Vacina contra clamídia é testada na Dinamarca

Pesquisadores dinamarqueses testam pela primeira vez em humanos imunização contra a clamídia, a infecção sexualmente transmissível mais comum no mundo. Resultados preliminares são promissores.

A clamídia, infecção causada pela bactéria Chlamydia trachomitis, é a doença sexualmente transmissível mais comum no mundo. Sua contaminação ocorre especialmente em mulheres. Ela pode levar a doença inflamatória pélvica, infertilidade e gravidez tubária, que é quando a gestação ocorre fora do útero.

Agora há a esperança de uma vacina contra o agente patogênico. Médicos dinamarqueses conduziram um estudo com 35 participantes saudáveis, que está ainda em sua primeira fase.

Do total de participantes, 15 receberam a vacina, denominada CTH522, junto com hidróxido de alumínio (um adjuvante imunológico, ou intensificador de ação, comumente utilizado); outros 15 receberam a mesma vacina com um adjuvante chamado CAF01, e os demais cinco tomaram apenas um placebo.

Constatou-se que a vacina provocou uma resposta imunológica em todos os participantes. Essa reação foi mais forte entre as pessoas que receberam a vacina junto ao adjuvante CAF01.

Após experimentos com animais, os estudos da fase 1 são usados para descobrir se os medicamentos possuem potenciais efeitos colaterais. Esse não foi o caso entre as pessoas que participaram dos testes. Conclui-se assim que a substância parece ser de boa tolerância.

No entanto, somente estudos da fase 2 e 3 com um número significativamente maior de participantes poderão mostrar se a vacina pode atingir seu objetivo de prevenir efetivamente as infecções por clamídia e seus perigosos efeitos a longo prazo.

Atualmente, o Instituto Estatal do Soro (SSI, na sigla em dinamarquês) está preparando um estudo de fase 2 sob encomenda do Ministério da Saúde da Dinamarca.

“Os resultados deste estudo devem ser vistos como positivos, em particular a boa tolerabilidade da vacina e a indução confiável de uma resposta imune”, disse a médica Dagmar Heuer, diretora do departamento de agentes bacterianos sexualmente transmissíveis do Instituto Robert Koch (RKI), da Alemanha.

Segundo ela, que não esteve envolvida no estudo, “a disponibilidade de uma vacina contra a clamídia seria de grande importância para o controle da infecção”.

Preservativos não protegem apenas contra HIV

Com os recentes avanços na luta contra o HIV, cada vez menos pessoas usam preservativos nos últimos anos. No entanto, isso pode levar à proliferação de outras infecções sexualmente transmissíveis, como clamídia ou sífilis, que voltaram a se espalhar.

“O declínio no uso do preservativo, a crescente promiscuidade e a simplificação do contato sexual anônimo através da internet levou a um aumento das infecções sexualmente transmissíveis”, alerta o médico Stefan Esser, diretor do ambulatório de HIV, aids e doenças venéreas do Hospital Universitário de Essen, na Alemanha.

“Apesar da tomografia computadorizada já introduzida na Alemanha para mulheres jovens, as cadeias de infecção nas doenças sexualmente transmissíveis são difíceis de interromper devido à vergonha e ao medo do estigma“, enfatiza o médico.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …