Com apoio de Bolsonaro, Arthur Lira é eleito presidente da Câmara

Deputado do PP derrotou candidato de frente articulada por Rodrigo Maia já no primeiro turno, em campanha marcada por forte interferência do Planalto.

O deputado Arthur Lira (PP-AL) venceu a disputa para a presidência da Câmara na noite desta segunda-feira (01/02) ao conquistar 302 dos 513 votos já no primeiro turno.

O resultado também é uma vitória para o presidente Jair Bolsonaro, que colocou em peso a máquina do Planalto a serviço da candidatura de Lira, e uma derrota acachapante para o agora ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), articulador da candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP), que terminou com apenas 145 votos, longe dos 257 necessários. A votação foi secreta.

Outros candidatos, como Fábio Ramalho (MDB-MG), Luiza Erundina (PSOL-SP) e Marcel Van Hattem (Novo-RS), receberam menos de 21 votos. Já Lira foi eleito com o apoio de 11 partidos: PP, PL, PSD, Republicanos, PSC, PTB, PSL, Avante, PROS, Patriota e Podemos.

Em um discurso que precedeu a votação, Lira delimitou que não pretende ter o mesmo protagonismo de Maia, seja em confrontos com o Planalto ou em travar temas na pauta. “A palavra precisa voltar a funcionar nesta Casa. Ao presidente não cabe falar, mas sim ouvir”, disse.

E, em seu primeiro ato como presidente, Lira já mostrou que pretende sepultar a era Maia, ao anular uma medida tomada pelo deputado democrata mais cedo, que permitiu a formação do bloco de Baleia Rossi minutos depois do fim do prazo. A anulação vai interferir na formação da Mesa Diretora, prejudicando os partidos que se uniram em torno da candidatura derrotada. O gesto foi chamado de “golpe” pelos aliados de Rossi e constrastou com o discurso de “união” que o novo presidente havia feito mais cedo.

O papel do Planalto

Encarada como crucial para o Planalto, a eleição para presidência da Câmara ganhou contornos de drama político nos últimos dias. O governo Jair Bolsonaro botou a máquina federal em peso no pleito, prometendo emendas e cargos a deputados em troca de votos em Lira, que é encarado como uma figura que deve barrar pedidos de impeachment e promover um ambiente mais favorável a pauta de interesse do Planalto, como projetos da chamada pauta de costumes, que envolvem a facilitação do acesso a armas de fogo.

Já o antes influente Maia viu seu poder erodir diante da influência do governo no processo. Ao final, o democrata viu uma debandada de votos até mesmo entre deputados do DEM, que resolveram apoiar Lira. Enfraquecido e contrariado com a influência de Bolsonaro no processo, Maia fez chegar à imprensa no domingo que poderia retaliar aceitando um ou mais dos 61 pedidos de impeachment de Bolsonaro que foram encaminhados à Câmara. No entanto, até os minutos finais do seu mandato, ele não cumpriu a ameaça.

Para a oposição e o grupo de Maia, o resultado na Câmara e as traições registradas também marcaram um revés para a frente ampla construída em torno do nome de Baleia Rossi, que uniu partidos de centro-direita e esquerda, no que chegou a ser encarado por algumas lideranças como um ensaio para 2022.

Lira, de 51 anos, já havia sido um dos protagonistas da aproximação de Bolsonaro com o Centrão do Congresso em 2020, quando o presidente se viu encurralado por causa das encrencas da sua família com a Justiça. Deputado desde 2011, ele também foi membro da antiga tropa de choque do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha – hoje preso – e ganhou protagonismo durante o impeachment de Dilma Rousseff em 2016.

Assim como outros membros do PP, partido que colecionou escândalos nas últimas décadas e que tem a distinção de ter o maior de investigados no Petrolão, Lira tem sua fatia de problemas como a Justiça. Ele é réu no Supremo por suspeita de integrar uma organização criminosa e é investigado por ter supostamente recebido propinas. Ainda chegou a ser alvo de uma ação movida por sua ex-mulher, que o acusou de violência doméstica.

Despedida de Maia

Antes da eleição, em meio às lágrimas, o deputado Rodrigo Maia fez seu último discurso após 4 anos e 7 meses como presidente da Câmara.

“Eu me preparei para não chorar. Honra que tive pelos últimos 4 anos e 7 meses. Onde eu tive a oportunidade de conhecer o meu país, através de cada um de vocês. Através de diálogos, visitas, conversas na Câmara. Através dos deputados, conheci melhor a nossa realidade e os nossos desafios”, disse.

Maia afirmou que 2020 foi o ano mais difícil de sua gestão em virtude da pandemia de covid-19. Desde março do ano passado, as atividades legislativas têm sido realizadas de forma virtual. Nas votações, apenas líderes partidários são autorizados a permanecer no plenário.

“De todos os anos, o que foi mais desafiador para todos nós foi o ano passado, o ano da pandemia. Onde em uma semana se construiu um sistema de votação remota para que a Câmara dos Deputados tivesse a condição de liderar e construir em conjunto os projetos que garantiram as condições para o enfrentamento da pandemia”, afirmou.

O deputado ainda afirmou que o enfrentamento à covid-19 permanece entre os desafios da Câmara dos Deputados na legislatura que teve início nesta segunda-feira.

“Estes são nossos desafios: a vacina, o enfrentamento à segunda onda da pandemia e, mais do que isso, a geração de condições para que os brasileiros sejam mais iguais, para que a escola pública seja tão boa quanto a escola privada, para que a UTI pública tenha a mesma chance de salvar uma vida que a UTI de um hospital privado. Hoje, 70% das pessoas que entram com Covid numa UTI de hospital privado são salvas; na UTI do setor público, apenas 35%. É isso que precisamos tratar e enfrentar.”

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …