Bitcoin: A bolha ‘estourou’ e vai gerar milhões de perdas?

Esse foi um ano e tanto para as criptomoedas. O bitcoin começou 2017 valendo menos de US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,3 mil) e, em dezembro, quase ultrapassou US$ 20 mil em meio a dois meses de grande flutuação.

Durante toda a curva de ascensão do preço da moeda, céticos previram que a bolha iria estourar – e, há duas semanas, parecia que isso estava de fato ocorrendo.

O preço da moeda caiu até quase US$ 13 mil – e passou a flutuar neste patamar. Na sexta, abriu o dia em US$ 14,4 mil e fechou em US$ 13,3 mil. As mudanças têm acontecido com tanta velocidade que qualquer artigo ou matéria sobre a flutuação ficam velhos cinco minutos depois de serem escritos.

O que é preocupante é que parece que estamos no estágio comum em bolhas econômicas em que as pessoas entram na onda de forma impulsiva, sem pensar muito, com pouco conhecimento sobre como o bitcoin funciona e sobre os riscos envolvidos.

Na rede social Reddit, na semana passada, várias pessoas de repente estavam se dando conta de que mercados também podem cair.

“Discuti com minha esposa durante meses para comprar”, escreveu um homem, logo depois de uma queda brusca no preço. “Finalmente consegui comprar um, quando estava a US$ 19,4 mil…”, revelou, soltando um palavrão em seguida.

Essas flutuações violentas no valor do bitcoin estão deixando cada vez mais evidente que não se trata realmente de uma moeda – existem pouquíssimos lugares que o aceitam e ninguém quer gastar uma moeda que pode valer muito mais no dia seguinte.

Agora, a sensação é de que o mercado não vai aguentar a pressão com o alvoroço se espalhando do bitcoin para outras “moedas” virtuais e para a tecnologia que as torna possível – a chamada blockchain.

Essa semana, a empresa de bebidas Long Island Iced Tea viu suas ações subirem mais de 400% depois de mudar seu nome para Long Blockchain – prova de que esse frenesi das criptomoedas está atingindo uma velocidade terminal.

Essa é a visão, por exemplo, de David Gerard, que escreveu o livro Attack of the 50 Foot Blockchain e desconstruiu o fenômeno todo de forma muito convincente. Sua preocupação é com as pessoas que entraram na onda no último momento.

É assim que as bolhas econômicas funcionam. Pessoas compram porque outros estão comprando e assumem que podem vender e ficar ricos. Quando a bolha estourar – e é quando, não se” – será um desastre para muitas pessoas.”

Uma preocupação é com o momento em que, ao tentar liquidar seus ativos, a saída esteja bloqueada. E se a corrida para vender continuar, existe uma boa chance do sistema entrar em colapso.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …

Twitter vai tolerar até cinco posts antes de banir por desinformação sobre covid-19

O Twitter resolveu endurecer suas políticas de uso e vai pegar mais pesado contra quem dissemina fake news a respeito da COVID-19, tal como a eficácia e segurança das vacinas que visam combater a doença. Em …

EUA: "Trump tenta manter opções em aberto" para eleições presidenciais de 2024

Não demorou muito para Donald Trump se recuperar de sua derrota - que, aliás, ele ainda não reconhece. No domingo (28), o ex-presidente encerrou a Conferência de Ação Política Conservadora em Orlando, na Flórida. Diante …

Japão nomeia ministro da solidão para enfrentar o isolamento social no país

Os sintomas diretos da Covid-19 sobre nossa saúde já são bastante sabidos, entre febre, cansaço excessivo, dores no corpo, tosse seca e problemas respiratórios, mas uma série de efeitos indiretos vem sendo percebidos – se …

Estudo de esqueletos de 200 gerações revela como humanos evoluíram para lutar contra germes

Estudiosos analisaram cerca de 70 mil esqueletos de 200 gerações a fim de entender como a humidade passou por pandemias anteriores. Os estudos foram feitos acerca de doenças infecciosas como tuberculose, treponematose e hanseníase. Os pesquisadores …

Médica adverte sobre síndrome inflamatória multissistema em pacientes que superaram covid

A médica-chefe de um hospital de Moscou, Mariana Lysenko, declarou em uma entrevista ao canal RT que alguns dos pacientes que superaram a COVID-19 podem desenvolver uma síndrome inflamatória multissistema. De acordo com a médica, a …

Militares abrem fogo contra manifestantes em Mianmar

Forças de segurança reforçam repressão aos protestos contra golpe de Estado e deposição do governo democraticamente eleito. Relatos de mortes surgem de várias cidades. ONU condena violência e o uso de força excessiva. As forças de …

LEGO lança quiz online para educar a criançada sobre cyberbullying

O sentido educacional que os brinquedos da LEGO oferecem ganha nova e ainda maior dimensão com o lançamento do Safer Internet Day (ou Dia da Internet mais Segura, em tradução livre), um quiz virtual desenvolvido …

Covid-19: Peru prorroga suspensão de voos do Brasil até 14 de março

O governo do Peru anunciou neste domingo (29) a prorrogação até 14 de março da suspensão de voos procedentes do Brasil. A medida preventiva visa evitar a entrada de passageiros que podem estar infectados …

Ex-funcionários do McDonald's revelam "estratégia de espionagem" da rede de fast-food

A revista Vice analisou testemunhos de supostos trabalhadores anônimos do McDonald's que tinham conhecimento direto da vigilância, e vazou documentos que explicam as táticas de espionagem. Uma equipe de analistas de inteligência da cadeia de fast-food …