Árbitros admitem boicotar jogos de Serena Williams

Daniel Murphy / EPA

Os árbitros de tênis admitem boicotar os próximos jogos de Serena Williams. A medida surge em protesto à forma como a tenista norte-americana se dirigiu ao árbitro português Carlos Ramos no final do Open dos Estados Unidos, no último sábado.  

De acordo com o The Times, que divulgou a notícia nesta terça-feira (11), alguns árbitros da modalidade já estariam descontentes com a forma como o evento foi organizado este ano e a polêmica com Serena Williams teria sido a gota d’água.

Os árbitros teriam ficado ainda mais descontentes quando as posições da Associação de Tênis Feminino (WTA) e da Associação de Tênis Norte-Americana (USTA) vieram a público, dando apoio à tenista norte-americana.

Segundo o jornal britânico, que cita um dirigente de arbitragem sob anonimato, “há um consenso entre os árbitros de que Carlos Ramos foi atirado aos lobos simplesmente por fazer seu trabalho” e que “os juízes debatem se devem ou não tomar uma posição em defesa do seu trabalho”.

Por tudo isso, os árbitros ponderam neste momento a melhor forma de ação para demonstrarem o descontentamento e defenderem a profissão. A medida que ganha mais peso, aponta o The Times, é o boicote aos jogos de Serena Williams enquanto a tenista não se desculpar pelo seu comportamento.

A polêmica com Williams, uma das mais aclamadas e vitoriosas esportistas da modalidade, surgiu quando Carlos Ramos a advertiu por receber indicações do treinador que estava no banco. Furiosa com a advertência, a tenista quebrou a raquete, acabando por receber outra penalização.

Descontente com a situação, Serena Williams se dirigiu ao árbitro português: “Está ofendendo o meu caráter e me deve um pedido de desculpa. É um mentiroso. Nunca mais vai arbitrar um jogo meu na vida. Me peça desculpas. Você me roubou um ponto e é um ladrão“.

A linguagem lhe rendeu outra advertência, a terceira, que acabaria por ditar sua derrota na final do Open. Mais tarde, Serena usou o sexismo como escudo, acusando Carlos Ramos de só tê-la advertido por ser mulher.

Toda a polêmica acabou ofuscando a vitória da japonesa Naomi Osaka, que venceu Serena de forma inquestionável no último sábado.

Na segunda-feira (10), a Federação Internacional de Tênis defendeu a atuação do árbitro Carlos Ramos durante a prova. “Carlos Ramos é um dos árbitros mais experientes e respeitados no tênis. As decisões estavam de acordo com as regras pertinentes e foram reafirmadas com a decisão da organização do US Open em multar Serena Williams pelas três ofensas que fez”, considerou em comunicado.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em parecer ao STF, PGR insiste para que Eduardo Cunha continue preso

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, insistiu, em manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF), que o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha continue preso preventivamente em Curitiba, onde se encontra desde outubro de …

Cúpula das Coreias: terra de paz, visita inédita a Seul e candidatura conjunta aos Jogos Olímpicos

Os líderes das duas Coreias se comprometeram em fazer da península coreana “uma terra de paz”, com o Norte disposto a avançar com o desmantelamento do seu programa nuclear, se os EUA também tomarem “medidas proporcionais”. O …

Maduro compara “inquisição” contra venezuelanos à perseguição dos judeus

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta terça-feira (17) que há uma “campanha de inquisição” contra os venezuelanos, comparando a situação à perseguição dos judeus liderada pelo ditador Adolf Hitler.  De acordo com Maduro, países …

Estudantes criam solução para absorver óleo no mar com casca de coco

As estudantes Núbia Marques da Silva e Aline Faustino Soares, do curso de Logística da Escola Técnica Estadual (Etec) de Caraguatatuba, no litoral de São Paulo, desenvolveram uma solução que absorve vazamentos de óleo no …

Sírios abatem avião militar da Rússia (e a culpa “é de Israel”)

O avião de reconhecimento russo Il-20 foi abatido na segunda-feira (17) pelo sistema antiaéreo sírio, vitimando 15 militares. O ministério da Defesa russo acusou Israel e ameaçou retaliar. A base aérea russa de Hmeimim perdeu contato …

Influenciadas por Marielle, candidatas negras destacam luta por direitos humanos

O número de mulheres negras candidatas aumentou em 16% das eleições de 2014 para as de 2018 de acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Algumas delas têm como plataforma de luta os direitos …

Asteroide que poderia destruir a Humanidade é três vezes maior que Londres

Enquanto explorava uma galáxia distante, a NASA conseguiu medir o tamanho de um asteroide. É três vezes o tamanho de Londres e poderia causar uma destruição em massa – ou até extinguir a humanidade, em …

Presidente do STF rebate Bolsonaro: "Tem gente que acredita em Saci-Pererê"

Presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Dias Toffoli esclareceu as informações prestadas pelo candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), que havia questionado a segurança das urnas eletrônicas. "A respeito disso, eu digo apenas que ele …

Polícia Federal ainda não descarta coautoria em ataque a Bolsonaro

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, reafirmou nesta terça-feira (18) que a Polícia Federal (PF) deve concluir ainda nesta semana um primeiro inquérito sobre a agressão ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. Ele …

Acusado de desviar recursos para pagar pensão da filha, STF absolve Renan Calheiros do crime de peculato

Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (18) absolver o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e rejeitar denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de peculato, que consiste no …