Casos da dengue no Brasil têm salto de 600% em oito meses

O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (11/09) que desde o começo do ano até o último dia 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue no país. O número é sete vezes maior que o registrado no mesmo período de 2018, quando foram feitas 205.791 notificações, e corresponde a uma média de 6.074 casos por dia.

Pelo menos 14 estados estão em situação de epidemia. Em Minas Gerais, onde houve o maior número de ocorrências, foi registrado um total de 471.165 casos (índice é de 2,2 mil casos a cada 100 mil habitantes). A cifra é 19 vezes maior do que a verificada um ano antes, quando os municípios mineiros contabilizaram 23.290 casos.

São Paulo (437.047) aparece em segundo lugar, sendo, ainda, o estado em que a incidência da doença mais cresceu – 37 vezes que no ano anterior. Em 2018, foram reportados 11.465 casos.

Já em Goiás, foram 108.079 registros, 47% a mais do que em 2018. Enquanto no Distrito Federal foram 35.531 infecções, com uma incidência de 1.194,4 casos a cada 100 mil habitantes.

Também são destaques negativos no balanço Goiás (108.079 casos), Espírito Santo (59.318) e Bahia (58.956). Quando o critério é a variação por região do país, o quadro mais crítico se encontra no Sul (3.224,9%), que contrasta com o do Centro-Oeste (131,8%).

Apenas dois estados apresentaram queda na prevalência da dengue: Amazonas, que diminuiu o total de 1.962 para 1.384 (-29,5%), e Amapá, onde houve redução de 608 para 141 (-76,8%).

Casos de zika e chikungunya, doenças também transmitidas pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado, aumentaram também. Segundo dados do Ministério da Saúde, casos de chikungunya subiram 44% no período, passando de 76.742 e para 110.627. Sendo que na região Norte do país o recuo foi 32% e no Centro-Oeste, de 92,7%.

Já a infecção por zika passou no período de 6.669 para 9.813, aumento de 47,1%. Só o Centro-Oeste apresentou queda nas transmissões da doença (-35,4%).

A elevação do número de casos foi acompanhada de um aumento significativo de mortes. As três doenças somadas provocaram 650 óbitos (591 por dengue, 57 por chikungunya e dois por zika).

Como estados com alta concentração do chikungunya, se destacam o Rio de Janeiro (76.776) e o Rio Grande do Norte (8.899). No caso da zika, o aumento também foi em quase todos os Estados. Só Amazonas, Pará, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás apresentaram redução de casos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …

Magnata da mídia é preso em Hong Kong

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China. O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento …

Twitter entra na briga pela compra do TikTok e pode fundir redes sociais

O banimento do TikTok nos Estados Unidos virou uma verdadeira novela mexicana. O aplicativo chinês, que tem até 45 dias para encontrar uma companhia americana para assumir suas operações no país e não ser bloqueado …

Motoboy é vítima de racismo de homem branco: "Você tem inveja disso aqui [minha cor]"

A manhã de sexta-feira (7) começou com mais um caso de racismo no Brasil. Um vídeo que viralizou no Twitter registra um homem branco fazendo injúrias raciais contra um entregador de delivery. As fortes imagens são …

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …