Jair Bolsonaro é esfaqueado em ação de campanha

(cv)

O candidato presidencial Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado nesta quinta-feira (6) na região do abdômen durante um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e sofreu um ferimento aparentemente sem gravidade.

De acordo com vídeos que andam a circular na internet (veja abaixo), Jair Bolsonoro foi esfaqueado na região do tórax e levado para o hospital, onde foi submetido a uma cirurgia laparoscópica.

“Não se sabe a gravidade ainda ou o que está acontecendo”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do candidato, logo após o ataque. O portal IG diz que o candidato conservador foi atingido no fígado.

A Polícia Federal informou mais tarde que o ferimento de faca foi superficial.

No momento do ataque o candidato era carregado nos ombros por apoiantes e foi imediatamente retirado do local, sendo transportado para um hospital de Minas Gerais, segundo o Estadão. De acordo com a polícia militar, o suposto agressor se chama Adelio Obispo de Oliveira, de 40 anos, e foi detido.

(h) Polícia Militar / EPA

O alegado agressor de Jair Bolsonaro, Adelio Obispo de Oliveira

De acordo com a assessoria de imprensa do deputado e militar da reserva, Bolsonaro sofreu uma lesão hepática no ataque, razão pela qual os médicos recomendaram a intervenção cirúrgica.

Seus familiares, no entanto, esclareceram que o candidato presidencial não corre risco de morte. “Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem”, escreveu seu filho, Flávio Bolsonaro, no Twitter.

Segundo a Folha de S. Paulo, o candidato foi encaminhado ao centro cirúrgico da Santa Casa de Juiz de Fora para verificar a gravidade do ferimento. Durante a cirurgia, os médicos constataram lesões internas.

Mais tarde, Flávio Bolsonaro confirmou que o incidente “foi mais grave” do que se pensava. “A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto… Seu estado agora parece estabilizado”, escreveu o filho.

PF instaura inquérito para apurar ataque

A Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para apurar o ataque contra Jair Bolsonaro. Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora, onde prestou depoimento.

Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento. Bolsonaro era carregado por populares quando foi atingido por um objeto perfurante.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o momento da agressão. Bolsonaro é erguido nos ombros por um de seus apoiantes, em meio a dezenas de pessoas, quando sofre um golpe na região do abdômen. Em outra gravação, ele aparece sendo retirado do local, carregado por vários homens.

Políticos foram rápidos em condenar o ataque.

Em evento no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse ser “lamentável para a democracia”. “Isso revela algo que devemos nos conscientizar. É intolerável a intolerância que tem havido na sociedade brasileira. É intolerável que falseiem dados na campanha eleitoral”, afirmou.

Adversário de Bolsonaro na corrida eleitoral, Ciro Gomes (PDT) escreveu no Twitter: “Acabo de ser informado que o deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem política, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam os responsáveis por esta barbárie.”

Fernando Haddad, candidato a vice-presidente na chapa do PT, descreveu a agressão como “absurda” e “lastimável”. “Nós, democratas, temos que garantir o processo tranquilo e pacífico e reforçar o papel das instituições”, disse o petista durante entrevista ao canal MyNews.

“A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia”, declarou a candidata à Presidência pela Rede, Marina Silva. “Este atentado deve ser investigado e punido com todo rigor. A sociedade deve refutar energicamente qualquer uso da violência como manifestação política.”

Henrique Meirelles, candidato do MDB, afirmou: “Lamento todo e qualquer tipo de violência. O Brasil precisa encontrar o equilíbrio e o caminho da paz. Temos que ter serenidade para apaziguar a divisão entre os brasileiros. Desejo o pronto restabelecimento do candidato Bolsonaro.”

“Sobre o episódio da facada no candidato Jair Bolsonaro, quero afirmar aqui que repudio todo e qualquer ato de violência. Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo”, disse, por sua vez, o candidato Alvaro Dias (Podemos).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …

Emocionante avanço da teoria para a realidade: bizarro efeito quântico é observado

No núcleo toda estrela anã branca — o denso resto de uma estrela que queimou todo seu combustível — existe um fenômeno quântico enigmático: enquanto ganha massa ela reduz de tamanho chegando a um ponto …

Estudo prevê 300 mil mortes por covid até fim do ano nos EUA

Pesquisadores da Universidade de Washington pintam cenário sombrio caso restrições não sejam respeitadas. Enquanto primeiros epicentros registram queda, outros estados americanos divulgam taxas de infecções recordes. A epidemia de covid-19 deve matar aproximadamente 300 mil americanos …

Coronavírus: Exportações devem cair mais de 20% na América Latina, diz ONU

As exportações da América Latina e do Caribe podem cair mais de 20% em 2020 devido às consequências da pandemia do coronavírus, que também terá um impacto negativo nas importações, disse uma agência da …

O que é nitrato de amônio, que pode provocar explosões como a de Beirute?

A recente tragédia no país árabe trouxe de novo à tona preocupações sobre o armazenamento do perigoso material, tornando necessário saber como esses incidentes ocorrem para os prevenir. A explosão de nitrato de amônio em Beirute, …

Astrônomos descobrem nuvens gigantes "escondidas" em Vênus há 35 anos

Uma equipe de astrônomos encontrou nuvens venenosas, com gotas de ácido sulfúrico em sua formação, em meio à densa atmosfera de Vênus. Curiosamente, essas nuvens já estavam presente na atmosfera venusiana há pelo menos 35 anos, …

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …