Silêncio toma conta da cidade mais afetada por terremoto do século no México

Jorge Nunez / EPA

Hotel destruido em Juchitan, Mexico, depois do terramoto de 7 de setembro

Um silêncio espesso, como uma mistura de luto, trauma e incerteza, se apoderou de Juchitán de Zaragoza, a cidade mais impactada pelo potente terremoto, o maior desde 1932, que sacudiu o sul e o centro do México na noite de quinta-feira.

“É muito triste pelo fato e é talvez o evento mais catastrófico de Juchitán. A cidade está destruída e onde caminhamos está o amigo ou o vizinho que perdeu seu lar. É muito triste saber que, em qualquer lugar que se vá, Juchitán está em ruínas“, conta Edgar Mario.

Mario era um dos curiosos reunidos na noite de sexta-feira, 24 horas depois do tremor, ao redor dos soldados da marinha, do exército, da Defesa Civil e bombeiros voluntários que trabalham na busca de vítimas e na remoção de escombros do Palácio Municipal.

Este edifício, outrora símbolo nesta cidade do Istmo de Tehuantepec, no sulista estado de Oaxaca, é hoje uma triste imagem do grave impacto que teve neste humilde município o sismo de magnitude 8,2 na escala Richter.

Segundo a contagem oficial, neste município há 36 mortos, a maioria ainda sob os escombros, 7.000 casas afetadas e milhares de pessoas desalojadas.

Talvez por isso, as pessoas se amontoassem em frente ao Palácio Municipal com uma solenidade pouca habitual, sem dizer uma só palavra, e seguissem com interesse toda a ação das autoridades.

O silêncio e o espanto se destacam nesta localidade de cem mil habitantes e que registra 36 do total de 61 mortes causadas pelo forte terremoto, convertendo-se no epicentro da tragédia. A área mais afetada é o centro da cidade, onde a luz vai e vem e o serviço de água ainda não foi restabelecido.

Para os moradores, este é um problema menor, uma vez que passaram as últimas horas sentados em frente às suas casas ou em um albergue ao ar livre que as autoridades habilitaram e onde lhes são oferecidos colchões para poder descansar.

Nestes lugares apenas se fala e se respira tristeza e consternação. A população geralmente vive com pânico as réplicas do movimento sísmico, que se repetem muitas vezes por hora e se sentem com intensidade.

Ainda que nas ruas nesta noite houvesse certo movimento de pessoas, carros e mototáxis, quase todas as lojas estavam fechadas tanto neste município como nos vizinhos Salina Cruz e Tehuantepec.

O sismo fez com que se estilhaçassem as janelas e vitrines de muitos estabelecimentos, que hoje tampouco abriram por medo de saques perante a falta de água e mantimentos. Este é o palco de caos que se vive neste município de Oaxaca, um dos estados mais pobres do país, mas também reconhecido pela sua história, seu folclore e sua essência indígena.

Afortunadamente, nem toda a costa do Pacífico de Oaxaca se viu afetada da mesma maneira pelo sismo, que impactou em mais de dez estados de todo o país e foi sentido por 50 milhões de pessoas. A localidade de Huatulco e boa parte da estrada até Juchitán, com cerca de 200 quilômetros, encontrava-se em perfeitas condições.

No entanto, perto de Juchitán havia perigosos deslizamentos de terra e grandes rochas no meio da via, que não impediam que caminhões e ônibus de passageiros transitassem por elas.

“Graças a Deus, foi o nervosismo e o medo, nada mais”, conta Mario Luis, um motorista de táxis de Huatulco que hoje mudou suas rotas habituais para levar jornalistas até Juchitán de Zaragoza, protagonista involuntária deste terrível terremoto.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fortnite dá desconto por fora, é banido pela Apple e caso vai parar na justiça

A Epic está processando a Apple pela retirada de Fornite da App Store. Após um embate jurídico entre as duas companhias, o jogo foi bloqueado na loja do iOS, criando reação imediata da desenvolvedora. A história, …

Com 1000 anos, maior cidade pré-colombiana da região dos EUA fica sob a cidade St Louis

Por mais que tenhamos sido ensinados que a história do continente americano começa pela chegada por aqui dos navegadores europeus – e o próprio nome de tal território sublinha essa recorrente doutrinação – o fato …

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …