Após 15 anos, DNA liga desaparecimento de menina alemã a neonazista

(dr)

Peggy Knobloch, a “Maddie Alemã”

Peggy Knobloch, a “Maddie Alemã”

Traços de DNA de um neonazista que morreu em 2011 foram encontrados na floresta onde o corpo de uma menina de 9 anos foi escondido no leste da Alemanha.

Peggy Knobloch desapareceu na região da Baviera em 2001, e teve o corpo encontrado em julho passado em uma floresta na região alemã da Turíngia. A criança sumiu ao voltar da escola em 5 de maio de 2001 – ela chegou a ser vista a 45 metros de sua casa, na cidade de Lichtenberg.

Peggy ficou conhecida como a Madeleine McCann da Alemanha, em referência ao caso da britânica que desapareceu aos três anos em 2007, quando passava férias com a família no Algarve, no sul de Portugal.

Em julho deste ano, traços de DNA foram encontrados em um pedaço de tecido menor que uma unha achado perto de onde estava o corpo. A análise do material mostrou que ele bate com o de Uwe Boehnhardt, que fazia parte de uma célula neonazista acusada de matar dez pessoas.

Beate Zschaepe, uma mulher ligada a Boehnhardt, está em julgamento – sua primeira audiência deve acontecer em 5 de dezembro. Ela é acusada de envolvimento nas mortes, mas nega participação nos crimes e na célula neonazista, chamada NSU (Nacional Socialista Secreta, em tradução livre).

O grupo realizou uma série de assassinatos, ataques a bomba e assaltos entre 2000 e 2007. Entre as dez vítimas, nove tinham origem grega ou turca. A descoberta de que a célula agiu por tanto tempo impunemente chocou a Alemanha – uma investigação apontou que a polícia havia subestimado ameaças de neonazistas.

Agora, a ligação de Boehnhardt com o caso Peggy Knobloch levanta novas questões. A polícia está investigando, porém, se houve uma contaminação acidental da evidência, já que o corpo da menina e o do neonazista foram examinados no mesmo laboratório.

Outra teoria é de que o DNA de Boehnhardt poderia estar lá porque ele cedeu um cobertor, carro ou outro objeto ao assassino da criança.

Em 2011, Boehnhardt foi encontrado morto em uma van com Uwe Mundlos, seu suposto colega de gangue. Eles aparentemente cometeram suicídio juntos na cidade de Eisenach, pouco antes de Zschaepe se entregar à polícia. O corpo da menina foi encontrado a 150 km de Eisenach.

O suicídio teria ocorrido depois do fracasso de um assalto a banco que serviria para financiar a célula.

O único membro sobrevivente do grupo seria Beate Zschaepe. Ela disse ter interesse em testemunhar a respeito da morte de Peggy, segundo seu advogado Mathias Grasel afirmou ao jornal Bild.

A possibilidade de Peggy ter sido assassinada no âmbito de um crime sexual foi uma das mais fortes seguidas pela polícia alemã, até porque a menina “vivia rodeada de pedófilos”. De acordo com os investigadores, vários pedófilos moravam perto da casa de Peggy ou se encontravam em um hotel próximo.

A mãe da criança também arrendava quartos a camionistas, colegas de seu companheiro e padrasto da menina, que passavam vários meses em casa dela.

O próprio Uwe Böhnhardt esteve sob suspeita das autoridades, após o homicídio de um rapaz de 9 anos, em 1993.

// BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …

Emocionante avanço da teoria para a realidade: bizarro efeito quântico é observado

No núcleo toda estrela anã branca — o denso resto de uma estrela que queimou todo seu combustível — existe um fenômeno quântico enigmático: enquanto ganha massa ela reduz de tamanho chegando a um ponto …

Estudo prevê 300 mil mortes por covid até fim do ano nos EUA

Pesquisadores da Universidade de Washington pintam cenário sombrio caso restrições não sejam respeitadas. Enquanto primeiros epicentros registram queda, outros estados americanos divulgam taxas de infecções recordes. A epidemia de covid-19 deve matar aproximadamente 300 mil americanos …

Coronavírus: Exportações devem cair mais de 20% na América Latina, diz ONU

As exportações da América Latina e do Caribe podem cair mais de 20% em 2020 devido às consequências da pandemia do coronavírus, que também terá um impacto negativo nas importações, disse uma agência da …

O que é nitrato de amônio, que pode provocar explosões como a de Beirute?

A recente tragédia no país árabe trouxe de novo à tona preocupações sobre o armazenamento do perigoso material, tornando necessário saber como esses incidentes ocorrem para os prevenir. A explosão de nitrato de amônio em Beirute, …

Astrônomos descobrem nuvens gigantes "escondidas" em Vênus há 35 anos

Uma equipe de astrônomos encontrou nuvens venenosas, com gotas de ácido sulfúrico em sua formação, em meio à densa atmosfera de Vênus. Curiosamente, essas nuvens já estavam presente na atmosfera venusiana há pelo menos 35 anos, …