Brasil é alvo de denúncia inédita na ONU

Justin Lane / EPA

O secretário-geral da ONU, António Guterres

A Ordem dos Advogados do Brasil denuncia nas Nações Unidas o que qualifica de “retrocesso político” brasileiro. Um documento criticando o governo de Jair Bolsonaro será entregue na Comissão de Direitos Humanos da ONU por representantes da OAB nesta quarta-feira (11).

A Ordem dos Advogados do Brasil decidiu utilizar seu espaço de foro consultivo na Comissão de Direitos Humanos da ONU para chamar a atenção para a situação atual brasileira. A entidade vai entregar ao relator da Comissão de Direitos Humanos um documento sintetizando “desvios antidemocráticos” sob forma de denúncia para conhecimento da comunidade internacional.

Segundo Hélio Leitão, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, encarregado de entregar o documento, o Brasil assiste a uma espécie de “revisionismo ou negacionismo histórico”.

Nessa terça-feira (10), foi organizado um encontro paralelo, aberto aos outros países e à imprensa internacional para divulgar a iniciativa. Esse evento, embora já programado, coincide com o recente ataque de Jair Bolsonaro à Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, no qual o presidente brasileiro também evocou o ditador chileno Augusto Pinochet.

O episódio provocou reações em vários países. No Brasil, a OAB e o Instituto Vladimir Herzog alegaram que os comentários de Bolsonaro eram uma apologia à ditadura chilena.

O documento entregue em Genebra não é um pedido de processo, e sim uma denúncia que será acrescentada às irregularidades já mencionadas pela Alta comissária no seu relatório sobre a situação brasileira. Como o Brasil é candidato à reeleição como membro da direção da Comissão de Direitos Humanos, a iniciativa pode isolar o país, reforçando o número de nações contrárias à sua escolha.

Desde a chegada de Bolsonaro ao poder, o Brasil vem registrando uma mudança de posição na ONU. O país deixou de apoiar a igualdade entre os sexos, rejeita textos que referem aos homossexuais, transexuais ou bissexuais, e adotou uma postura conservadora sintetizada na promoção da família.

Brasília, que antes de Bolsonaro votava sempre com os países democráticos europeus na ONU, apoiou indiretamente o governo de extrema-direita das Filipinas, deixando de votar no pedido de abertura de investigações sobre execuções extrajudiciais pelo governo filipino.

O Brasil também apoiou ao governo militar egípcio e o Iraque num pedido de exclusão de um texto da ONU sobre o direito à saúde sexual e reprodutiva das mulheres. Nessa mesma linha, as autoridades brasileiras apoiaram ainda a proposta paquistanesa de se retirar a menção relativa à educação sexual numa resolução da ONU.

// RFI BR

COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Isso é surpresa?
    A ala dos supostos direitos humanos da ONU está nas mãos de qual ideologia? E a funesta OAB?
    Espero que o Presidente Bolsonaro, se receber algum documento com reclamações da ONU, limpe a bunda nele. A grande maioria dos brasileiros aplaudirá. Duvida? Faça uma pesquisa honesta.

    • Pergunte à sua mãe. Quem sabe ainda dá tempo de ela ensinar ao inútil que pôs no mundo a ter um pouco de educação com as pessoas.
      É oportuno, também, ficar registrado que, além do seu nojo (mais conhecido por frescura, mimimi, prurido anal), nada mais presta das suas declarações. Ainda não foi possível sequer começar a aferir o seu QI.
      Que tal sair da fábrica de mortadela e começar a escrever como gente grande? Gente grande aprecia argumentos. Sabe o que é isso? Argumentos? Procure no dicionário. Se não conseguir entender, pergunte à sua mãe, Zé Roela.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …