Turquia repatria jihadistas estrangeiros do “Estado Islâmico”

(cv) Wochit

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista “Estado Islâmico” (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por Ancara.

As deportações ocorrem pouco mais de uma semana após o ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, afirmar que o país não era um “hotel” para jihadistas e criticar os países ocidentais que relutavam em receber de volta seus cidadãos que haviam se juntado ao EI. Soylu anunciou ainda que serão deportados até mesmo combatentes que tiveram suas cidadanias revogadas.

Vários países europeus, incluindo o Reino Unido, a Alemanha e a Dinamarca, retiraram a cidadania de jihadistas que se juntaram ao EI na Síria e Iraque para tentar evitar o retorno deles. Somente o Reino Unido revogou a cidadania de mais de 100 pessoas por se juntarem a grupos terroristas no exterior.

O porta-voz do Ministério do Interior, Ismail Catakli, disse que os deportados estavam detidos em centros de deportação turcos enquanto aguardavam o procedimento, sem especificar para onde eles foram enviados. Ancara, porém, anunciou que os combatentes voltarão para seus países de origem.

O ministro da Justiça dinamarquês, Nick Hakkerup, afirmou que cidadãos do país que lutaram com o “Estado Islâmico” e forem repatriados serão punidos “o mais severamente possível”. Segundo um jornal local, o atual deportado enfrenta acusações de terrorismo na Dinamarca. Ele foi para a Síria em 2013 e teria ficado gravemente ferido num ataque a bomba em 2017, desde então usa cadeira de rodas.

A Alemanha disse que não recusará a entrada de seus próprios cidadãos, mas afirmou que o deportado nesta segunda-feira não estaria envolvido com o EI. Segundo Catakli, outros “sete terroristas alemães” serão repatriados até 14 de novembro.

O Ministério do Exterior da Alemanha confirmou que sete combatentes alemães do EI serão deportados, além de duas crianças, nos próximos dias. Serão deportados outros 13 cidadãos europeus, entre eles franceses e irlandeses.

“Os esforços para identificar a nacionalidade dos combatentes estrangeiros capturados na Síria foram concluídos, com os interrogatórios 90% completos e os países de origem notificados”, informou Catakli.

De acordo com Ancara, cerca de 1.200 jihadistas do EI estão em prisões turcas e outros 287, incluindo mulheres e crianças, foram recapturados durante a ofensiva da Turquia no norte da Síria. O país pretende repatriar até 1.300 combatentes estrangeiros. Aproximadamente 11 mil de integrantes do grupo extremista estão detidos em prisões sírias. Estima-se que um quinto destes combatentes sejam europeus.

A onda de deportações foi impulsionada após os países ocidentais não apoiarem a ofensiva turca contra combatentes curdos, considerados terroristas por Ancara, no nordeste da Síria. Milícias curdas foram uma das principais forças na luta contra o “Estado Islâmico”. Muitos países temem que os ataques atuais contra o grupo possam levar ao ressurgimento do EI.

Durante anos, a Turquia foi acusada de fazer vista grossa para a entrada de simpatizantes estrangeiros do EI na Síria. A fronteira com o país era a principal rota para aqueles que desejam se unir ao grupo extremista. Ancara sempre negou as acusações e posteriormente intensificou a segurança em suas fronteiras e aeroportos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas finalmente criam neurônios artificiais

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores da Universidade de Bath (Inglaterra) realizou um feito inédito: conseguiu reproduzir a atividade biológica de neurônios usando chips de silicone. E o que é ainda melhor: esses “neurônios artificias” requerem …

Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, afirma executivo

A Huawei oficializou, nesta quinta-feira, 5, uma plataforma de auxílio aos desenvolvedores para publicarem e divulgarem seus aplicativos para os dispositivos da companhia. Chamada Huawei Ability Gallery, trata-se de uma expansão do ecossistema da App Gallery, …

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …

O que contribuiu em peso para o 'colapso maia'?

Pesquisas recentes reforçam a teoria de que o colapso de muitas das grandes cidades maias mesoamericanas estava relacionado a períodos prolongados de seca, alguns de até 200 anos. Nayelli Jiménez Cano, pesquisadora do Laboratório de Zooarqueologia …

Com 39% da população abaixo da linha da pobreza, Ruanda patrocina PSG e causa polêmica

O time de futebolParis Saint-Germain (PSG) divulgou nesta quarta-feira (4), uma parceria de três anos com o governo de Ruanda, sem especificar o valor. Em maio de 2018, o país africano já havia assinado um acordo …

Os pássaros estão encolhendo, e você nunca vai adivinhar por quê

De acordo com um novo estudo americano, devido a mudança climática, os pássaros estão encolhendo em tamanho, embora a envergadura de suas asas esteja ficando maior. “Descobrimos que quase todas as espécies estavam ficando menores. As …

Navio de combate alemão da 1ª Guerra Mundial é encontrado nas Malvinas

Um cruzador alemão, afundado pelos britânicos durante a Primeira Guerra Mundial em 8 de dezembro de 1914, foi achado perto da costa das ilhas Malvinas. Trata-se do SMS Scharnhorst, principal navio da esquadra do almirante Maximilian …

Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump. O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação …