Autores de estudo citado na ONU desmentem Temer sobre queda no desmatamento da Amazônia

Beto Barata / PR

O presidente Michel Temer na abertura do Debate Geral da 72ª Sessão da Assembleia Geral da ONU

“Trago a boa notícia de que os primeiros dados disponíveis para o último ano já indicam diminuição de mais de 20% do desmatamento naquela região. Retomamos o bom caminho e nesse caminho persistiremos”, afirmou o presidente Michel Temer, em seu discurso de abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nesta terça-feira (19).

O problema é o que autores dos dados usados pelo presidente negam a informação. O governo cita levantamento do instituto de pesquisa Imazon, que realiza levantamentos mensais sobre tendências de crescimento ou queda do desmatamento na Amazônia.

À BBC, um dos pesquisadores do instituto disse que a informação apresentada a líderes mundiais por Temer é “imprecisa” e “inadequada”, e que políticas recentes do governo federal na realidade tenderiam a aumentar a destruição na Amazônia.

“Os dados que o Imazon mede mensalmente podem indicar uma tendência. Portanto, é possível que o desmatamento caia. Mas não podemos dizer 20% porque não temos a precisão que essa afirmação exige”, diz o engenheiro florestal Paulo Barreto, pesquisador associado do Imazon.

Estes não são dados oficiais. Os dados do governo ainda não foram divulgados e parece que o presidente está comparando dados oficiais do ano passado com os nossos, de agora, sendo que as metodologias são totalmente diferentes“, afirmou.

Além disso, Barreto aponta que uma eventual redução não seria fruto de políticas públicas para a preservação do meio ambiente, como sugeriu o presidente. “O governo mandou projetos de lei para o Congresso para reduzir áreas de conservação. Nossos estudos mostram que as taxas dobram com reduções como esta”, afirma o pesquisador.

“Vários fatores contribuem com o desmatamento, desde politicas públicas até a economia e o mercado. Há uma relação histórica entre o preço do gado e as taxas de desmatamento. O aumento de preço aumenta o desmatamento, e vice-versa. E a crise econômica vem gerando uma queda neste preço”, completou.

O desmentido também foi apontado por outros pesquisadores do Imazon consultados pela BBC. Procurada, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República confirmou que Temer se baseou em dados do Imazon, mas não comentou as críticas até a publicação desta reportagem.

Estratégia

Em seu discurso de abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, Temer destacou o “desenvolvimento sustentável” do país e ressaltou a “preocupação do governo com o desmatamento”. Ao citar a suposta “diminuição de mais de 20% no desmatamento da Amazônia”, Temer afirmou que “nessa questão temos concentrado atenção e recursos”.

“Na verdade, o governo está fazendo coisas que vão gerar aumento futuro no desmatamento”, comentou o pesquisador do Imazon, usado como fonte por Temer na ONU.

A inclusão destes pontos no discurso na ONU, segundo fontes próximas ao presidente, seria uma estratégia para reverter a má impressão causada pela extinção da Reserva Nacional do Cobre e Derivados (Renca) e pelos cortes no financiamento de países como Dinamarca e Alemanha ao Fundo Amazônia, dedicado a financiar a preservação da floresta.

Em 2016, o desmatamento na região teve um aumento de 58%, o que levou países, personalidades e entidades internacionais a repreenderem publicamente o governo brasileiro.

Durante o pronunciamento a líderes de quase 200 países, Temer também reiterou o apoio brasileiro ao Acordo de Paris, que visa reduzir as mudanças climáticas e o aquecimento global.

Ciberia // BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …