Confirmado: expressão enigmática da Mona Lisa é mesmo um sorriso

Musée du Louvre / Wikimedia

Mona Lisa  (p.), por Leonardo Da Vinci

Mona Lisa (p.), por Leonardo Da Vinci

Há vários anos que existe um forte debate a respeito da pintura mais famosa de Leonardo da Vinci: afinal, a Mona Lisa está sorrindo ou não? Mas parece que o mistério foi resolvido. A mulher foi caracterizada como “muito feliz” por 97% dos entrevistados em um estudo sobre a interpretação das expressões faciais.

A expressão de Mona Lisa foi sempre considerada ambígua — a expressão mais ambígua de toda a arte ocidental, talvez. Isso fez da famosa pintura um assunto apropriado para o estudo da equipe de Kornmeier sobre os fatores que ajudam os humanos a interpretar pistas visuais como expressões faciais.

A equipe analisou uma cópia da obra-prima de Leonardo da Vinci e manipulou o sorriso da enigmática figura, virando os cantos da sua boca gradualmente para criar quatro Mona Lisas felizes e quatro tristes.

As nove imagens foram então observadas 30 vezes, de um modo aleatório, por 12 participantes do estudo, que teriam de descrever cada imagem como “feliz ou triste”

“Ficamos realmente espantados. Dadas as descrições da arte e da história da arte, pensamos que a descrição mais utilizada seria a ambiguidade”, afirmou o neurocientista Juergen Kornmeier, da Universidade Federal de Friburgo e co-autor do estudo publicado na Nature.

Em vez disso, 97% das pessoas descreveram a imagem original como “muito feliz”. Depois, a pintura original foi exibida com oito versões mais tristes. Desta vez, o original ainda foi identificado como feliz, mas as versões mais tristes foram descritas como ainda mais tristes do que na primeira experiência.

Segundo Kornmeier, os resultados mostram que o nosso reconhecimento da felicidade e da tristeza depende do contexto — não existe uma “escala absoluta fixa de felicidade e tristeza no nosso cérebro”.

Ou seja, o fato de os participantes serem mais rápidos a rotular as Mona Lisas felizes do que as tristes também pode mostrar que os seres humanos têm uma preferência pela felicidade. Os especialistas afirmam que compreender melhor esta matéria pode ajudar no estudo de transtornos psiquiátricos.

Esta não é a primeira vez que a Mona Lisa tem os seus sentimentos mais profundos analisados.

O Weekly Observer aponta que um estudo de 2005 realizado por cientistas da Universidade de Amesterdã chegou a uma conclusão semelhante através de um software de reconhecimento de emoções, que teve em conta uma variação de características faciais, incluindo a curva dos lábios e rugas à volta dos olhos.

No estudo, os cientistas concluíram que a imagem expressa “83% de felicidade, 9% de arrogância, 6% de medo e 2% de raiva”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Crivella quer abrir cassino no Rio

Com uma expansão em mente para atrair ainda mais turistas ao Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella começou a trabalhar para abrir um cassino na cidade. A era de ouro dos cassinos no Brasil durou de …

Jovem com síndrome de Down será a primeira no país a tirar carteira de motorista

A chef de cozinha de 22 anos, Maria Clara de Carvalho será primeira brasileira com síndrome de Down a conseguir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Maria Clara é casada, faz aula de teatro, dança …

Superterra gelada vizinha do nosso planeta pode abrigar vida primitiva

Edward Guinan e Scott Engle, cientistas da Universidade de Villanova, no estado norte-americano da Pensilvânia, anunciaram que pode existir vida primitiva em GJ 699b, a Superterra gelada que orbita a estrela de Barnard, localizada a apenas …

China faz história: pela primeira vez, nasce uma semente de algodão na Lua

A missão espacial chinesa conseguiu fazer brotar uma semente de algodão na Lua, informou nesta terça-feira (15) a imprensa estatal, em um feito inédito, alcançado pelo Chang'e 4, a primeira sonda a pousar no lado …

Submarinos russos serão equipados com “torpedos do Juízo Final”

Os submarinos das frotas do Norte e do Pacífico da Marinha russa deverão brevemente contar com 32 drones nucleares Poseidon, conhecidos como “torpedos do Juízo Final”, capazes de destruir completamente cidades costeiras. Segundo revela o portal Russkoe …

Universidade egípcia expulsa aluna por abraçar o noivo (fora do campus)

A aluna abraçou o noivo quando o rapaz a pediu em casamento, mas o gesto, que não aconteceu no interior do campus, foi o suficiente para a jovem ser expulsa pela universidade. A universidade egípcia de Al …

Escultura “McJesus” provoca protestos em Israel

Uma escultura representando a figura de Ronald McDonald (da cadeia de fast food McDonald’s) crucificado, em uma exposição de arte em Israel, está provocando protestos da minoria cristã árabe no país. Centenas de cristãos árabes pediram …

Há uma espiral misteriosa na atmosfera de Vênus

A nave espacial não tripulada Akatsuki, do Japão, encontrou gigantescas estruturas espirais na atmosfera de Vênus, formadas por ventos polares e pela rápida rotação do planeta. A atmosfera de Vênus ganha atenção de astrônomos há quase …

Tem “barriga de cerveja”? Seu cérebro pode estar encolhendo

Uma equipe de pesquisadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdômen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência. Com a linha da cintura em expansão, surgem …

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …