Sobrevivente do Holocausto terá escolta policial após ser ameaçada na Itália

Uma sobrevivente do Holocausto de 89 anos recebeu a proteção da polícia italiana depois de ser ameaçada centenas de vezes nas redes sociais.

Liliana Segre, que foi enviada ao famoso campo de extermínio de Auschwitz aos 13 anos, foi submetida a uma enxurrada de mensagens antissemitas nos últimos dias.

Segre, que é senadora vitalícia na Itália, pediu ao Parlamento do país a criação de um comitê para combater crimes de ódio. A moção foi aprovada apesar da falta de apoio dos partidos de direita.

Membros do partido nacionalista A Liga, liderado por Matteo Salvini, da sigla de centro-direita Força Itália, e os Irmãos da Itália, da extrema-direita, se abstiveram da votação em Milão na semana passada.

A moção pedia o estabelecimento de uma comissão extraordinária para combater todas as formas de racismo, antissemitismo, incitação ao ódio e violência por motivos étnicos e religiosos.

Após a votação, Segre disse que as abstenções dos partidos de direita a fizeram se sentir “como uma marciana no Senado”.

“Eu apelei à consciência de todos e pensei que uma comissão contra o ódio como princípio seria aceita por todos”, disse ela na época, segundo o jornal italiano La Repubblica.

Depois de propor a abertura da comissão, a senadora recebeu cerca de 200 mensagens de ódio por dia.

Escolta em locais públicos

Algumas das ameaças foram tão graves que o prefeito de Milão, Renato Saccone, realizou uma reunião na quarta-feira (06/11) com o comitê de segurança e ordem pública, quando foi concluído que Segre precisava de proteção policial.

A medida inclui uma escolta policial com dois agentes para que a senadora possa andar por locais públicos.

Enquanto isso, o Ministério Público de Milão disse que abriu uma investigação sobre as mensagens de ódio contra Segre e solicitou apoio da polícia antiterrorismo da Itália.

Segre nasceu em Milão em 1930. Ela fugiu da perseguição nazista na Itália com seu pai em dezembro de 1943.

Depois de não conseguirem se refugiar na Suíça, os dois foram enviados de trem para o campo de extermínio de Auschwitz, na Polônia ocupada pelos nazistas, no mês seguinte. No local, seu pai e avós foram mortos.

Juntamente com outros prisioneiros judeus transferidos de Auschwitz em janeiro de 1945, Segre foi levada ao campo de concentração de Ravensbrück, na Alemanha.

Semanas depois, foi transferida para outro campo operado pelos nazistas — que posteriormente foi liberado pelo Exército Vermelho da União Soviética.

Segre foi nomeada senadora italiana pelo presidente Sergio Mattarella em janeiro de 2018.

A Itália tem uma população de cerca de 30 mil judeus. Mais de 7.500 judeus italianos morreram durante o Holocausto.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Príncipe Andrew vira centro de escândalo sexual

O príncipe Andrew do Reino Unido comunicou nesta quarta-feira (20/11) que decidiu se afastar da vida pública após o agravamento da controvérsia em torno de seu envolvimento com o milionário americano Jeffrey Epstein, acusado de …

Brasil é o maior hub de fintech da América Latina

O Brasil é o maior país da América Latina — tanto em massa quanto em população — e ocupa uma posição influente no cenário global. Depois dos Estados Unidos, o Brasil lidera a lista do …

Entomólogo dos EUA acredita ter identificado fósseis de insetos em Marte

O entomólogo William Romoser, professor emérito da Universidade de Ohio (EUA), analisou fotos captadas por rovers da NASA em Marte e afirma ter achado nelas fósseis de insetos. Romoser analisou detalhadamente estruturas parecidas a abelhas, bem …

China se irrita com decisão americana sobre Hong Kong e convoca diplomata

Pequim convocou nesta quarta-feira (20) um diplomata do alto escalão dos Estados Unidos após a adoção na terça-feira (19), pelo Senado americano, de um texto que apoia os "direitos humanos e democracia" em Hong Kong. Os …

Porteiro que citou Bolsonaro no caso Marielle recua em novo depoimento

O porteiro que citou o presidente Jair Bolsonaro nas investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista, Anderson Gomes, depôs nesta terça-feira (19/11) à Polícia Federal e recuou da versão que havia …

Anistia Internacional denuncia mais de 100 mortes em protestos no Irã

ONG relata uso de munição real contra manifestantes e diz que total de mortos pode ser ainda maior. Presidente e líder supremo dizem que país teve êxito ao lidar com distúrbios provocados por inimigos externos. A …

Áustria decide sobre polêmica do destino da casa onde nasceu Hitler

Por enquanto, parece ter se encerrado a polêmica sobre qual destino dar à residência onde nasceu Adolf Hitler. O edifício, que fica na Áustria, se tornará uma delegacia de polícia, segundo anunciou o governo austríaco …

Satélites Starlink já estão atrapalhando observações astronômicas

Em maio, Elon Musk garantiu que seus satélites Starlink não causariam impactos nas observações astronômicas — declaração dada pelo Twitter logo após o lançamento dos primeiros 60 satélites do projeto que visa pelo menos 12 …

As celebridades no esporte que adoram poker - 7 esportistas que jogam poker por lazer!

O poker está cada dia mais alcançando um status como esporte e poderá até mesmo se tornar um esporte olímpico. Desde 2009, o poker é considerado mundialmente como um esporte da mente pela International Mind Sports …

Tiro de PM causou morte da menina Ágatha no Rio, aponta inquérito

A Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou nesta terça-feira (19/11) que um cabo da Polícia Militar foi indiciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar) pela morte de Ágatha Vitória Sales Félix, de …