Confirmado: expressão enigmática da Mona Lisa é mesmo um sorriso

Musée du Louvre / Wikimedia

Mona Lisa  (p.), por Leonardo Da Vinci

Mona Lisa (p.), por Leonardo Da Vinci

Há vários anos que existe um forte debate a respeito da pintura mais famosa de Leonardo da Vinci: afinal, a Mona Lisa está sorrindo ou não? Mas parece que o mistério foi resolvido. A mulher foi caracterizada como “muito feliz” por 97% dos entrevistados em um estudo sobre a interpretação das expressões faciais.

A expressão de Mona Lisa foi sempre considerada ambígua — a expressão mais ambígua de toda a arte ocidental, talvez. Isso fez da famosa pintura um assunto apropriado para o estudo da equipe de Kornmeier sobre os fatores que ajudam os humanos a interpretar pistas visuais como expressões faciais.

A equipe analisou uma cópia da obra-prima de Leonardo da Vinci e manipulou o sorriso da enigmática figura, virando os cantos da sua boca gradualmente para criar quatro Mona Lisas felizes e quatro tristes.

As nove imagens foram então observadas 30 vezes, de um modo aleatório, por 12 participantes do estudo, que teriam de descrever cada imagem como “feliz ou triste”

“Ficamos realmente espantados. Dadas as descrições da arte e da história da arte, pensamos que a descrição mais utilizada seria a ambiguidade”, afirmou o neurocientista Juergen Kornmeier, da Universidade Federal de Friburgo e co-autor do estudo publicado na Nature.

Em vez disso, 97% das pessoas descreveram a imagem original como “muito feliz”. Depois, a pintura original foi exibida com oito versões mais tristes. Desta vez, o original ainda foi identificado como feliz, mas as versões mais tristes foram descritas como ainda mais tristes do que na primeira experiência.

Segundo Kornmeier, os resultados mostram que o nosso reconhecimento da felicidade e da tristeza depende do contexto — não existe uma “escala absoluta fixa de felicidade e tristeza no nosso cérebro”.

Ou seja, o fato de os participantes serem mais rápidos a rotular as Mona Lisas felizes do que as tristes também pode mostrar que os seres humanos têm uma preferência pela felicidade. Os especialistas afirmam que compreender melhor esta matéria pode ajudar no estudo de transtornos psiquiátricos.

Esta não é a primeira vez que a Mona Lisa tem os seus sentimentos mais profundos analisados.

O Weekly Observer aponta que um estudo de 2005 realizado por cientistas da Universidade de Amesterdã chegou a uma conclusão semelhante através de um software de reconhecimento de emoções, que teve em conta uma variação de características faciais, incluindo a curva dos lábios e rugas à volta dos olhos.

No estudo, os cientistas concluíram que a imagem expressa “83% de felicidade, 9% de arrogância, 6% de medo e 2% de raiva”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …