Jair Bolsonaro é esfaqueado em ação de campanha

(cv)

O candidato presidencial Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado nesta quinta-feira (6) na região do abdômen durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e sofreu um ferimento aparentemente sem gravidade.

De acordo com vídeos que andam a circular na internet (veja abaixo), Jair Bolsonoro foi esfaqueado na região do tórax e levado para o hospital, onde foi submetido a uma cirurgia laparoscópica.

“Não se sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do candidato, logo após o ataque. O portal IG diz que o candidato conservador foi atingido no fígado.

A Polícia Federal informou mais tarde que o ferimento de faca foi superficial.

No momento do ataque o candidato era carregado nos ombros por apoiantes e foi imediatamente retirado do local, sendo transportado para um hospital de Minas Gerais, segundo o Estadão. De acordo com a polícia militar, o suposto agressor se chama Adelio Obispo de Oliveira, de 40 anos, e foi detido.

(h) Polícia Militar / EPA

O alegado agressor de Jair Bolsonaro, Adelio Obispo de Oliveira

De acordo com a assessoria de imprensa do deputado e militar da reserva, Bolsonaro sofreu uma lesão hepática no ataque, razão pela qual os médicos recomendaram a intervenção cirúrgica.

Seus familiares, no entanto, esclareceram que o candidato presidencial não corre risco de morte. “Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem”, escreveu seu filho, Flávio Bolsonaro, no Twitter.

Segundo a Folha de S. Paulo, o candidato foi encaminhado ao centro cirúrgico da Santa Casa de Juiz de Fora para verificar a gravidade do ferimento. Durante a cirurgia, os médicos constataram lesões internas.

Mais tarde, Flávio Bolsonaro confirmou que o incidente “foi mais grave” do que se pensava. “A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto… Seu estado agora parece estabilizado”, escreveu o filho.

PF instaura inquérito para apurar ataque

A Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para apurar o ataque contra Jair Bolsonaro. Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora, onde prestou depoimento.

Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento. Bolsonaro era carregado por populares quando foi atingido por um objeto perfurante.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o momento da agressão. Bolsonaro é erguido nos ombros por um de seus apoiantes, em meio a dezenas de pessoas, quando sofre um golpe na região do abdômen. Em outra gravação, ele aparece sendo retirado do local, carregado por vários homens.

Políticos foram rápidos em condenar o ataque.

Em evento no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse ser “lamentável para a democracia”. “Isso revela algo que devemos nos conscientizar. É intolerável a intolerância que tem havido na sociedade brasileira. É intolerável que falseiem dados na campanha eleitoral”, afirmou.

Adversário de Bolsonaro na corrida eleitoral, Ciro Gomes (PDT) escreveu no Twitter: “Acabo de ser informado que o deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem política, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam os responsáveis por esta barbárie.”

Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa do PT, descreveu a agressão como “absurda” e “lastimável”. “Nós, democratas, temos que garantir o processo tranquilo e pacífico e reforçar o papel das instituições”, disse o petista durante entrevista ao canal MyNews.

“A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia”, declarou a candidata à Presidência pela Rede, Marina Silva. “Este atentado deve ser investigado e punido com todo rigor. A sociedade deve refutar energicamente qualquer uso da violência como manifestação política.”

Henrique Meirelles, candidato do MDB, afirmou: “Lamento todo e qualquer tipo de violência. O Brasil precisa encontrar o equilíbrio e o caminho da paz. Temos que ter serenidade para apaziguar a divisão entre os brasileiros. Desejo o pronto restabelecimento do candidato Bolsonaro.”

“Sobre o episódio da facada no candidato Jair Bolsonaro, quero afirmar aqui que repudio todo e qualquer ato de violência. Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo”, disse, por sua vez, o candidato Alvaro Dias (Podemos).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …