Atentado após show de Ariana Grande em Manchester fez 22 vítimas; polícia identificou terrorista

A polícia atualizou para 22 o número de mortos provocados pela explosão na Arena de Manchester, depois de um show de Ariana Grande na noite de segunda-feira. A primeira-ministra britânica afirma que as autoridades já conhecem a identidade do autor do atentado, que se suicidou.

O comandante da polícia de Manchester, no Reino Unido, acrescentou que, além de 22 mortos, há ainda 59 feridos que estão sendo tratados em oito hospitais diferentes.

Em um balanço sobre a investigação feito esta manhã, Ian Hopkins afirmou que a polícia acredita que o responsável pela explosão foi um homem apenas, que “transportava um engenho explosivo improvisado, que detonou causando a atrocidade”.

A polícia acredita também que o autor do ataque teria morrido na explosão, tratando-se possivelmente de um ataque suicida, mas a polícia local deteve um homem de 23 anos que poderia estar relacionado com o ataque.

Aos jornalistas, a primeira-ministra britânica, Theresa May, adiantouque a polícia já conhece a identidade do terrorista, mas que, por enquanto, a informação não seria divulgada.

O ataque ocorreu esta segunda-feira à noite, na Arena de Manchester, uma sala com capacidade para cerca de 21 mil pessoas, onde acontecia um show de Ariana Grande. A explosão teria ocorrido no exterior da Arena, próximo das bilheterias, depois do fim do show, onde muitos pais aguardavam pela saída dos filhos do auditório.

Não é claro neste momento quantas pessoas teriam morrido em consequência direta da explosão da bomba, sendo provável que a maior parte das vítimas tenha morrido esmagada em consequência do pânico que se seguiu após a detonação.

Entretanto, a polícia efetuou, por precaução, uma explosão controlada sobre um volume suspeito encontrado perto de Manchester Arena, mas descobriu que eram apenas roupas abandonadas.

A polícia da Grande Manchester já adiantou que o acontecimento é tratado como um “incidente terrorista” e que trabalha com outras agências nacionais especializadas no combate ao terrorismo.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, manifestou solidariedade com as vítimas e famílias afetadas. “Estamos trabalhando para estabelecer todos os detalhes do que está sendo tratado pela polícia como um terrível atentado terrorista”.

May presidiu esta manhã uma reunião da Comissão Cobra, que é acionada em situações de crise e inclui representantes de forças da polícia e de outras autoridades.

As ações de campanha eleitoral para as legislativas, que acontecem este mês de junho, foram suspensas.

Estado Islâmico assumiu autoria do atentado

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu hoje a autoria do atentado de Manchester ao afirmar que um “soldado do califado” colocou “vários pacotes bomba” em várias concentrações de “cruzados” na cidade britânica.

A informação vem de um comunicado, cuja autoria não pôde ser comprovada, e divulgado através do Telegram.

O grupo jihadista afirmou que o ataque é uma “vingança da religião de Deus” e que tem por objetivo “aterrorizar os politeístas”, em referência aos cristãos, e também justificou como uma “resposta às suas agressões contra as casas dos muçulmanos”.

A nota ameaçou que “o próximo [ataque] será mais forte, mais intenso, contra os adoradores da cruz e seus aliados”.

(dr) lindsayneilson / Flickr

Atentado ocorreu no fim do de Ariana Grande em Manchester

Atentado ocorreu no fim do de Ariana Grande em Manchester

Ariana Grande está “destroçada”

A cantora norte-americana lamentou o atentado no Twitter. “Destroçada. Do fundo do meu coração, sinto muitíssimo. Não tenho palavras”, escreveu Ariana Grande, que cancelou os próximos shows da sua turnê.

Scooter Braun, representante da artista, também manifestou pesar pelas vítimas. “Esta noite, nossos corações estão destroçados. As palavras não podem expressar a nossa dor pelas vítimas e famílias afetadas neste ataque sem sentido”, disse nas redes sociais.

“Choramos pelas vidas das crianças e dos entes queridos que foram levadas por este ato covarde”, disse o representante da estrela pop, que agradeceu o trabalho aos serviços de emergência de Manchester que “correram para o perigo para ajudar a salvar vidas”.

Líderes mundiais já expressaram suas condolências ao Reino Unido, como Donald Trump. O presidente norte-americano, que está em Israel, afirmou que os EUA estão “totalmente solidários com o povo do Reino Unido” e considerou que os responsáveis pelo ataque são “perdedores” e “perversos”.

Por sua vez, o presidente da Rússia, Vladirmir Putin, anunciou já ter apresentado suas condolências à primeira-ministra britânica. A chanceler alemã, Angela Merkel, transmitiu que “este suposto ataque vai reforçar a nossa determinação no trabalho com os nossos amigos britânicos no combate contra aqueles que cometem atos desumanos”.

Ciberia // ZAP / EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …