Cientistas encontram nova espécie de ursos d’água que é ainda mais indestrutível

Os tardígrados são capazes de superar estado de criptobiose, a suspensão dos processos metabólicos, e tolerar períodos de desidratação até dez anos. Além disso, resistem às temperaturas extremas e sobrevivem no vácuo ou em condições de pressão anormal.

Pesquisadores indianos afirmam ter encontrado uma nova espécie de tardígrados, conhecidos também como ursos d’água, com um inesperado superpoder protetor: podem sobreviver à radiação ultravioleta. Esses microrganismos foram descobertos em uma amostra do musgo de uma parede de concreto na cidade de Bangalor, na Índia.

Durante o estudo, publicado na revista científica Biology Letter, os cientistas provaram a existência da nova espécie, chamada Paramacrobiotus BLR.

Os pesquisadores descobriram que a cepa sobreviveu os níveis de radiação ultravioleta que são suficientes para matar em apenas 24 horas outra espécie de tardígrado menos resistente e que se usa geralmente em experimentos, conhecida como H. exemplaris.

Normalmente, a radiação pode danificar DNA, rasgando-o e fazendo com que as células morram. Mas o Paramacrobiotus BLR sobreviveu a essa radiação durante 30 dias.

De acordo com os investigadores, a descoberta do escudo fluorescente foi acidental. Enquanto estudavam essas criaturas sob a luz ultravioleta, repararam que os tubos de ensaio cheios de Paramacrobiotus BLR brilhavam ou “apresentavam fluorescência”, o que não acontecia nos tubos com H. exemplaris.

Por conseguinte, os cientistas concluíram que a fluorescência poderia proteger os microrganismos de efeitos perigosos da radiação ultravioleta.

Para testar essa hipótese, os pesquisadores misturaram 300 espécimes com um pouco de água em um moinho de papel. A solução resultante continha os produtos químicos aparentemente utilizados pelo Paramacrobiotus BLR como escudo ultravioleta.

Os cientistas adicionaram essa solução a uma placa que continha vermes microscópicos e tardígrados H. exemplaris para determinar se proporciona efeito protetor. Os vermes e tardígrados mostraram taxas de sobrevivência mais altas depois da radiação ultravioleta que normalmente os matariam.

O composto químico fluorescente que o Paramacrobiotus BLR usa como escudo ainda não foi determinado. O grupo de investigação acha que o tardígrado pode ter desenvolvido seu escudo fluorescente para combater os níveis altos da radiação que existe no sul da Índia.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …