Submarino soviético naufragado em 1989 causou “Chernobyl do Ártico”

Cientistas identificaram um vazamento de radiação no naufrágio de um submarino nuclear russo Komsomolets, que afundou nas águas do mar Ártico na Noruega em 1989.

Uma equipe de cientistas noruegueses identificou um vazamento de radiação no naufrágio de um submarino nuclear russo Komsomolets, que naufragou nas águas do mar Ártico, junto à Ilha dos Ursos, na Noruega, em 1989.

O submarino da era soviética afundou após um incêndio a bordo, do qual resultou a perda de vida de 42 dos 69 tripulantes a bordo. Descansando a uma profundidade de 1,7 km, o reator nuclear do submarino e duas ogivas nucleares ainda estão a bordo.

Os cientistas registraram recentemente radiação no local do naufrágio, com um valor 100.000 vezes o nível normal para o mar da Noruega.

“Várias amostras tomadas e em torno de um duto de ventilação do submarino naufragado continham em níveis muito mais elevados de césio radioativo do que normalmente se encontraria no mar da Noruega”, explicou o Instituto de Pesquisa Marinha da Noruega em um comunicado.

O instituto disse que as descobertas foram encontrados de cerca de 100 Becquerel (Bq) por litro, em oposição a cerca de 0,001 Bq por litro em outras partes do mar norueguês. O nível mais alto medido em uma amostra no local do naufrágio foi 800.000 vezes maior que o normal, de acordo com os pesquisadores. No entanto, os cientistas notaram que outras amostras do mesmo duto não continham níveis elevados de radiação.

“Pegamos amostras de água de dentro desse duto, em particular porque os russos documentaram vazamentos aqui tanto nos anos 90 quanto mais recentemente, em 2007”, disse a líder da expedição, Hilde Elise Heldal, em um comunicado. “Então não ficamos surpresos em encontrar níveis altos aqui.”

Heldal disse que os níveis de radiação não são perigosamente altos, citando o limite permitido para o césio radioativo nos alimentos.

“Após o acidente de Chernobyl em 1986, as autoridades norueguesas fixaram esse limite para 600 Bq por kg”, explicou ela. “Os níveis que detectamos estavam claramente acima do normal nos oceanos, mas não eram alarmantes.”

“O que descobrimos durante a nossa pesquisa tem muito pouco impacto nos peixes e frutos do mar noruegueses. Em geral, os níveis de césio no mar da Noruega são muito baixos, e como o naufrágio é tão profundo, a poluição causada pelo Komsomolets é rapidamente diluída”, explicou Heldal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …