Noruega detecta vazamento de radiação de submarino nuclear soviético naufragado há 30 anos

(cv) Euronews

A Noruega detectou um nível de radiação 800 mil vezes maior do que o normal no naufrágio de um submarino militar russo. A embarcação da era soviética afundou no Mar da Noruega em 1989, quando um incêndio a bordo matou 42 marinheiros.

A análise da equipe norueguesa mostrou césio radioativo vazando de um tubo de ventilação no submarino, chamado Komsomolets. Segundo a pesquisadora Hilde Elise Heldal, o problema não é alarmante por ora, já que as águas do ártico rapidamente diluem o material radioativo.

O Komsomolets também está localizado em uma região muito profunda do mar, a 1.680m de profundidade, e há poucos peixes na área, diz Heldal.

É a primeira vez que um veículo submarino operado remotamente (ROV, na sigla em inglês) chega ao local e mostra o dano severo sofrido pela embarcação russa. Conhecido também como K-278 na Rússia, o submarino afundou carregando dois torpedos nucleares com ogivas de plutônio. Sua parte frontal tem seis tubos de torpedo, e o submarino também era capaz de lançar mísseis de longo alcance.

Curiosamente, o achado do submarino ocorre apenas uma semana depois que um incêndio atingiu um submarino nuclear russo no Mar de Barents, matando 14 oficiais navais. Neste caso, os sobreviventes conseguiram levar o submergível de volta para sua base no Ártico.

Problema no reator

O submarino naufragado em 1989 teve um problema no reator antes de afundar. Quando o fogo começou em um dos compartimentos, o reator de água pressurizada do K-278 desligou rapidamente, segundo a agência de Segurança Nuclear do governo norueguês. Vinte e sete tripulantes sobreviveram, e acabaram sendo resgatados por navios soviéticos.

O vazamento radioativo encontrado nesta semana vem de um tubo próximo ao reator. Mas parte das amostras de água tirada do naufrágio não mostrou níveis elevados de radiação.

Os 42 marinheiros que morreram sucumbiram à fumaça tóxica ou congelaram na águas geladas do Ártico depois que o K-278 foi rapidamente à superfície. Os sobreviventes foram resgatados por dois navios soviéticos.

Durante o incidente, o comandante do submarino conseguiu enviar um pedido de socorro uma hora depois do início do incêndio, mas ele e outros quatro tripulantes morreram quando a cápsula de emergência em que estavam naufragou. O submarino ficou comprometido quando o fogo se espalhou, alimentado pelo ar com alta pressão vindo de uma tubulação danificada.

A Rússia já havia examinado o naufrágio com um submarino tripulado, e encontrou radiação vazando da mesma direção. Os especialistas em radiação da Noruega e pesquisadores que fizeram a nova análise foram acompanhados por estudiosos da Associação Tufão de Pesquisa e Produção da Rússia.

“Tiramos amostras de água de dentro desse duto específico porque os russos já haviam documentado vazamentos no local em 1990 e em 2007”, afirma a pesquisadora Heldal, que liderou a exposição. “Os níveis (de radiação) que detectamos estavam claramente acima do que é normal no oceano, mas não eram alarmantemente altos”, disse ela.

A Noruega e a Rússia têm monitorado a radiação na água regularmente desde o desastre, às vezes em expedições em conjunto.

O Komsomolets foi inaugurado em 1983. Tinha 117 metros de comprimento e podia mergulhar a até 1,250 metros de profundidade. Viajava a velocidade máxima de 30 nós (56km/h).

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em 8 anos, diz a Clínica Mayo

Pesquisadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o câncer ovário e de mama que poderia estar disponível dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes a …

Líder de Hong Kong abandona discurso no Parlamento após protestos

Parlamentares pró-democracia forçam Carrie Lam a interromper pronunciamento anual. Sem conseguir completar fala, chefe do Executivo faz discurso sobre futuro político da região administrativa especial da China em vídeo. A chefe do Executivo de Hong Kong, …

Barcelona se prepara para novos protestos, depois de noite tensa em aeroporto

A Catalunha se prepara para um novo dia de indignação, depois que milhares de ativistas pela independência cercaram o aeroporto de Barcelona, na segunda e terça-feira, para denunciar a condenação de seus líderes a sentenças …

Erdogan acusa militares sírios de bombardear posições turcas

Dois soldados turcos foram mortos na área de Manbij pelo Exército do governo sírio, disse o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. No dia anterior foi noticiada a morte de mais dois soldados turcos durante um ataque …

Operação da PF amplia briga interna no PSL

A disputa pública pelo comando do PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro, ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (15/10) quando agentes da Polícia Federal (PF) realizaram uma operação de busca e apreensão na casa …

Cidade na Itália proíbe Google Maps porque pessoas 'se perdem' o tempo todo

Serviços de emergência de Baunei já tiveram que resgatar 144 perdidos em dois anos devido ao Google Maps. O prefeito da cidade italiana de Baunei, Salvatore Corrias, proibiu o uso do aplicativo de localização geográfica Google …

Emma Watson lança consultoria jurídica gratuita para mulheres assediadas no local de trabalho

A atriz Emma Watson acaba de lançar uma consultoria jurídica gratuita para mulheres que sofreram assédio no local de trabalho. O serviço está disponível na Inglaterra e no País de Gales. De acordo com o texto …

Polícia do Rio perdeu imagens que poderiam identificar assassinos de Marielle

A Polícia Civil do Rio de Janeiro perdeu imagens do carro dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco gravadas no dia do homicídio, em 14 de março de 2018. A informação foi publicada neste domingo …

Protestos se espalham pela Catalunha após condenação de separatistas

Manifestantes bloqueiam principal aeroporto de Barcelona, além de ruas e uma via férrea, após nove líderes catalães serem condenados pela tentativa de independência da região. Confrontos com a polícia deixam feridos. A condenação de nove líderes …

Erdogan revela objetivos da operação turca na Síria

Nesta terça-feira (15), o presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que a operação militar no norte da Síria está progredindo com sucesso, tendo 1.000 km de território ao longo da fronteira sido libertados de terroristas. "Temos …