20% mais de dose de anestesia geral para que faça efeito em uma ruiva, enquanto uma morena pode precisar apenas de um pouco de Novocaína, um anestésico local injetável muito usado pelos dentistas. Isto significa que a mutação é, literalmente, um “superpoder”.

Em 2005, a mesma universidade chegou à conclusão que o gene MC1R pode reativar o gene de detecção da temperatura humana, tornando os ruivos mais sensíveis a variações térmicas. No livro, Erin explica que “sabe quando o inverno está chegando”.

Além disso, a mutação faz com que os ruivos necessitem de menos vitamina D, dado que são capazes de produzi-la em um curto espaço de tempo. Este é um “superpoder” vantajoso, já que os baixos níveis de vitamina D podem provocar raquitismo, diabetes e artrite.

As pesquisas provam, também, que a “superioridade” está bem presente na televisão norte-americana. Um relatório de 2014, da Upstream Analysis, concluiu que 30% dos anúncios televisivos nos EUA contam com uma mulher ruiva em um papel de destaque.

A rede televisiva CBS, dos EUA, afirmou também que a cada 106 segundos uma pessoa ruiva surge nas telas dos norte-americanos.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fóssil quase completo revela segredos sobre leão marsupial que aterrorizou a Austrália

A recente descoberta do fóssil de um esqueleto quase completo de um leão marsupial extinto revelou alguns dos seus segredos. Segundo a equipe de cientistas, cujo estudo foi publicado no dia 12 de dezembro na revista …

Boris, um robô altamente avançado, era na verdade um homem disfarçado

Em um fórum dedicado à robótica, a estação televisiva Rússia 24 apresentou um robô humanoide altamente avançado. Mas Boris era apenas um disfarce. “O Boris já aprendeu a dançar e não é ruim nisso”, foi assim …

Senado dos EUA responsabiliza príncipe saudita pelo homicídio de Khashoggi

Os senadores norte-americanos aprovaram por unanimidade uma resolução que refere que o príncipe herdeiro é “responsável pelo homicídio”, solicitando ao governo da Arábia Saudita que “garanta a aplicação de medidas apropriadas”. O Senado dos Estados Unidos …

Desigualdade cria ambiente propício para extrema direita no Brasil, diz Dilma

Personificada no presidente eleito Jair Bolsonaro, a extrema direita estava latente no Brasil e aproveitou-se da desigualdade para pavimentar seu crescimento. A avaliação foi feita pela ex-presidente Dilma Rousseff, derrotada nas eleições de outubro ao …

Químicos usados em panelas e roupas tornam os pênis menores

Um novo estudo científico concluiu que a exposição a altos níveis de compostos perfluoroalquílicos, mais conhecidos por PFCs, atrofia o crescimento dos órgãos sexuais masculinos, tornando os pênis menores e afetando também a fertilidade dos …

Atriz pornô é condenada a pagar 293 mil dólares a Donald Trump

Stormy Daniels foi condenada a pagar 293 mil dólares a Donald Trump para cobrir os gastos do presidente dos EUA com a Justiça. A atriz pornô Stormy Daniels, cujo nome real é Stephanie Clifford, foi condenada …

McDonald's vai reduzir uso de antibióticos na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem se adaptar e se tornar resistentes. Quando se trata de …

Uma tonelada de chocolate invadiu as ruas de uma cidade na Alemanha

Um “rio” de chocolate invadiu as ruas de Werl, na Alemanha, esta semana. Um tanque de uma fábrica local produtora de chocolate transbordou, derramando cerca de uma tonelada de chocolate nas ruas da cidade, se …

Sonda da NASA captou o som do vento em Marte

A sonda InSight da NASA pousou em Marte em 26 de novembro, tendo a missão de estudar o interior do Planeta Vermelho. Por enquanto, nos presenteou com o som do vento no nosso planeta vizinho. No …

Voyager 2 da NASA já entrou no espaço interestelar

Pela segunda vez na história, um objeto feito pelo homem alcançou o espaço entre as estrelas. A sonda Voyager 2 da NASA saiu da heliosfera – a bolha protetora de partículas e campos magnéticos criada …