George Bush pai ajudou criança filipina por dez anos em segredo, revelam cartas

Kimmo Mäntylä / EPA

George H.W. Bush, 41º presidente norte-americano, pai do 43º

Por trás da assinatura “George Walker” nas cartas enviadas a um menino filipino, ninguém desconfiou que estava o 41º presidente dos Estados Unidos, George H. W. Bush.

Após a morte do republicano, em novembro, uma instituição de caridade revelou que George Bush se correspondeu secretamente por dez anos com uma criança a quem ajudava financeiramente – contribuindo nos custos da educação e alimentação.

O menino, Timothy, tinha sete anos quando começou a receber a ajuda e só descobriu a identidade de seu patrocinador aos 17, quando deixou o programa conduzido pela Compassion International. Bush morreu aos 94 anos.

A organização revelou o conteúdo de algumas das cartas para o jornal americano Colorado Springs Gazette e mais tarde para a CNN. “Querido Timothy, quero ser seu novo amigo”, disse Bush em sua primeira carta em 2002, usando o pseudônimo – uma combinação de seus primeiro e terceiro nomes.

“Sou um homem velho, de 77 anos de idade, mas eu amo crianças; e, embora não tenhamos nos conhecido, eu já te amo. Moro no Texas. Vou te escrever de tempos em tempos. Boa sorte”, escreveu.

“Você já ouviu falar da Casa Branca?”

A Compassion International é uma instituição humanitária e cristã que ajuda crianças que vivem na pobreza. O ex-presidente soube pela primeira vez do programa de patrocínio infantil em 2001, durante um concerto de Natal em Washington, capital dos EUA.

Acredita-se que sua identidade tenha sido mantida em segredo por preocupações de que Timothy ficasse sob os holofotes se descobrissem a real identidade de seu mentor.

Mas isso não impediu que Bush deixasse pistas nas cartas, segundo o ex-presidente da entidade, Wess Stafford, que leu todas as correspondências. “Ele era conhecido por gostar de fazer truques”, disse Stafford à BBC.

“Timothy, você já ouviu falar na Casa Branca? É onde o presidente dos EUA vive. Tenho que ir à Casa Branca na época do Natal. Aqui está um pequeno livreto que peguei lá”, o patrocinador escreveu em uma de suas cartas.

Até mesmo a família de Bush só ficou sabendo destas trocas secretas anos depois, segundo Stafford. O representante da identidade conheceu o filho de Bush, George – também ex-presidente dos Estados Unidos -, e sua esposa Laura em um jantar em 2008 e contou sobre a ajuda. “George [W. Bush] parou por um momento e disse: ‘Sim, isso soa como meu pai. Laura chorou”, lembra Stafford.

Além das cartas, o ex-presidente também enviou presentes, incluindo materiais para produção artística.

Bush também recebeu mensagens de volta. “Obrigado por não me esquecer. Você é tão legal e bom”, disse Timothy em uma carta.

Quando o garoto ficou sabendo quem era seu mentor, disse que se tratava de uma informação capaz de mudar a vida. No entanto, a caridade não conseguiu falar com o filipino desde então.

“Amo que um dos homens mais poderosos do mundo, sem qualquer alarde, tenha procurado uma das crianças mais pobres do mundo. Tenho a sensação de que ele fez muitas coisas boas das quais não sabemos e muitas coisas sobre as quais nunca saberemos”, conclui Stafford.

Ciberia // BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …