Todos os cães do mundo evoluíram a partir de um único grupo de lobos

Paco Ruiz / Flickr

Um novo estudo argumenta que os cães podem ter evoluído de uma população de lobos de único local por volta de 20 mil a 40 mil anos atrás.

Coordenado por Krishna Veeramah, da Universidade Stony Brook, nos EUA, o estudo contradiz a principal teoria sobre a evolução canina – a de que ela ocorreu de populações diferentes de lobos vivendo a milhares de quilômetros uma da outra.

A nova hipótese tem como base o estudo do DNA dos ossos de três cachorros encontrados em sítios arqueológicos na Alemanha e na Irlanda, com idades variando entre 4,7 mil e 7 mil anos. Os animais antigos tinham ancestrais em comum com caninos modernos europeus.

Analisando as taxas de mudança genética, os cientistas conseguiram estimar que a domesticação de lobos ocorreu entre 20 mil e 40 mil anos atrás.

Veeramah explica que o processo teve início quando uma população de lobos se aproximou de acampamentos nômades em busca de sobras de comida.

“Os humanos não se beneficiaram imediatamente do processo, mas com o passar do tempo desenvolveram algum tipo de relacionamento simbiótico com os animais. Eventualmente, os animais evoluíram para os cães que conhecemos hoje”, explica o cientista.

Como os cães de rua

A história do surgimento dos cães a partir de lobos é complexa e gera intensos debates.

Cientistas acreditam que os cachorros começaram a correr o mundo, possivelmente na companhia de humanos, há cerca de 20 mil anos. Há 7 mil anos, estavam dispersos pelo planeta, mas ainda não eram o que se pode chamar de animais de estimação.

”Eles provavelmente eram animais parecidos com os cães de rua de hoje, que se reproduzem livremente e não vivem em nenhuma casa específica”, explica Veeramah.

Posteriormente, os animais passaram a ser criados para ajudar na caça e no pastoreio, um processo que ao longo do tempo criou centenas de raças modernas.

O estudo, publicado na revista científica Nature Communications, sugere que raças encontradas em locais tão distintos quanto as Américas e as Ilhas do Pacífico derivam de cães europeus. “Nosso cachorro de 7 mil anos da Europa é virtualmente um ancestral para a maioria das raças modernas”, diz Veeramah.

”E esse relacionamento pode chegar até ao mais antigo fóssil canino que conhecemos, que é aproximadamente de 14 mil anos atrás e foi encontrado na Alemanha.”

Pesquisas anteriores argumentaram que os primeiros cães domesticados surgiram em lados opostos da Eurásia há mais de 12 mil anos. Posteriormente, os cães orientais teriam migrado com humanos e se reproduzido com os ocidentais.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …