Sensores implantados na pele irão avisar sobre problemas de saúde

Sensores colocados na pele irão avisar sobre problemas de saúde, sugerir o melhor exercício físico ou ajudar soldados em situação de guerra.

Os sensores implantáveis foram apresentados esta semana no 255º Encontro Nacional e Exposição da Sociedade Americana de Química (ACS, na sigla original), a maior sociedade científica do mundo.

Os sensores serão colocados na pele e poderão avisar sobre problemas de saúde, além de sugerir o melhor exercício físico ou até ajudar soldados em situação de guerra. Estes verdadeiros aliados já estão sendo comercializados na Europa e os pesquisadores procuram agora comercializar também nos Estados Unidos.

“Outros sensores implantáveis atualmente no mercado têm uma significativa desvantagem”, disse Natalie Wisniewski, que faz parte da equipe de pesquisa.

Segundo a especialista, outros implantes, ao serem colocados, provocam uma resposta imune do organismo ao corpo estranho, o que faz com que deixe de detectar com precisão alterações químicas e que pare de funcionar ao fim de semanas ou meses.

Desta forma, Wisniewski e o restante da equipe desenvolveram um sensor menor do que um grão de arroz, sem superfícies planas, em hidrogel tão sensível como uma lente de contato, e que o corpo não reconhece como estranho. Os primeiros sensores implantados em voluntários humanos funcionam há mais de quatro anos.

Os cientistas colocaram moléculas com corantes que respondem à concentração de um analito no sangue. O tipo de molécula anexada ao hidrogel determina o analito. Um analito é o componente de uma amostra que é alvo de análise, por exemplo a glicose, ou o oxigênio, que podem ser reconhecidos pelo sensor.

Um pequeno detector mantido contra a pele, através de luz infravermelha, não visível para o olho humano, mostra se as moléculas com corantes têm mais ou menos fluorescência, dependendo da concentração do analito. O detector envia depois os dados para um computador ou para um celular.

O primeiro produto a ser comercializado na Europa serve para mostrar os níveis de oxigênio em pessoas com doença arterial periférica. A doença reduz o fluxo de sangue oxigenado nos braços e pernas e pode levar à amputação, e o implante ajuda a prevenir essas amputações, informando os médicos sobre a falta de oxigênio nos membros.

Atualmente são feitos ensaios para usar o dispositivo para monitorar os níveis de oxigênio em pacientes com feridas crônicas nos pés. Além disso, os pesquisadores desenvolvem sensores para outros analitos, como a glicose, e estudam a possibilidade de adicionar analitos por norma avaliados através dos exames comuns de sangue.

Os analitos iriam fornecer um registro contínuo, o que permitiria detectar um problema antes dos sintomas físicos e assim agir rapidamente.

Os militares são um grupo interessado no implante, já que pode ajudar a avaliar a saúde dos soldados ou indicar quais feridos devem ser tratados primeiro. Além disso, monitorar os níveis de oxigênio em torno de um músculo também pode mostrar o nível de aptidão de uma pessoa, uma informação que pode ser importante para militares.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …