Jair Bolsonaro é esfaqueado em ação de campanha

(cv)

O candidato presidencial Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado nesta quinta-feira (6) na região do abdômen durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e sofreu um ferimento aparentemente sem gravidade.

De acordo com vídeos que andam a circular na internet (veja abaixo), Jair Bolsonoro foi esfaqueado na região do tórax e levado para o hospital, onde foi submetido a uma cirurgia laparoscópica.

“Não se sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do candidato, logo após o ataque. O portal IG diz que o candidato conservador foi atingido no fígado.

A Polícia Federal informou mais tarde que o ferimento de faca foi superficial.

No momento do ataque o candidato era carregado nos ombros por apoiantes e foi imediatamente retirado do local, sendo transportado para um hospital de Minas Gerais, segundo o Estadão. De acordo com a polícia militar, o suposto agressor se chama Adelio Obispo de Oliveira, de 40 anos, e foi detido.

(h) Polícia Militar / EPA

O alegado agressor de Jair Bolsonaro, Adelio Obispo de Oliveira

De acordo com a assessoria de imprensa do deputado e militar da reserva, Bolsonaro sofreu uma lesão hepática no ataque, razão pela qual os médicos recomendaram a intervenção cirúrgica.

Seus familiares, no entanto, esclareceram que o candidato presidencial não corre risco de morte. “Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem”, escreveu seu filho, Flávio Bolsonaro, no Twitter.

Segundo a Folha de S. Paulo, o candidato foi encaminhado ao centro cirúrgico da Santa Casa de Juiz de Fora para verificar a gravidade do ferimento. Durante a cirurgia, os médicos constataram lesões internas.

Mais tarde, Flávio Bolsonaro confirmou que o incidente “foi mais grave” do que se pensava. “A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto… Seu estado agora parece estabilizado”, escreveu o filho.

PF instaura inquérito para apurar ataque

A Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para apurar o ataque contra Jair Bolsonaro. Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora, onde prestou depoimento.

Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento. Bolsonaro era carregado por populares quando foi atingido por um objeto perfurante.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o momento da agressão. Bolsonaro é erguido nos ombros por um de seus apoiantes, em meio a dezenas de pessoas, quando sofre um golpe na região do abdômen. Em outra gravação, ele aparece sendo retirado do local, carregado por vários homens.

Políticos foram rápidos em condenar o ataque.

Em evento no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse ser “lamentável para a democracia”. “Isso revela algo que devemos nos conscientizar. É intolerável a intolerância que tem havido na sociedade brasileira. É intolerável que falseiem dados na campanha eleitoral”, afirmou.

Adversário de Bolsonaro na corrida eleitoral, Ciro Gomes (PDT) escreveu no Twitter: “Acabo de ser informado que o deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem política, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam os responsáveis por esta barbárie.”

Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa do PT, descreveu a agressão como “absurda” e “lastimável”. “Nós, democratas, temos que garantir o processo tranquilo e pacífico e reforçar o papel das instituições”, disse o petista durante entrevista ao canal MyNews.

“A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia”, declarou a candidata à Presidência pela Rede, Marina Silva. “Este atentado deve ser investigado e punido com todo rigor. A sociedade deve refutar energicamente qualquer uso da violência como manifestação política.”

Henrique Meirelles, candidato do MDB, afirmou: “Lamento todo e qualquer tipo de violência. O Brasil precisa encontrar o equilíbrio e o caminho da paz. Temos que ter serenidade para apaziguar a divisão entre os brasileiros. Desejo o pronto restabelecimento do candidato Bolsonaro.”

“Sobre o episódio da facada no candidato Jair Bolsonaro, quero afirmar aqui que repudio todo e qualquer ato de violência. Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo”, disse, por sua vez, o candidato Alvaro Dias (Podemos).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …

Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros

Especialistas em tubarões revelaram mais informações sobre um dos maiores predadores dos mares – o megalodonte. Nova pesquisa de dentes fossilizados da espécie Odotus megalodons, chamada também de megalodonte, sugere que os tubarões fêmeas desta espécie …

Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal

O escritor J. P. Cuenca foi censurado por uma decisão judicial e terá sua conta do Twitter suspensa após o juiz da comarca de Campos dos Goytacazes (RJ), Ralph Machado Manhães Junior, acatar um pedido …

"Tesouro" espetacular de antigos artefatos de caça na Noruega é descoberto sob gelo derretido

Arqueólogos descobriram um “tesouro” de artefatos enquanto outra grande mancha de gelo derrete nas montanhas norueguesas, revelando um total de 68 flechas e muitos outros itens de um antigo local de caça de renas. As primeiras …

Não é mais 90%? AstraZeneca assume erro de eficácia da vacina da COVID-19

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford, que estão desenvolvendo juntas uma vacina contra a COVID-19, revelaram na última quarta-feira (25) que houve um erro no momento da divulgação dos resultados dos testes da vacina …