Bolsonaro é alvo de denúncia no TPI

Tânia Rêgo / Agência Brasil

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro se tornou alvo de denúncia no Tribunal Penal Internacional (TPI) nesta quarta-feira (27/11) acusado de incitação ao genocídio de povos indígenas e crimes contra a humanidade, ao minar a fiscalização de crimes ambientais na Amazônia.

A denúncia foi apresentada pelo Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos e pela Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – a Comissão Arns, uma entidade civil que reúne juristas e acadêmicos com a finalidade de denunciar violações aos direitos humanos.

Na representação levada á corte em Haia, na Holanda, Bolsonaro é acusado de incitar a violência contra comunidades indígenas, enfraquecer a fiscalização e de omissão ao não reagir a crimes ambientais ocorridos na Amazônia.

“Aqui não encontramos um caminho eficiente. Indo para lá [o TPI], esperamos estimular as forças internas do Brasil para apurarem essas questões”, disse o presidente da Comissão Arns, o ex-ministro José Carlos Dias, citado pelo jornal Folha de S. Paulo.

Em agosto deste ano, a DW Brasil já havia noticiado a preparação da denúncia pelo grupo de juristas brasileiros, que sustentavam que Bolsonaro deveria ser responsabilizado pelo aumento dos danos na Amazônia em 2019 devido à demora da resposta contra as queimadas na região e à política ambiental do governo.

“Os danos ocorridos neste ano na Amazônia podem ser vistos como consequência de declarações irresponsáveis de Bolsonaro, assim como do desmonte de órgãos ambientais e das políticas de Estado de proteção a direitos socioambientais”, afirmou então a jurista Eloísa Machado, que iniciou a articulação da denúncia.

“Os ataques de Bolsonaro aos órgãos de pesquisa, aos ambientalistas, às organizações não governamentais e aos órgãos de fiscalização ambiental se apresentaram como um salvo conduto para ações criminosas contra o meio ambiente“, destacou a professora de direito constitucional da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Um exemplo mencionado pela jurista foram os ataques do presidente ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), depois que o órgão divulgou um aumento de 88% no desmatamento da Floresta Amazônica em junho em relação ao mesmo mês do ano passado.

À época da elaboração da denúncia, Machado avaliou que a iniciativa poderá resultar em um “avanço na proteção de direitos humanos internacionais e uma oportunidade para estabelecer mais claramente os critérios através dos quais os graves crimes ambientais possam se caracterizar como crimes contra a humanidade”.

Entre o grupo de juristas que endossam a denúncia apresentada ao TPI estão os ex-ministros José Carlos Dias – que preside a Comissão Arns – e José Gregori. O TPI vai avaliar a representação para decidir se é necessário abrir uma investigação sobre o caso.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A quantidade de nitrogênio emitida pela pecuária já ultrapassou os limites seguros

A quantidade de nitrogênio emitida pela criação de animais para abate é superior ao que o planeta pode aguentar. Cientistas alertam que é necessário diminuir o consumo de carne e laticínios. As principais fontes de nitrogênio …

França vai adotar teste de saliva nos aeroportos para evitar 2ª onda de Covid-19

O governo francês anunciou nesta sexta-feira (10) a implementação de testes a base de saliva em seus aeroportos. A medida, que tem como objetivo evitar uma segunda onda de contaminação pelo coronavírus, visa principalmente os …

De 4.200 anos? Arqueólogos desvendam em Israel 'emoji' mais antigo do mundo

Arqueólogos israelenses encontraram evidências de arte rupestre sem precedentes em dólmens de 4.200 anos. O novo projeto de pesquisa faz parte de um estudo de dólmens (monumentos megalíticos tumulares construídos por humanos) na Alta Galileia e …

Governo remarca Enem para janeiro e fevereiro de 2021

O Ministério da Educação anunciou nesta quarta-feira (08/07) as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, adiado em razão da epidemia de covid-19. As provas em papel serão aplicadas em 17 …

Steve Jobs dizia acreditar na eficiência do trabalho remoto já em 1990

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus e, consequentemente o isolamento social, muitas pessoas conseguem continuar trabalhando normalmente de forma remota. Mesmo dentro de casa, felizmente, algumas empresas conseguem manter o contato com seus funcionários …

Viagem tripulada a Marte seria melhor com passagem por Vênus, afirmam astrônomos

De acordo com cientistas norte-americanos, cálculos das órbitas entre a Terra e Marte os levaram a concluir que tais viagens seriam mais rápidas, eficientes, e permitiriam estudar os dois planetas. Uma viagem da Terra a Marte …

EUA: Suprema corte autoriza a divulgação de documentos financeiros de Trump

A Suprema Corte dos Estados Unidos impôs uma grande derrota a Donald Trump, ao decidir que um procurador de Nova York tem direito de acesso a vários documentos financeiros do presidente, incluindo declarações de …

O fenômeno "água morta", observado a mais de cem anos, é finalmente explicado

Finamente uma equipe com especialistas de múltiplas áreas CNRS e da Universidade de Poitiers, ambas na França, decifrou a misteriosa ocorrência pela primeira vez. O estranho é fenômeno que desacelera navios ou faz que eles parem …

Pode mesmo haver vida nas nuvens de Vênus, dizem cientistas

Quem gosta de astronomia não deve saber que Vênus não é o mais habitável dos planetas. Com temperaturas em torno de 470ºC e com uma atmosfera formada por dióxido de carbono e nitrogênio noventa vezes …

Cientistas rebatem decisão da China de coletar DNA de homens e meninos

Um relatório que revelou que a China está coletando DNA de milhões de pessoas para ajudar a solucionar crimes. Essa informação tem levantado preocupações entre os pesquisadores sobre privacidade e consentimento, sob o argumento de que …