Tinder, Bumble e outros apps de namoro oferecem filtro de ‘vacinado’ e bônus a quem se imunizou no Reino Unido

Usuários de aplicativos de relacionamento no Reino Unido que foram vacinados passaram a ter direito a adesivo de “vacinado” na foto do perfil e bônus nas plataformas como forma de incentivar a imunização no país.

Apps como Tinder, Match, Hinge, Bumble, Badoo, Plenty of Fish, OurTime e Muzmatch se inscreveram no programa em parceria com o governo britânico.

Até o momento, foram vacinados 59% dos 67 milhões de habitantes do país. Mas a iniciativa, inspirada em ação semelhante nos Estados Unidos, não tem como aferir se as pessoas que declaram ter sido vacinadas receberam de fato os imunizantes.

Alguns dos aplicativos estão incluindo incentivos para aqueles que dizem ter sido vacinados, como créditos grátis ou acesso a recursos premium que geralmente têm custo extra, como ampliação de perfil, doação de rosas virtuais e “super curtidas”.

O Bumble também permitirá que seus membros compartilhem preferências de namoro pandêmico, como opiniões sobre distanciamento social, uso de máscaras e se os usuários se sentem confortáveis ​​em encontros em lugares lotados.

secretário responsável pelo programação de vacinação britânico, Nadhim Zahawi, descreveu a nova iniciativa como um “trunfo” para o programa de vacinação local.

Uma sondagem recente do instituto de pesquisa YouGov com quase 5 mil adultos no Reino Unido mostrou que apenas 28% dos entrevistados disseram que não namorariam alguém não vacinado. Outros 2% disseram que não namorariam alguém que tivesse recebido a vacina.

Na Inglaterra e no País de Gales, que integram o Reino Unido, vacinas estão disponíveis para todas as pessoas com mais de 30. Na Irlanda do Norte, qualquer pessoa com mais de 18 anos já pode ser imunizada.

No Brasil, onde 23% dos 212 milhões de habitantes foram vacinados, alguns usuários de aplicativos de namoro passaram a usar a hashtag #vacinado como diferencial ou transparência, por exemplo.

Apesar da iniciativa dos aplicativos no Reino Unido, há uma série de preocupações em torno do status da vacina e da privacidade dentro do país.

No mês passado, o sistema de saúde pública britânico (NHS, uma espécie de SUS) fez mudanças no sistema de agendamento na Inglaterra após reclamações de que era possível calcular quantas doses de vacinas uma pessoa havia recebido, inserindo detalhes básicos como nome e código postal.

Stephanie Hare, ativista do setor de privacidade online, disse que, como o selo do aplicativo de namoro é voluntário e nenhuma documentação oficial é requisitada, o risco relativo à privacidade dos usuários é baixo.

“Já é muito comum na comunidade de namoro gay masculino compartilhar o status do HIV”, acrescentou ela.

Aplicativos de namoro focados em LGBTQ+, como Grindr e Scruff, até agora não aderiram à iniciativa do governo britânico.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …