Brexit: governo britânico publica novas notas técnicas para o caso de acordo fracassar

Stefan Wermuth / Reuters

A primeira-ministra britânica Theresa May

O governo britânico publica nesta quinta-feira (13) mais um lote de notas técnicas destinadas a informar as empresas e os cidadãos sobre os passos que deverão tomar no caso de o Reino Unido deixar a União Europeia sem acordo.

Os documentos serão divulgados após um conselho de ministros analisar os preparativos do governo para a eventualidade de as negociações com os 27 restantes países da UE não chegarem a um consenso.

“Como faltam seis meses para o Reino Unido deixar a União Europeia, estamos intensificando nossos preparativos para um “não acordo“, para que o Reino Unido possa continuar a prosperar, independentemente do resultado das negociações”, justificou o ministro do Brexit, Dominic Raab, em comunicado.

As notas técnicas dão conselhos e orientações sobre questões como tarifas de roaming de celulares, normas ambientais e normas relativas a automóveis. Dominic Raab considera que esta é uma “abordagem sensata e pragmática” para o país se preparar para todo tipo de cenário.

Na altura da publicação das primeiras 25 notas técnicas, em agosto, o governo manifestou-se disposto a “tomar medidas unilaterais para manter a maior continuidade possível a curto prazo em caso de ausência de acordo e mesmo que a União Europeia não o firme do seu lado”.

Raab reiterou o empenho de Londres para um acordo a tempo da saída da União Europeia, no dia 29 de março, que considera “o resultado mais provável”.

Porém, o governo de Theresa May tem enfrentado a oposição de Bruxelas às suas propostas e também de vários deputados do próprio Partido Conservador, incluindo de ex-ministros como Boris Johnson, David Davis e Ian Duncan Smith.

O antigo chefe da diplomacia britânica Boris Johnson criticou a política da primeira-ministra sobre o Brexit, considerando que a Grã-Bretanha vai ficar em uma posição enfraquecida. “Vamos para a batalha acenando a bandeira branca“, referiu Johnson, acrescentando que a vitória da União Europeia é “inevitável”.

A oposição se dá às propostas de May para a criação de uma área de comércio livre de bens, entre o Reino Unido e UE, que facilite trocas comerciais sem atrito entre as fronteiras britânicas e do resto da Europa, entre a República da Irlanda e Irlanda do Norte, por entenderem que limitará as negociações de acordos com outros países.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …