Serviço de “proteção” do Facebook espiona internautas

O Facebook está incluindo no seu aplicativo para celulares uma nova opção intitulada “Protect” que, afinal, serve sobretudo para espionagem empresarial, permitindo à rede social roubar ideias e ganhar vantagem sobre a concorrência.

O alerta é lançado pelo site de tecnologia TechCrunch que explica que a opção “Protect” (Proteger, em português) direciona os utilizadores do aplicativo para celulares do Facebook para a App Store, desafiando-os a instalar o serviço Virtual Private Network (VPN) chamado Onavo.

A Onavo surge, assim, como uma ferramenta VPN, ou seja, um sistema de proteção de dados e de privacidade que permite encriptar as informações dos utilizadores quando eles visitam sites, de modo a não serem rastreados.

Embora “mascarem” a atividade dos utilizadores, não permitindo a terceiros a recolha de dados dos mesmos, as VPNs podem registrar tudo o que seus clientes fazem online. E é precisamente isso que a Onavo faz, mas sob a “máscara” da proteção e com um intuito que passa precisamente pela recolha de dados para uso próprio – já que o Facebook não é uma empresa de segurança informática.

Na App Store, nota-se que a Onavo “guarda com segurança os logins de websites e informações pessoais, como contas bancárias e números dos cartões de crédito”, protegendo as “informações privadas dos websites móveis maliciosos, de phishing e não seguros, que podem ver e compartilhar suas informações privadas”.

Aquilo que não se explica é que a Onavo permite ao Facebook saber tudo o que as pessoas fazem nos celulares, mesmo fora do âmbito da rede social. A ferramenta permite à empresa monitorar os hábitos no uso da internet global, conseguindo rastrear informações sobre outros aplicativos e sobre a forma como os utilizadores interagem com ela.

É, assim, uma ferramenta preciosa em termos de espionagem empresarial. A Onavo “permite ao Facebook monitorar a atividade dos utilizadores entre aplicativos”, o que dá à rede social “uma grande vantagem em termos de detectar novas tendências em todo o vasto ecossistema móvel“, explica o TechCrunch.

O Facebook pode, através da ferramenta, entender em primeira mão quais “aplicativos estão se tornando grandes sucessos”, quais crescem mais lentamente e que “características novas” desses aplicativos resultam melhor com os utilizadores, refere o site tecnológico.

Onavo permitiu “esmagar” rede social em crescimento

A rede social de Mark Zuckerberg já teria tirado partido dos dados da Onavo para obter vantagem relativamente à concorrência, como na “batalha com o Snapchat”, segundo o TechCrunch.

Um artigo de agosto de 2017 do Wall Street Journal mencionava precisamente este dado, realçando que o Facebook conseguiu perceber antecipadamente que o lançamento da funcionalidade “Stories” no Instagram, rede social de que é proprietária, estava  afetando negativamente o crescimento do Snapchat, a rede social focada nos celulares que se baseia na criação de mensagens instantâneas para Android e iOS.

O TechCrunch acrescenta que a Onavo também permitiu ao Facebook “esmagar” outra rede social, vocacionada para adolescentes, que não chegou a ser divulgada, integrando uma das suas funcionalidades que estaria tendo grande sucesso nos celulares.

A VPN do Facebook não estará disponível para os utilizadores de todo o mundo. A rede social confirma ao TechCrunch que a Onavo está neste momento disponível nos EUA em dispositivos iOS. Mas o site frisa que teria também utilizadores no Brasil e na Índia e que já teria sido detectada, em 2016, no Reino Unido.

O gestor de produto da Onavo, Erez Naveh, explica ao site tecnológico que “como outras VPNs”, esta “atua como uma ligação segura para proteger as pessoas de sites potencialmente perigosos”.

Naveh também reconhece que “o aplicativo pode recolher dados de tráfego móvel para ajudar a reconhecer táticas que maus agentes utilizam”, destacando que isso “ajuda a ferramenta a funcionar melhor” ao longo do tempo, mas não confirmando os aspectos maliciosos da Onavo.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …

5 razões por que 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

O mundo tem um tempo limitado para agir de modo a evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. A pandemia de covid-19 foi o grande problema de 2020, sem dúvida, mas espera-se que, até o final …

Supremo da Coreia do Sul confirma 20 anos de prisão para ex-presidente

O Supremo Tribunal confirmou hoje a condenação a 20 anos de prisão pronunciada em 2017 contra a ex-presidente Park Geun-hye, destituída nesse mesmo ano depois de ser reconhecida culpada de corrupção e abuso de poder. …

Esse homem só pode tentar adivinhar a própria senha mais duas vezes para recuperar $236 milhões de dólares em Bitcoin

Com altas recentes no preço do Bitcoin, um fenômeno infeliz está surgindo: pessoas que acumularam incríveis fortunas na criptomoeda estão percebendo que perderam as senhas das suas carteiras digitais criptografadas. Stefan Thomas, um programador em São …

Vacina contra covid-19: a estratégia do país que decidiu vacinar os jovens antes dos idosos

A Indonésia lançou um programa de vacinação em massa gratuito contra a covid-19 em uma tentativa de impedir a propagação do vírus e fazer sua economia voltar a se aquecer. Mas o país está adotando uma …

Com popularidade a mil, Signal vai contratar mais pessoas e otimizar recursos

Recentemente, o Canaltech noticiou que um simples tweet publicado pelo empresário Elon Musk fez com que o Signal, um mensageiro instantâneo conhecido por respeitar a privacidade de seus usuários e ser 100% em código aberto, …

Palácio mais antigo da China de 5.300 anos é descoberto perto de antiga capital

Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem cerca de 5.300 anos, sendo possivelmente a …