Cientista injeta em si mesmo “bactéria da juventude” com 3,5 milhões de anos

(dr) Anatoli Brouchkov / Siberian Times

O dr. Anatoli Brouchkov acredita que essa bacteria, descobertas em 2009, pode ser o segredo para a vida eterna

O dr. Anatoli Brouchkov acredita que essa bacteria, descoberta em 2009, pode ser o segredo para a vida eterna

A procura pela juventude eterna existe desde que o homem percebeu que sua presença na Terra é passageira. Mas em teoria, ela poderia existir?

Um cientista russo chamado Anatoli Brouchkov acredita que sim, e que a fonte da vida eterna está em uma bactéria que está viva há 3,5 milhões de anos em uma região permanentemente congelada da Rússia.

A bactéria, chamada Bacillus F, foi descoberta na Sibéria em 2009. Logo de cara ela já impressionou por estar viva por todo esse tempo. Brouchkov acredita que há algum mecanismo nessa bactéria que a faz ficar viva por milhões de anos.

A bactéria activa foi encontrada em altas concentrações nos restos do cérebro congelado de um mamute, descoberto em bom estado de conservação.

O mamute, encontrado em 2009 nas ilhas da Nova Sibéria, teve as condições de conservação ideais: caiu num poço com água, que se congelou e nunca mais descongelou.

Uma equipe de cientistas, liderada pelo professor de Ciências Médicas Víctor Cherniavski, efectuou então um estudo do efeito destes micro-organismos na qualidade de vida de animais hospedeiros.

Os experimentos mostraram que os animais que receberam a bactéria viveram mais tempo que o grupo controle e continuaram tendo bebês saudáveis nesta sobrevida.

“É provável que os mesmos ensaios, em humanos, venham a ter os mesmos efeitos estimulantes”, disse Víctor Cherniavski à agência TASS.

“Os nossos estudos sugerem que grupos isolados destes micro-organismos conseguem sobreviver no permafrost e preservar a capacidade de produzir substâncias biológicas activas”, acrescentou o cientista.

“Temos agora que encontrar forma de aplicar o efeito destes organismos a seres humanos”, concluiu Cherniavski.

Empolgado com os resultados de Cherniavski, em 2013 o cientista Anatoli Brouchkov, director do departamento de Geocriologia da Universidade Estatal de Moscovo, decidiu mesmo testar o soro em si próprio.

“Me sinto muito bem, com energia redobrada, estou memso trabalhando até mais tarde”, contou o cientista, de 58 anos, ao jornal Siberian Times, “e nesses 3 anos, nem um resfriado peguei”.

“Seria ótimo encontrar os mecanismos de protecção dessas bactérias contra as doenças e o envelhecimento, para lutar contra nosso próprio envelhecimento”, diz Brouchkov.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas revelam misterioso fenômeno que pode ser causador do crescimento do oceano Atlântico

O Pacífico continua sendo o maior oceano do nosso planeta, mas o Atlântico está ganhando terreno e mar à medida que se expande por cerca de quatro centímetros anualmente. O deslocamento glacial lento dos oceanos acontece …

A cidade mais antiga das Américas - com a mesma idade do Egito faraônico - está sendo invadida

Tendo sobrevivido por 5 mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob ameaça de posseiros alegando que a pandemia coronavírus os deixou sem outra opção a não ser ocupar a cidade sagrada. A …

Greve global pelo clima está marcada para o dia 19 de março

As mudanças climáticas costumam ser tratadas como uma pauta menos urgente e com maior prazo para ser resolvida, mas a verdade é que, pela gravidade do quadro e pela totalidade de sua abrangência, ela é …

Farmacêutico dos EUA que danificou centenas de doses da Moderna declarou-se culpado

O farmacêutico que tentou sabotar quase 600 doses da vacina da Moderna do Aurora Medical Center, no estado norte-americano de Wisconsin, se declarou culpado. O farmacêutico norte-americano Steven Brandenburg, de 46 anos, se declarou culpado por …

Cepa brasileira eleva preocupação mundial com mutações do coronavírus

A variante do coronavírus do Amazonas, assim conhecida por ter sido detectada pela primeira vez em pessoas que estiveram no estado brasileiro, ao lado de cepas identificadas no Reino Unido e na África do Sul, …

AstraZeneca nega que venderá vacinas ao setor privado

A farmacêutica soltou um comunicado após o governo federal brasileiro ter dado aval para empresas privadas adquirirem um lote de 33 milhões de doses do imunizante. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a possibilidade. A …

Islândia começa a emitir 'passaportes de vacinação' em meio à polêmica na UE

A Islândia emitiu seus primeiros "certificados" de vacinação destinados a facilitar as viagens de pessoas vacinadas contra a Covid-19, os chamados "passaportes de vacinação", segundo informações das autoridades nesta terça-feira. Ela se tornou um …

Governo alemão rejeita especulações sobre baixa eficácia da vacina de Oxford

Ministério da Saúde sugere que jornais confundiram proporção de idosos no estudo da AstraZeneca com percentual de eficácia em pessoas acima de 65 anos. Imbróglio deve ser esclarecido com análise de reguladores europeus. O ministro da …

Cidade é a 1 ª da América do Norte a ter doação automática de órgãos

A Nova Escócia acaba de se tornar a primeira jurisdição na América do Norte a implementar a doação automática de órgãos para quem vive na região. A nova Lei de Doação de Órgãos e Tecidos Humanos …

O maior mar da lua Titã pode ter mais de 300 metros de profundidade

Os oceanos da Terra não são os únicos que guardam vários mistérios ainda não explorados: os lagos e mares de Titã, a maior lua de Saturno, também são enigmáticos. Assim, em um novo estudo, astrônomos …