Charge de Serena Williams não é racista, diz conselho

Mark Knight

Entidade de imprensa australiana diz que polêmico desenho retratando a tenista, que chegou a ser comparado a caricaturas do século 19 por críticos, não é preconceituoso.

O Conselho de Imprensa da Austrália decidiu nesta segunda-feira (25/02) que uma charge da tenista americana Serena Williams que causou controvérsia após a final do Aberto dos Estados Unidos no ano passado não fere os seus princípios e disse não considerar a imagem racista.

Publicada no jornal de Melbourne Herald Sun, a charge retrata Williams saltando raivosamente sobre sua raquete de tênis ao lado de uma chupeta após ser derrotada pela adversária Naomi Osaka. No plano de fundo, o árbitro da partida, o português Carlos Ramos, pede a Osaka: “Você não poderia deixá-la ganhar?“.

A charge foi criticada por ativistas, celebridades e fãs do esporte, que condenaram o cartunista Mark Knight por desenhar Williams com lábios grossos e nariz grande e Osaka como uma pequena mulher com cabelo loiro e liso. De origem haitiana e japonesa, Osaka é mais alta que Williams e tem cabelo encaracolado e escuro com mechas mais claras. Tanto Knight quanto o Herald Sun, que publicou o desenho, negaram que a imagem seja racista.

Em um comunicado divulgado nesta segunda, o Conselho de Imprensa da Austrália afirmou “reconhecer que alguns leitores acharam a charge ofensiva”, mas acrescentou que o debate sobre o comportamento da tenista era de interesse público.

“O Conselho considera que a charge usa como recursos o exagero e o absurdo para ilustrar sua posição, mas aceita o argumento da publicação de que o desenho não retrata Williams como um macaco, e tem a intenção de mostrá-la cuspindo a chupeta“, disse a entidade, usando uma expressão australiana para descrever o momento em que uma criança tem um acesso de “birra”.

Na avaliação da entidade, trata-se de uma “caricatura sem conteúdo racista e familiar à maioria dos leitores australianos”. Segundo o Herald Sun, a imagem era uma sátira dos desentendimentos de Williams com o árbitro Carlos Ramos por conta de penalidades que havia recebido, que tiveram início quando a jogadora foi advertida pela infração de receber orientações de seu treinador.

Pouco tempo depois, a tenista ficou irritada e quebrou sua raquete, ato pelo qual foi penalizada em um ponto. Após uma discussão em que chamou o árbitro de ladrão, foi penalizada com a perda de um game inteiro.

Na época, a Associação Nacional de Jornalistas Negros dos Estados Unidos disse que a charge era “repugnante em muitos níveis“, incluindo a propagação de conteúdo racista e sexista. Muitos críticos afirmaram que o desenho reproduz um estereótipo com o qual sofrem muitas mulheres negras, frequentemente retratadas como figuras raivosas.

Também se colocando contra o cartunista, o Washington Post publicou uma coluna sobre o desenho em que o compara a charge da época da segregação racial nos EUA. “Knight desenha traços faciais que refletem as caricaturas desumanizadoras tão comuns nos séculos 19 e 20”, escreveu o comentarista Michael Cavna.

Autor da charge, Knight disse à emissora australiana ABC nesta segunda-feira que estava “muito feliz” com a decisão do Conselho de Imprensa da Austrália.

Não vou mudar minha forma de desenhar charges porque acho que sou um cartunista muito livre e justo, aceito desenhar temas de acordo com seus méritos e os retrato de acordo com isso”, disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …