Bitcoin: A bolha ‘estourou’ e vai gerar milhões de perdas?

Esse foi um ano e tanto para as criptomoedas. O bitcoin começou 2017 valendo menos de US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,3 mil) e, em dezembro, quase ultrapassou US$ 20 mil em meio a dois meses de grande flutuação.

Durante toda a curva de ascensão do preço da moeda, céticos previram que a bolha iria estourar – e, há duas semanas, parecia que isso estava de fato ocorrendo.

O preço da moeda caiu até quase US$ 13 mil – e passou a flutuar neste patamar. Na sexta, abriu o dia em US$ 14,4 mil e fechou em US$ 13,3 mil. As mudanças têm acontecido com tanta velocidade que qualquer artigo ou matéria sobre a flutuação ficam velhos cinco minutos depois de serem escritos.

O que é preocupante é que parece que estamos no estágio comum em bolhas econômicas em que as pessoas entram na onda de forma impulsiva, sem pensar muito, com pouco conhecimento sobre como o bitcoin funciona e sobre os riscos envolvidos.

Na rede social Reddit, na semana passada, várias pessoas de repente estavam se dando conta de que mercados também podem cair.

“Discuti com minha esposa durante meses para comprar”, escreveu um homem, logo depois de uma queda brusca no preço. “Finalmente consegui comprar um, quando estava a US$ 19,4 mil…”, revelou, soltando um palavrão em seguida.

Essas flutuações violentas no valor do bitcoin estão deixando cada vez mais evidente que não se trata realmente de uma moeda – existem pouquíssimos lugares que o aceitam e ninguém quer gastar uma moeda que pode valer muito mais no dia seguinte.

Agora, a sensação é de que o mercado não vai aguentar a pressão com o alvoroço se espalhando do bitcoin para outras “moedas” virtuais e para a tecnologia que as torna possível – a chamada blockchain.

Essa semana, a empresa de bebidas Long Island Iced Tea viu suas ações subirem mais de 400% depois de mudar seu nome para Long Blockchain – prova de que esse frenesi das criptomoedas está atingindo uma velocidade terminal.

Essa é a visão, por exemplo, de David Gerard, que escreveu o livro Attack of the 50 Foot Blockchain e desconstruiu o fenômeno todo de forma muito convincente. Sua preocupação é com as pessoas que entraram na onda no último momento.

É assim que as bolhas econômicas funcionam. Pessoas compram porque outros estão comprando e assumem que podem vender e ficar ricos. Quando a bolha estourar – e é quando, não se” – será um desastre para muitas pessoas.”

Uma preocupação é com o momento em que, ao tentar liquidar seus ativos, a saída esteja bloqueada. E se a corrida para vender continuar, existe uma boa chance do sistema entrar em colapso.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …