Trump e Kim iniciam cúpula no Vietnã

Donald Trump / Instagram

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o Presidente do EUA, Donald Trump, dão um aperto de mão na “cimeira histórica” em Singapura

Líderes dos EUA e da Coreia do Norte têm reunião privada em Hanói, seguida de jantar com suas equipes. Ambos preveem sucesso para esta segunda cimeira e trocam elogios. “Grande líder”, diz Trump sobre Kim.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e da Coreia do Norte, Kim Jong-un, deram início nesta quarta-feira (27/02) à sua segunda cúpula em Hanói, no Vietnã, em um clima mais otimista. A reunião tem como foco fazer avançar o diálogo sobre a desnuclearização.

O encontro começou no hotel Sofitel Metropole, no centro da capital vietnamita. Sorridentes e visivelmente relaxados, Trump e Kim deram um aperto de mão de quase dez segundos diante de um fundo de bandeiras americanas e norte-coreanas intercaladas – um cenário quase idêntico ao da primeira reunião, oito meses atrás em Cingapura.

A jornalistas presentes, Trump previu que a nova cúpula será “um sucesso” e negou ter diminuído suas expectativas sobre o processo de desnuclearização da Coreia do Norte, algo que muitos analistas atribuíram ao seu governo nas últimas semanas.

Ele também rebateu as críticas de que a primeira reunião entre os dois países não cumpriu suas alegações de ter sido um avanço que levaria a Coreia do Norte ao desarmamento, nem conseguiu pôr fim à ameaça nuclear que o país asiático representa.

É uma honra estar com o presidente Kim. Tivemos uma primeira cúpula muito boa. Algumas pessoas gostariam que seus resultados fossem mais rápidos, mas eu estou satisfeito. Você [Kim] está satisfeito. Queremos estar felizes com o que estamos fazendo”, afirmou o americano.

“Eu achei que a primeira cimeira foi um grande sucesso. E estou esperançoso de que esta será igual ou melhor que a primeira”, acrescentou. “Fizemos muitos progressos. Acho que o maior progresso foi nosso relacionamento, que é realmente bom.”

O presidente ainda manteve a abordagem que adotou desde Cingapura de fazer elogios a Kim e de prever prosperidades para a Coreia do Norte caso o país concorde em se desarmar.

“Acho que seu país tem um potencial econômico tremendo, inacreditável e ilimitado. Acho que você terá um futuro tremendo com seu país. Um grande líder”, disse Trump, dirigindo-se ao norte-coreano. “Estou ansioso para ver isso acontecer e ajudar a acontecer.”

Kim, por sua vez, devolveu o elogio, afirmando “acreditar verdadeiramente que o sucesso desta cúpula se deve à decisão corajosa de Trump” de realizar a reunião.

“Desde a última vez que nos encontramos, houve pessoas que entenderam mal algumas situações e algumas hostilidades do passado, mas nós superamos isso. Muita paciência é necessária”, afirmou o líder norte-coreano.

Nesta quarta-feira, Trump e Kim se reuniram por cerca de 20 minutos, numa conversa privada que só contou com a presença dos dois líderes e seus intérpretes.

Em seguida, eles partiram para um jantar no mesmo hotel, que durou cerca de uma hora e 45 minutos. Na pequena mesa preparada para eles e seus acompanhantes, os dois líderes se sentaram lado a lado, não frente a frente, como no almoço em Cingapura.

Estiveram no jantar seus respectivos tradutores, além do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, o chefe de gabinete interino da Casa Branca, Mick Mulvaney, o ministro norte-coreano do Exterior, Ri Yong-ho, e o principal responsável pela inteligência de Pyongyang, Kim Yong-chol.

Trump e Kim voltam a se reunir a sós nesta quinta-feira, num encontro previsto para durar 45 minutos. Depois, o americano concederá uma entrevista coletiva, informou a Casa Branca.

Os dois líderes participarão ainda de um “encontro bilateral ampliado” junto com suas equipes, seguido por um almoço de trabalho. O governo americano também informou que Trump e Kim assinarão, ao fim da cúpula, um acordo conjunto, sobre o qual não deu detalhes.

A declaração pode servir para impulsionar o processo de desmantelamento do programa nuclear norte-coreano. A promessa foi anunciada ao fim do encontro em Cingapura, mas quase não avançou devido à falta de um roteiro.

Acredita-se que a Coreia do Norte possa oferecer um desarmamento parcial, com foco em seu complexo nuclear de Yongbyon, onde produz combustível para bombas atômicas. Kim já se ofereceu para fechá-lo “permanentemente” em troca de “medidas correspondentes” da Casa Branca.

Essas medidas podem envolver um relaxamento de sanções americanas que permita reativar projetos de cooperação econômica entre as duas Coreias e uma declaração política para encerrar oficialmente a Guerra da Coreia (1950-53), que foi paralisada por um armistício e não teve um tratado de paz.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …

Covid-19: Governo chinês recompensa quem se vacina distribuindo ovos

Primeiro país afetado pela Covid-19, mas também o primeiro a se recuperar da pandemia, a China ainda encontra dificuldades para convencer sua população a se vacinar contra o coronavírus. O governo em algumas regiões …

Bloomberg revela planos de Biden de cortar orçamento do Pentágono

A administração Biden alegadamente pretende propor ao Pentágono um orçamento menor do que sob a administração Trump, reportou a agência Bloomberg citando três fontes. De acordo com agência, o orçamento será US$ 7 bilhões menor (cerca …

Cientistas revelam ameaça de grande desabamento de plataformas de gelo na Antártida

Novo estudo demonstrou que mais de um terço da área das plataformas de gelo na Antártida pode cair no mar se as temperaturas globais aumentarem em quatro graus, em comparação com o nível pré-industrial. De acordo …

“É como um lindo instrumento”: mais de 2 mil microfones desvendam o mistério o zunido dos beija-flores

O beija-flor faz um agradável zumbido quando paira na frente das flores para se alimentar. Mas só agora ficou claro como suas asas gera o som harmônico enquanto bate suas asas a impressionantes 40 vezes …

Barroso determina que presidente do Senado instale "CPI da covid"

Pedido para criar a comissão foi protocolado no início de fevereiro, mas Rodrigo Pacheco resistia. Colegiado deve apurar irregularidades e pode gerar desgaste ao governo. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou …

Cientistas descobrem segredo do computador de mais de 2 mil anos

A Máquina de Anticítera permanecia há mais de um século como um dos grandes mistérios do planeta até março desse ano: espécie de primeiro computador da história, o mecanismo com mais de 2 mil anos …

Família real britânica: morre príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª, morreu nesta sexta-feira (09/04) aos 99 anos, anunciou o Palácio de Buckingham. Em um comunicado, o palácio disse: "É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou …

Dinamarca suspende vistos e se torna 1° país europeu a ordenar retorno de refugiados à Síria

A Dinamarca acredita que a situação na província de Damasco se encontra atualmente estabilizada e decidiu suspender as autorizações de residência temporária de várias centenas de sírios. Trata-se do primeiro país europeu a ordenar …