Trump poderá depor no inquérito sobre seu impeachment na Câmara dos Representantes

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente Donald Trump anunciou nesta segunda-feira  que poderá testemunhar no comitê de investigação da Câmara dos Representantes, que avalia a possibilidade de pedir seu impeachment. O pedido foi feito pela líder dos democratas, Nancy Pelosi, durante uma entrevista transmitida neste domingo.

“Embora eu não tenha feito nada de errado e não goste de dar credibilidade a esse processo inventado, gosto dessa ideia. Gosto da ideia de que o Congresso possa se concentrar novamente, então vou considerar seriamente a possibilidade de testemunhar”, escreveu Trump no Twitter, respondendo a uma entrevista de Pelosi transmitida no dia anterior. Ele qualificou o processo de “caça às bruxas.”

No sábado (16), o presidente americano disse aos repórteres que “não deveria” sofrer o impeachment. Para ele, o inquérito “é considerado uma piada em Washington e no mundo”. A defesa de Trump é resistente à ideia de vê-lo comparecer diante do Comitê de Inteligência da Câmara.

O órgão investiga a suspeita de que ö presidente americano tenha pressionado a Ucrânia para coletar informações comprometedoras sobre o ex-vice-presidente dos EUA e o pré-candidato Joe Biden, um dos seus principais rivais na corrida para a Casa Branca em 2020.

A Comissão formada para analisar o processo de impeachment da Câmara de Representantes, onde o partido Democrata é majoritário, ainda não pediu publicamente que o chefe de Estado americano fosse ouvido.

Neste domingo (17), Nancy Pelosi, líder do partido Democrata voltou a comparar a demissão de Richard Nixon em 1974 à situação de Trump. A declaração aconteceu durante uma entrevista transmitida no programa “Face The Nation”, da rede CBS.

Na semana passada, ela já havia declarado que a pressão exercida pelo presidente americano sobre a Ucrânia, para que o país investigasse Joe Biden, “fazem o caso Nixon parecer quase benigno”, afirmou Pelosi. De acordo com ela, “o que o presidente americano fez é, até certo ponto, pior do que fez Nixon, que se preocupava suficientemente com o país para admitir que essa situação não podia ser levada adiante”, disse.

Richard Nixon renunciou em 1974, antes do voto da Câmara dos Representantes sobre sua eventual destituição. A investigação foi iniciada depois do célebre escândalo do Watergate, que revelou um complô da Casa Branca para espionar a sede do partido Democrata, em Washington.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …

Cientistas finalmente criam neurônios artificiais

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores da Universidade de Bath (Inglaterra) realizou um feito inédito: conseguiu reproduzir a atividade biológica de neurônios usando chips de silicone. E o que é ainda melhor: esses “neurônios artificias” requerem …

Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, afirma executivo

A Huawei oficializou, nesta quinta-feira, 5, uma plataforma de auxílio aos desenvolvedores para publicarem e divulgarem seus aplicativos para os dispositivos da companhia. Chamada Huawei Ability Gallery, trata-se de uma expansão do ecossistema da App Gallery, …

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …

O que contribuiu em peso para o 'colapso maia'?

Pesquisas recentes reforçam a teoria de que o colapso de muitas das grandes cidades maias mesoamericanas estava relacionado a períodos prolongados de seca, alguns de até 200 anos. Nayelli Jiménez Cano, pesquisadora do Laboratório de Zooarqueologia …