Congressista abre processo de impeachment contra Donald Trump

BrookingsInst / Flickr

O congressista californiano Brad Sherman (DEM)

O congressista californiano Brad Sherman (DEM)

Um congressista democrata, eleito pelo Estado da Califórnia, apresentou nesta quarta-feira (12) a primeira iniciativa legal com vista ao impeachment de Donald Trump da presidência dos EUA.

O congressista californiano Brad Sherman, membro da Câmara dos Representantes, acusa o presidente norte-americano Donald Trump de obstruir as investigações sobre a interferência da Federação Russa nas eleições presidenciais de 2016, em parte por demitir o então diretor do FBI, James Comey.

Brad Sherman reconheceu que a moção de impeachment, designada formalmente como artigo para a destituição e consistente em uma série de acusações, “é o primeiro passo em uma estrada muito comprida”.

Mas, em comunicado, Sherman se manifestou esperançado de que, “se a incompetência impulsiva continuar, então, eventualmente, dentro de muitos, muitos meses, os republicanos vão se juntar ao esforço para a destituição”.

O esforço tem poucas possibilidades de êxito na Câmara dos Representantes, dominada pelo partido republicano.

Sherman nem sequer tem o apoio de muitos dos seus correligionários democratas. Os próprios líderes dos democratas têm se distanciado dos esforços para destituir Trump, acreditando que apenas servem para estimular os apoiadores do presidente.

A resolução de Brad Sherman conta, no entanto, com o apoio do representante democrata eleito pelo Estado do Texas, Al Green.

Sherman entregou o documento um dia depois de Donald Trump Jr., o filho do presidente, ter admitido que se reuniu com uma advogada russa durante a campanha. A advogada prometeu informação do governo russo prejudicial para a então candidata presidencial democrata Hillary Clinton.

Trump Jr. garantiu que não recebeu informação sobre Clinton durante a reunião. O presidente, por seu turno, tem questionado os seus próprios serviços de informações e recusado a tese da interferência russa nas eleições.

Impeachment nos EUA

Nos Estados Unidos, o processo de impeachment é instaurado por denúncia no Congresso para apurar a responsabilidade por grave delito ou má conduta no exercício de funções de estado, cabendo ao Senado, se procedente a acusação, aplicar ao infrator a pena de destituição do cargo.

Até agora, apenas um presidente norte-americano foi afastado do seu cargo por impeachment: Andrew Johnson, 17º Presidente dos Estados Unidos, destituído em 1868 por violar a Tenure of Office Act, lei federal destinada a impedir o presidente de exonerar certos titulares de cargos públicos sem aprovação do Senado.

Em 1974, Richard Nixon, 37º presidente do país, renunciou ao cargo para evitar a destituição pelo seu envolvimento no escândalo Watergate.

Em 1999, o 42º presidente americano, Bill Clinton, foi alvo de um processo de impeachment por falso testemunho em um escândalo sexual a estagiária Monica Lewinsky, mas o processo de impugnação foi arquivado pelo Congresso norte-americano.

shermanforcongress / Flickr

O congressista Brad Sherman com o ex-presidente norte-americano Bill Clinton, o último a ser alvo de um processo de impeachment

O congressista Brad Sherman com o ex-presidente norte-americano Bill Clinton, o último a ser alvo de um processo de impeachment

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …

Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha

O norte de Espanha foi palco de uma nova descoberta paleontológica. Foram encontrados ovos de 68 milhões de anos atrás, que podem conter embriões desses enormes répteis. José Manuel Gasca estava fazendo jogging um dia no …

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …

Esses são os preparativos finais para a NASA coletar amostras do asteroide Bennu

A NASA já iniciou a contagem regressiva para o grande momento da missão OSIRIS-REx: a coleta de amostras do asteroide Bennu, que acontecerá no dia 20 de outubro. Será uma manobra complicada para a sonda …

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …