Após 15 anos, DNA liga desaparecimento de menina alemã a neonazista

(dr)

Peggy Knobloch, a “Maddie Alemã”

Peggy Knobloch, a “Maddie Alemã”

Traços de DNA de um neonazista que morreu em 2011 foram encontrados na floresta onde o corpo de uma menina de 9 anos foi escondido no leste da Alemanha.

Peggy Knobloch desapareceu na região da Baviera em 2001, e teve o corpo encontrado em julho passado em uma floresta na região alemã da Turíngia. A criança sumiu ao voltar da escola em 5 de maio de 2001 – ela chegou a ser vista a 45 metros de sua casa, na cidade de Lichtenberg.

Peggy ficou conhecida como a Madeleine McCann da Alemanha, em referência ao caso da britânica que desapareceu aos três anos em 2007, quando passava férias com a família no Algarve, no sul de Portugal.

Em julho deste ano, traços de DNA foram encontrados em um pedaço de tecido menor que uma unha achado perto de onde estava o corpo. A análise do material mostrou que ele bate com o de Uwe Boehnhardt, que fazia parte de uma célula neonazista acusada de matar dez pessoas.

Beate Zschaepe, uma mulher ligada a Boehnhardt, está em julgamento – sua primeira audiência deve acontecer em 5 de dezembro. Ela é acusada de envolvimento nas mortes, mas nega participação nos crimes e na célula neonazista, chamada NSU (Nacional Socialista Secreta, em tradução livre).

O grupo realizou uma série de assassinatos, ataques a bomba e assaltos entre 2000 e 2007. Entre as dez vítimas, nove tinham origem grega ou turca. A descoberta de que a célula agiu por tanto tempo impunemente chocou a Alemanha – uma investigação apontou que a polícia havia subestimado ameaças de neonazistas.

Agora, a ligação de Boehnhardt com o caso Peggy Knobloch levanta novas questões. A polícia está investigando, porém, se houve uma contaminação acidental da evidência, já que o corpo da menina e o do neonazista foram examinados no mesmo laboratório.

Outra teoria é de que o DNA de Boehnhardt poderia estar lá porque ele cedeu um cobertor, carro ou outro objeto ao assassino da criança.

Em 2011, Boehnhardt foi encontrado morto em uma van com Uwe Mundlos, seu suposto colega de gangue. Eles aparentemente cometeram suicídio juntos na cidade de Eisenach, pouco antes de Zschaepe se entregar à polícia. O corpo da menina foi encontrado a 150 km de Eisenach.

O suicídio teria ocorrido depois do fracasso de um assalto a banco que serviria para financiar a célula.

O único membro sobrevivente do grupo seria Beate Zschaepe. Ela disse ter interesse em testemunhar a respeito da morte de Peggy, segundo seu advogado Mathias Grasel afirmou ao jornal Bild.

A possibilidade de Peggy ter sido assassinada no âmbito de um crime sexual foi uma das mais fortes seguidas pela polícia alemã, até porque a menina “vivia rodeada de pedófilos”. De acordo com os investigadores, vários pedófilos moravam perto da casa de Peggy ou se encontravam em um hotel próximo.

A mãe da criança também arrendava quartos a camionistas, colegas de seu companheiro e padrasto da menina, que passavam vários meses em casa dela.

O próprio Uwe Böhnhardt esteve sob suspeita das autoridades, após o homicídio de um rapaz de 9 anos, em 1993.

// BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Carro voador da NASA levanta voo pela primeira vez; veja como foi

A NASA anunciou que os testes com o eVTOL (veículo elétrico voador com decolagem vertical) mais promissor do mercado foram bem-sucedidos. Desenvolvido pela Joby Aviation, o carro voador experimental realizou uma série de procedimentos para coleta …

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …