Boko Haram reivindica rapto de centenas de estudantes na Nigéria

Anouk Delafortrie / EU Humanitarian Aid and Civil Protection / Flickr

O líder do grupo radical islâmico Boko Haram, Abubakar Shekau, reivindicou nesta terça-feira (15/12) o sequestro de centenas de garotos estudantes do ensino médio no noroeste da Nigéria, ocorrido na sexta-feira passada.

“Sou Abubakar Shekau, e nossos irmãos estão por trás do sequestro em Katsina”, anunciou em mensagem de voz o líder do grupo, que também esteve por trás do sequestro de mais de 200 meninas em Chibok em 2014, um episódio que provocou uma onda de indignação internacional.

Ao menos 333 adolescentes permanecem desaparecidos desde o ataque a uma escola no estado de Katsina, noroeste da Nigéria. O ataque foi considerado atípico, já que a área fica a mais de 100 quilômetros do território controlado pelo Boko Haram.

Habitualmente, o grupo atua nas proximidades do lago Chade, mas o novo ataque parece demonstrar que está expandido sua área de operação.

O número de 333 estudantes sequestrados foi divulgado pelo governador de Katsina e confirmado na segunda-feira por fontes militares, mas pode sofrer alterações, já que alguns dos alunos podem estar escondidos.

No Twitter, o governador Aminu Bello Masari afirmou que estão sendo travadas “negociações” com os sequestradores para garantir a segurança dos adolescentes e permitir seu retorno às suas casas.

O ataque

Mais de cem homens armados, em motos, atacaram na sexta-feira à noite uma escola rural na cidade de Kankara. Muitos adolescentes conseguiram fugir e se refugiaram numa floresta próxima, enquanto outros foram capturados, separados em vários grupos e levados pelos agressores, relataram habitantes.

Num primeiro momento, o sequestro foi atribuído a grupos armados de criminosos comuns, como forma de exigir pagamento de resgate. “O anúncio da reivindicação pelo Boko Haram destruiu toda a esperança que eu tinha de voltar a ver meu filho em breve”, disse o pai de uma das crianças. No caso do rapto de 276 alunas em 2014, cerca de cem continuam desaparecidas.

O presidente Muhammadu Buhari condenou o ataque e ordenou o reforço das medidas de segurança em todas as escolas. Todos os centros de ensino foram fechados no estado de Katsina.

O grupo jihadista de Abubakar Shekau cometeu inúmeras atrocidades nas últimas semanas. Reivindicou o massacre de dezenas de trabalhadores agrícolas perto de Maiduguri, a capital do Estado de Borno. Também assumiu a autoria de um bárbaro ataque no fim de semana passado a uma aldeia perto de Diffa, no país vizinho do Níger, onde ao menos 28 pessoas morreram, a maioria queimadas vivas.

O conflito jihadista já causou 36 mil mortes, principalmente no nordeste do país, e cerca de 2 milhões de deslocados. Expandiu-se para o Chade, Camarões e Níger, países vizinhos da bacia do lago Chade.

// DW

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …