A ciência confirma: cerveja serve como lubrificante social

Uma equipe de pesquisadores na Suíça confirmou aquilo que muita gente já desconfiava: beber um copo de cerveja pode deixar as pessoas mais sociáveis.

O estudo, levado a cabo por pesquisadores da Universidade da Basileia, na Suíça, contou com a participação de 60 voluntários, segundo a BBC.

Homens e mulheres em igual número tiveram de beber cerveja com e sem álcool e, em seguida, foram submetidos a uma série de testes, entre os quais reconhecer rostos, nível de empatia e excitação sexual.

Os resultados da pesquisa foram óbvios, isto é, comprovaram aquilo que quase todo o mundo sabe: as pessoas que beberam a cerveja com álcool demonstraram mais vontade de estar na companhia de outras pessoas, num ambiente animado e com muita conversa.

Além disso, os voluntários reconheceram mais facilmente caras alegres quando tinham bebido cerveja com álcool.

De acordo com a BBC, a diferença foi mais perceptível entre os voluntários do sexo feminino e aqueles que, no início, eram mais inibidos.

O estudo verificou ainda que a cerveja fez com que os voluntários tivessem menos pudor em ver imagens de conteúdo sexual explícito, mas sem alterar, porém, o nível de excitação.

Para o responsável pelo estudo, Matthias Liechti, este estudo vem preencher uma lacuna nesta área de conhecimento.

“Embora muita gente beba cerveja e conheça seus efeitos por experiência própria, surpreendentemente existem poucos dados científicos sobre os efeitos do álcool no processamento das informações emocionais e sociais”, afirmou o pesquisador.

A pesquisa foi publicada na Psychopharmacology e apresentada na Conferência do Congresso Europeu de Neuropsicofarmacologia, em Viena.

Na opinião do ex-diretor do comitê científico desta conferência, Wim van den Brink, o estudo vem confirmar o fato do álcool ser “um lubrificante das relações sociais” e que “o uso moderado do álcool deixa a maioria das pessoas mais felizes, mais sociáveis e menos inibidas quando se trata de sexo”.

Quanto à discrepância observada entre homens e mulheres, o acadêmico diz que pode ser explicada “por diferenças na concentração de álcool no sangue” entre os dois sexos, “diferenças ao nível da tolerância adquirida ao longo do tempo ou por fatores socioculturais”.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …