Chile pede que polícia esclareça supostas violações de direitos humanos

Camilo Tapia / EPA

Agentes da polícia chilena em frente aos veículos incendiados

Após ONG Human Rights Watch denunciar uso excessivo de força e abusos durante protestos, governo dá à corporação prazo de uma semana para esclarecimentos. Polícia admite que precisa de “profundas reformas”.

O governo do Chile deu prazo de uma semana para que a polícia esclareça denúncias de violações aos direitos humanos supostamente cometidas durante os protestos que ocorrem no país desde meados de outubro.

O anúncio, feito nesta terça-feira, foi divulgado horas depois de a ONG Human Rights Watch (HRW) acusar a polícia chilena de cometer graves violações dos direitos humanos por meio do uso excessivo de força e abusos contra pessoas nas manifestações.

“Fatores como o uso indiscriminado e indevido de armas antidistúrbios, abusos contra pessoas detidas e sistemas de controle interno deficientes facilitaram a ocorrência de graves violações dos direitos de muitos chilenos. Não acreditamos que sejam casos isolados, nem coincidências”, afirmou o diretor da HRW para as Américas, José Miguel Vivanco.

Os Carabineros (como é chamada a polícia nacional chilena) reconheceu, também nesta terça, a necessidade de “profundas reformas” em seus procedimentos.

“Os eventos do último mês apontam a necessidade de se fazer profundas reformas nas ações policiais, visando uma melhor promoção e proteção dos direitos humanos”, declarou, em um comunicado, a corporação policial.

A subsecretária dos Direitos Humanos do país, Lorena Recabarren, reforçou que a direção dos Carabineros ficou encarregada de “revisar profundamente as atuações que se afastam do estabelecido nos protocolos e que significam questionamentos e denúncias”.

A nota da polícia chilena ainda diz que “certamente podem ter sido cometidos erros, que são tema para uma investigação”. “Neste caso, isso nos machuca como instituição, e não queremos que esses erros se repitam. Por isso, encaramos com humildade e responsabilidade as recomendações feitas pela HRW”, diz o texto.

A corporação ainda disse que toda vez que toma conhecimento de uma denúncia de comportamento equivocado de algum de seus agentes, inicia uma investigação administrativa interna e colabora para colocar os responsáveis à disposição do Ministério Público.

“Em muitas ocasiões, até mesmo por iniciativa própria, temos feito denúncias. Até agora, os tribunais formalizaram quatro contra nossos policiais“, informa a instituição.

As manifestações no Chile – as mais graves desde a redemocratização do país, em 1990 – começaram em 18 de outubro devido a um aumento da passagem do metrô de Santiago, revogado depois pelo governo. Até o momento, 23 pessoas morreram e mais de 2.800 ficaram feridas, 232 delas com graves lesões oculares devido a disparos de projéteis no rosto.

Na semana passada, a polícia chilena suspendeu temporariamente o uso de projéteis para controlar as manifestações após o surgimento de dúvidas quanto à composição real das munições. A Universidade do Chile, por exemplo, disse que as balas não eram apenas de borracha, mas também continham chumbo, o que pode explicar o alto número de feridos.

O Ministério Público chileno informou que já abriu 2.670 investigações contra as forças de segurança por supostas violações aos direitos humanos, como lesões por arma de fogo, tortura e violência sexual.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …