A ciência confirma: cerveja serve como lubrificante social

Uma equipe de pesquisadores na Suíça confirmou aquilo que muita gente já desconfiava: beber um copo de cerveja pode deixar as pessoas mais sociáveis.

O estudo, levado a cabo por pesquisadores da Universidade da Basileia, na Suíça, contou com a participação de 60 voluntários, segundo a BBC.

Homens e mulheres em igual número tiveram de beber cerveja com e sem álcool e, em seguida, foram submetidos a uma série de testes, entre os quais reconhecer rostos, nível de empatia e excitação sexual.

Os resultados da pesquisa foram óbvios, isto é, comprovaram aquilo que quase todo o mundo sabe: as pessoas que beberam a cerveja com álcool demonstraram mais vontade de estar na companhia de outras pessoas, num ambiente animado e com muita conversa.

Além disso, os voluntários reconheceram mais facilmente caras alegres quando tinham bebido cerveja com álcool.

De acordo com a BBC, a diferença foi mais perceptível entre os voluntários do sexo feminino e aqueles que, no início, eram mais inibidos.

O estudo verificou ainda que a cerveja fez com que os voluntários tivessem menos pudor em ver imagens de conteúdo sexual explícito, mas sem alterar, porém, o nível de excitação.

Para o responsável pelo estudo, Matthias Liechti, este estudo vem preencher uma lacuna nesta área de conhecimento.

“Embora muita gente beba cerveja e conheça seus efeitos por experiência própria, surpreendentemente existem poucos dados científicos sobre os efeitos do álcool no processamento das informações emocionais e sociais”, afirmou o pesquisador.

A pesquisa foi publicada na Psychopharmacology e apresentada na Conferência do Congresso Europeu de Neuropsicofarmacologia, em Viena.

Na opinião do ex-diretor do comitê científico desta conferência, Wim van den Brink, o estudo vem confirmar o fato do álcool ser “um lubrificante das relações sociais” e que “o uso moderado do álcool deixa a maioria das pessoas mais felizes, mais sociáveis e menos inibidas quando se trata de sexo”.

Quanto à discrepância observada entre homens e mulheres, o acadêmico diz que pode ser explicada “por diferenças na concentração de álcool no sangue” entre os dois sexos, “diferenças ao nível da tolerância adquirida ao longo do tempo ou por fatores socioculturais”.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …

Magnata da mídia é preso em Hong Kong

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China. O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento …

Twitter entra na briga pela compra do TikTok e pode fundir redes sociais

O banimento do TikTok nos Estados Unidos virou uma verdadeira novela mexicana. O aplicativo chinês, que tem até 45 dias para encontrar uma companhia americana para assumir suas operações no país e não ser bloqueado …

Motoboy é vítima de racismo de homem branco: "Você tem inveja disso aqui [minha cor]"

A manhã de sexta-feira (7) começou com mais um caso de racismo no Brasil. Um vídeo que viralizou no Twitter registra um homem branco fazendo injúrias raciais contra um entregador de delivery. As fortes imagens são …

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …