Tribunal mantém ex-chefe de campanha de Trump preso

vpickering / Flickr

Paul Manafort (d) com seu advogado, Kevin Downing (e)

O tribunal de apelações do Distrito de Columbia, nos Estados Unidos, decidiu nesta terça-feira manter em prisão preventiva Paul Manafort, ex-chefe de campanha do presidente americano, Donald Trump, e que hoje mesmo enfrenta seu primeiro julgamento sobre a investigação da chamada trama russa.

O tribunal de apelações, uma instância inferior à Suprema Corte, reafirmou a decisão adotada em junho por uma juíza de Washington, que considerou em meados de junho que Paul Manafort devia ser preso porque tinha tentado influir nas declarações de duas testemunhas.

Manafort enfrenta dois julgamentos: um na corte do Distrito de Columbia, que começará em setembro, e outro no tribunal do distrito leste da Virgínia, com sede em Alexandria. O julgamento na Virgínia começou hoje com a seleção dos 12 membros do júri e seus quatro suplentes, que se encarregarão de decidir sobre sua culpabilidade.

O ex-chefe de campanha de Trump se entregou ao FBI em 30 de outubro do ano passado e durante seis meses esteve sob regime de prisão domiciliar.

Só na Virgínia, Manafort enfrenta 18 acusações por não ter declarado os US$ 75 milhões que recebeu por assessorar governos estrangeiros, entre eles o do ex-presidente ucraniano Viktor Yanukovich (2010-2014), a quem ajudou a melhorar sua imagem.

Entre 2006 e 2017, segundo a acusação, Manafort trabalhou para Yanukovich e outros governos sem comunicar às autoridades americanas, o que constitui um crime. Por estes fatos, o assessor pode ser condenado na Virgínia a até 270 anos de prisão.

O processo contra Manafort é fruto da investigação do procurador especial Robert Mueller sobre os supostos laços entre o Kremlin e membros da campanha de Trump para interferir nas eleições de 2016.

As acusações contra Manafort não estão diretamente relacionadas com suas atividades como chefe de campanha de Trump entre junho e agosto de 2016, embora nesse período tenha mantido contato com vários oligarcas próximos ao Kremlin, como o milionário Oleg Deripaska, segundo a promotoria.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Egito descobre cemitério de 2 mil anos com 600 cães e gatos

Pesquisadores poloneses encontraram cerca de 600 restos mortais de animais em um cemitério de dois mil anos, no Egito. De acordo com os cientistas, os corpos encontrados na necrópole são de gatos (cerca de 90% deles), …

Nova superterra encontrada pode dar pistas sobre vida fora do Sistema Solar

Um novo exoplaneta detectado orbitando uma estrela relativamente perto do nosso Sistema Solar, pode potencialmente ajudar a resolver enigmas sobre vida alienígena. Um exoplaneta com uma massa 2,8 maior do que a da Terra designado Gliese …

China anuncia meta de crescimento econômico mais modesta na abertura do Congresso Nacional do Povo

A reunião anual do Congresso Nacional do Povo da China foi aberta nesta sexta-feira (5), em Pequim, com o tradicional discurso do primeiro-ministro do país, Li Keqiang. O líder anunciou um objetivo de crescimento …

Análogo de Buraco negro de laboratório se comporta como Stephen Hawking previu

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Technion-Israel tentaram confirmar duas das previsões mais importantes de Hawking, que a radiação hawking surge do nada e que não muda de intensidade ao longo do tempo, o que significa …

SP concentra 40% dos feminicídios com 200 mortes, diz estudo do Observatório de Segurança

A Rede de Observatórios da Segurança publicou seu relatório de dados sobre a violência contra a mulher do ano de 2020. O boletim, que traz números de cinco estados (SP, RJ, PE, CE e BA), mostrou …

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …