Terremoto mais forte do século no México lança alerta de tsunami em toda a América Central

Mario Arturo Martinez / EPA

Terremoto de magnitude 8,4 faz pelo menos cinco mortos no México

O Serviço Sismológico Nacional do México elevou para 8,4 a magnitude do sismo que se registrou nesta sexta-feira (8) no México, com epicentro no estado de Chiapas e sentido violentamente na capital e nos países vizinhos.

Com epicentro a 137 quilômetros de Tonalá, no estado de Chiapas, o terremoto provocou cortes de energia na Cidade do México, onde soou um alarme sísmico e imediatamente começaram a serem ouvidas sirenes de ambulâncias.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico ativou um alerta para o México, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Honduras e Equador. O Sistema de Alerta de Tsunamis dos Estados Unidos avisou que há possibilidade de perigosas ondas de tsunami nas costas do Pacífico de vários países da América Central nas próximas três horas.

A força do sismo fez residentes na Cidade do México fugirem das suas casas, ainda de pijama, juntando-se a grupos nas ruas. Na capital mexicana, os edifícios sentiram a intensidade do tremor por mais de um minuto, descreveu a agência noticiosa Associated Press.

No estado de Chiapas os relatos indicaram para um impacto significativo. “A casa se moveu como pastilha elástica e a luz e Internet desapareceram momentaneamente”, contou Rodrigo Soberanes, que vive em San Cristobal de las Casas, no estado do sul.

O Governo de El Salvador já alertou para a ameaça de tsunami e ativou comunicações para uma evacuação imediata, se necessário, após o sismo que atingiu o sul do México.

Perante o alerta, o sistema de proteção civil de El Salvador ativou os canais de comunicação com as comissões municipais e comunitárias da proteção civil para uma possível evacuação e pediu às comunidades que estão próximas de praias para monitorarem possíveis mudanças no mar.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico já registou ondas de tsunami na costa do Pacífico, ao largo do México. Ondas de um metro acima do nível da maré foram medidas ao largo de Salina Cruz, enquanto ondas menores foram observadas na costa ou registradas por medidores oceânicos em outros locais, afirmou.

O balanço inicial era de cinco mortos, mas, neste momento, o total de vítimas mortais confirmadas subiu para 32, “com base na contagem efetuada pelos estados”, anunciou o diretor da Proteção Civil, Ricardo de la Cruz. No número incluem-se duas crianças, em Tabasco, conforme informou o governador do estado.

O governador Arturo Nunez indicou que uma das crianças morreu no desabamento de uma parede, e a outra, um bebê, morreu em um hospital pediátrico que ficou sem eletricidade, interrompendo o funcionamento do ventilador ao qual estava ligado. As outras três mortes foram registradas no estado de Chiapas, em San Cristobal de las Casas.

Possibilidade de réplica

O presidente do México, Enrique Peña Neto, advertiu a população para a possibilidade de nas próximas 24 horas se registar uma forte réplica do terremoto de 8,4 que sacudiu o país na quinta-feira (7) à noite.

Em declarações ao canal de televisão Televisa, Peña Nieto disse que os mexicanos precisam estar muito atentos e que a réplica pode superar a magnitude de 7 na escala de Richter, após recordar que em 1985 ocorreu uma réplica muito potente, de 7,5, um dia depois do primeiro grande sismo de magnitude 8,1.

O presidente assegurou que até agora o alerta de tsunami no sudeste do estado de Chiapas, onde se registrou o epicentro do sismo ocorrido na noite desta quinta, “não representa um risco maior” e considerou que 50 milhões de pessoas podem ter sentido o tremor de terra por todo o país.

Peña Nieto disse estar no Centro Nacional de Prevenção de Desastres (Cenapred), em uma reunião com as secretarias da Defesa e da Marinha, assim como com a Comissão Federal de Eletricidade, entre outras entidades, para fazer um “diagnóstico pontual” do que ocorreu e adotar as medidas necessárias.

O presidente mexicano assinalou que o sismo de quinta-feira foi maior do que o de 8,1 na escala de Richter de 19 de setembro de 1985, que fez milhares de mortos, mas destacou que a cultura de proteção civil avançou. O chefe de Estado apelou ainda à população para verificar os danos registrados. “Vamos continuar trabalhando para fazer uma avaliação mais precisa dos danos”, acrescentou.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …

Pé Grande vagueia pelo Reino Unido enquanto centenas de relatos são registrados

Apesar de a lenda do Pé Grande ser tipicamente americana, centenas de pessoas relataram ter visto a enigmática criatura em diversas localidades do Reino Unido. Se por um lado o Reino Unido é um país relativamente …

Um terço de todas as espécies de animais e plantas pode desaparecer em 50 anos

Um novo estudo da Universidade do Arizona (EUA) estimou que um terço de todas as espécies de plantas e animais do planeta pode ser extinta em até 50 anos devido aos efeitos da mudança climática. Para …

Huawei ataca governo dos EUA e lembra caso Snowden

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (13), a Huawei voltou a se defender dos ataques feitos pelos Estados Unidos nesta semana, afirmando que, se tem alguém envolvido com espionagem internacional, esse alguém é justamente o governo …

Os efeitos políticos e religiosos do encontro entre Lula e o papa

Reunião no Vaticano vai além de troca de gentilezas entre dois líderes sul-americanos. Para especialistas, audiência tem repercussões para o ex-presidente, o PT e a própria Igreja Católica, que vive disputa de poder. A reunião entre …

Candidato de Macron à prefeitura de Paris renuncia devido a escândalo sexual

Reviravolta na campanha pelas eleições municipais em Paris a apenas um mês da votação. O candidato do partido presidencial, Benjamin Griveaux, renunciou nesta sexta-feira (14) à corrida pela prefeitura da capital. A decisão foi anunciada …