Segunda onda no Brasil pode vir a qualquer momento, alerta especialista

António Lacerda / EPA

Apesar de diminuição dos casos, epidemia do coronavírus não acabou no Brasil e segunda onda da COVID-19 pode acontecer a qualquer momento, disse médica à Sputnik Brasil.

Na terça-feira (27), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou nota técnica alertando para “o aumento do número de casos nas últimas semanas, em algumas regiões do mundo, como em países da Europa e nos Estados Unidos”.

Segundo o órgão, esse fato ressalta a “necessidade de intensificação das medidas nacionais de prevenção e controle de novos casos de infecção” pelo coronavírus. Devido à chamada segunda onda da COVID-19, países como Espanha, França e Itália aumentaram as medidas de isolamento social para conter a disseminação da doença.

Segundo a pediatra Isabella Ballalai, ex-vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, o alerta da Anvisa “chamando a atenção para que todos se preparem para uma possível segunda onda não é nada de novo”.

“No Brasil a gente ainda vive um platô de casos. A gente teve uma boa diminuição de casos, hospitalizações e óbitos pela COVID-19, mas esse platô se mantém”, disse a especialista.

Brasil registra 510 mortes e 28.629 casos

Segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (29), o Brasil registrou mais 510 mortes pela COVID-19, fazendo total de óbitos alcançar 158.456. A pasta informou ainda que foram contabilizados 28.629 novos casos da doença. Total de infectados é de 5.468.270.

Ballalai diz que “só o tempo vai dizer se o Brasil vai seguir o mesmo padrão da Europa”, mas é “importante entender que a pandemia não acabou” no país.

“Ainda não estamos em pós-COVID-19, ou pós-pandemia, como muitos falam. A gente precisa ter cuidado, e a questão do preparo das autoridades e da estrutura de saúde é para que a gente não seja pego de surpresa mais uma vez”, afirmou a médica.

Guedes: Governo atuaria “da mesma forma”

Nesta quinta-feira (29), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que se houver uma segunda onda do coronavírus no Brasil o governo vai trabalhar “da mesma forma” que atuou ao longo dos últimos meses.

Segundo Ballalai, essa segunda onda, ou um aumento do número de casos, “pode acontecer a qualquer momento“.

De acordo com a nota técnica da Anvisa, “o serviço de saúde deve garantir que as políticas e as boas práticas internas minimizem a exposição a patógenos respiratórios, incluindo o SARS-CoV-2”.

“Desta forma, as medidas de prevenção e controle devem ser implementadas em todas as etapas do atendimento do paciente no serviço de saúde, desde sua chegada, triagem, espera, durante toda a assistência prestada, até sua a sua alta/transferência ou óbito”, continua o documento.

De acordo com a médica, a população também precisa estar consciente dos riscos do coronavírus e evitar o contágio.

“É importante ressaltar que os cuidados se mantêm. Sair de casa, para onde e porque deve ser uma decisão bastante responsável. Ainda estamos em situação de pandemia“, disse.

“Polarização política” da vacina

A pediatra se mostra confiante nas pesquisas para a produção de uma vacina, mas diz que é impossível saber quando teremos um imunizante aprovado, distribuído e aplicado na população.

Ela critica ainda o que chamou de “polarização política de assuntos da saúde”, o que, segundo a médica, gera “insegurança na população”.

“As pesquisas mostram que a população se sente segura e confia em vacina ou na saúde quando confia nas autoridades. Polarização só serve para deixar todos em dúvidas, todos com mais preocupação e medo nesse cenário que a gente vive, que é muito grave”, argumentou a especialista.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …

Relatório da ONU aponta que 2020 deve ser um dos 3 anos mais quentes já registrados

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou um relatório que aponta que o ano de 2020 deve ser um dos três anos mais quentes desde o início dos registros de temperatura. O secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, …

Documentos oficiais mostram que a China escondeu informações sobre a Covid-19

Relatórios oficiais chineses teriam sido transmitidos à rede de TV americana CNN por meio de um informador anônimo. A investigação se chama “Wuhan files” e tem como foco o começo da pandemia de Covid-19, em …

Jovem que filmou morte de George Floyd por policiais brancos ganha prêmio por bravura

A mulher que filmou o assasinato de George Floyd pelo policial Derek Chauvin vai ser condecorada com um prêmio por sua coragem. Darnella Frazier, de 17 anos, fez o registro enquanto ia com o primo …

Remédio experimental reverteu o declínio mental da idade avançada em dias

Apenas algumas doses de um medicamento experimental podem reverter o declínio relacionados à idade na memória e flexibilidade mental em ratos, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da UC San Francisco. A droga, …

Bebê nasce de embrião congelado há 27 anos: quase a idade da mãe

A pequena Molly Everette Gibson, de um mês, estabeleceu um novo recorde no mundo. A garotinha, filha de Tina e Ben Gibson, nasceu de um embrião que foi congelado há 27 anos e gerado por …

Covid-19: exame pioneiro mostra danos em pulmões 3 meses depois de infecção por coronavírus

A covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, pode estar causando anormalidades pulmonares ainda detectáveis mais de três meses após os pacientes serem infectados, revela um novo estudo. Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

"Hyperloop de levitação": a próxima revolução nas viagens?

Imagine viajar para o trabalho a quase 1.000 km/h, pairando um pouco acima do solo, sem barulho de motor. Pode soar como um filme de ficção científica, mas este cenário se aproximou da realidade quando o …