China pune 1 milhão de corruptos em maior expurgo desde Mao Tsé-Tung

United Nations / Flickr

Xi Jinping, o secretário-geral do Partido Comunista da China

Desde que se tornou a principal liderança da China, em 2012, Xi Jinping vem comandando uma grande e implacável campanha anticorrupção que já puniu até agora mais de 1 milhão de funcionários públicos.

Mais de 170 ministros e vice-ministros foram demitidos e muitos deles acabaram na prisão após serem acusados de crimes como corrupção, má conduta e transgressão das diretrizes do partido.

Essa é a conclusão de um estudo realizado pela BBC que mostra o que alguns descreveram como um expurgo interno sem precedentes de opositores, em uma dimensão nunca antes vista desde Mao Tsé-Tung (1893-1976).

Arquiteto e fundador da República Popular da China, Mao se livrou de muitos altos comandantes do partido. Ele governou o país de sua criação, em 1949, até sua morte, em 1976.

Xi acaba de ser elevado ao mesmo status que Mao. Por unanimidade, seu nome e sua teoria de governo foram incluídos na constituição do partido. A maior diferença é que desta vez muitas convenções que existiam no Partido Comunista Chinês (PCC) desde a época de Mao foram quebradas.

Várias autoridades estatais, por exemplo, foram julgadas e figuras proeminentes discretamente retiradas de cena. Nos últimos cinco anos, 35 membros com e sem direito a voto no poderoso Comitê Central do PCC foram punidos. Ou seja, quase o mesmo número dos que tiveram a mesma sorte entre 1949 e 2012.

“Na mira”

Os dados oficiais indicam a punição de 1,34 milhão de funcionários do governo em todos os níveis (apelidados de “tigres e moscas”) durante os primeiros cinco anos do governo Xi. Eles foram acusados de corrupção e transgressões disciplinares.

Nenhuma área foi poupada: as baixas atingiram desde líderes de vilarejos e gerentes de fábricas, passando por ministros e generais do governo. A chamada “grande limpeza” atingiu, inclusive, a cúpula do regime.

Um caso emblemático foi o de Zhou Yongkang. Ex-chefe da segurança interna, ele foi condenado à prisão perpétua por suborno, abuso de poder e “intencionalmente revelar segredos nacionais”.

Sun Zhengcai perdeu o cargo de secretário do partido na cidade de Chongqing. Também se tornou o quarto membro do politburo – o comitê que reúne as principais lideranças do PCC – a ser expulso do partido. Ele tinha ascendido à cúpula do governo chinês antes de Xi chegar ao poder e havia a expectativa de que poderia futuramente liderar o politburo.

Quase 70% dos membros do Comitê Central serão substituídos no Congresso do Partido Comunista, que acontece desde a semana passada. Mas, na maioria dos casos, o motivo não está ligado à corrupção ou a transgressões semelhantes, mas à idade. Muitos dos membros do Comitê têm mais de 60 anos e, de acordo com a tradição, devem se aposentar.

Nenhuma área foi reestruturada de forma mais radical pelo governo do que a militar. Xi foi rápido em reorganizá-la e modernizá-la em grande escala. Mais de 60 generais foram investigados e demitidos como parte de um plano para inserir um estilo ocidental de comando conjunto e colocar jovens em postos de comando.

Mesmo quando os delegados começaram a se reunir em Pequim para o Congresso, o ritmo da campanha de expurgo não dava sinais de desaceleração. Dois generais, Fang Fenghui e Zhang Yang, desapareceram da cena pública no mês passado e uma série de investigações de alto nível foi anunciada.

O que Xi quer?

A expectativa é que Xi permaneça como chefe do partido, mas que uma nova leva de líderes surja – o que ajudará o presidente chinês a consolidar o seu já amplo poder. Se tudo sair conforme planejado, ele deverá pôr seus aliados mais fiéis em posições-chave. Desde sua ascensão ao comando da China, vários deles foram promovidos.

O poder de Xi ficará patente quando os sete lugares do Comitê Permanente do Politburo estiverem ocupados. A identidade de seus membros (e dos que compõem o politburo) será revelada nesta quarta-feira, tão logo o congresso acabe.

Mas, de acordo com analistas, Xi e Wang Qishan, seu chefe anticorrupção e braço direito, usaram essa campanha de limpeza para ajudar a determinar quem será o novo líder da China. O PCC tem governado por consenso há décadas, mas analistas dizem que Xi está reescrevendo as regras e concentrando o poder em suas próprias mãos.

Seus críticos o acusam de fomentar um culto de personalidade. Eles afirmam que a maioria dos altos funcionários que foi punida apoiava seus opositores ou ex-líderes, como Jiang e Hu.

Já os defensores de Xi alegam que a campanha anticorrupção é necessária para restaurar a credibilidade do partido, em um momento em que a China caminha para substituir os Estados Unidos como a maior economia do mundo.

Ciberia // BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Arqueólogos revelam restos mortais de cachorro de 8.400 anos descoberto na Suécia

Após vários meses de meticulosos trabalhos de escavação, foram finalmente revelados os restos mortais de um cachorro, de uma raça há muito tempo desaparecida, enterrado há mais de 8.400 anos na Suécia ao lado de …

“Cogumelos mágicos” são 4x melhores do que antidepressivos, descobre estudo

Quando a psilocibina, a molécula psicodélica descoberta nos cogumelos mágicos (Psilocybe cubensis), é usada durante a psicoterapia, parece possuir efeitos antidepressivos rápidos, substanciais e duradouros contra a depressão maior, de acordo com um novo ensaio …

Sem Trump, Putin e Bolsonaro ensaiam aproximação

Moscou sabe que a troca de poder na Casa Branca abre brecha na política externa brasileira. O elogio do presidente russo às "qualidades masculinas" de Bolsonaro pode ser apenas o primeiro sinal de uma aproximação. "O …

Crimes por preconceito de cor, raça ou orientação sexual podem ter punição maior

Projeto passa no Senado e vai à Câmara, mas falta definir tamanho da pena. Proposta entrou na pauta a pedido de Paulo Paim para "dar uma resposta" ao assassinato de João Alberto Silveira Freitas. Falta a …

Vacinação contra a Covid-19 será obrigatória em voos da companhia aérea australiana Qantas

A vacina contra a Covid-19 ainda não está pronta, mas as companhias aéreas já começam a se preparar. É o caso da australiana Qantas, que anunciou a futura exigência de um certificado de vacinação …

Galinhas substituem agrotóxicos em ação contra veneno na agricultura

A presença de insetos é uma frequente preocupação para agricultores. Os animais são capazes de prejudicar plantações e, para evitá-los, é comum que fazendeiros recorram a pesticidas. A utilização de produtos químicos, no entanto, é nociva …

França aprova projeto de lei que prevê punir filmagem de policiais em ação

Deputados franceses aprovaram nesta terça-feira (24), em primeira leitura, o polêmico projeto de lei sobre a "segurança global", que prevê punir a gravação e divulgação de policiais em ação. O texto será votado pelo …

Astrônomos revelam que 2ª minilua da Terra é do tamanho de carro pequeno

A minilua chamada 2020 CD3 conta com um diâmetro de entre um metro e 1,5 metro e chegou a ficar a 13 mil quilômetros do nosso planeta. A minilua 2020 CD3, que orbita a Terra nos …

Diego Maradona morre aos 60 anos

O ex-jogador argentino Diego Maradona, maior astro da história do futebol do país sul-americano, morreu nesta quarta-feira (25/11) aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, ao norte de Buenos …

Incêndios na Amazônia deixam rastro de destruição por décadas

Entre galhos e folhas esturricados sobre o solo que abrigava uma área de floresta intacta, o cheiro de queimada ainda é forte. Próximo a uma das aldeias da Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia, vazios surgiram …