Trump poderá depor no inquérito sobre seu impeachment na Câmara dos Representantes

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O presidente Donald Trump anunciou nesta segunda-feira  que poderá testemunhar no comitê de investigação da Câmara dos Representantes, que avalia a possibilidade de pedir seu impeachment. O pedido foi feito pela líder dos democratas, Nancy Pelosi, durante uma entrevista transmitida neste domingo.

“Embora eu não tenha feito nada de errado e não goste de dar credibilidade a esse processo inventado, gosto dessa ideia. Gosto da ideia de que o Congresso possa se concentrar novamente, então vou considerar seriamente a possibilidade de testemunhar”, escreveu Trump no Twitter, respondendo a uma entrevista de Pelosi transmitida no dia anterior. Ele qualificou o processo de “caça às bruxas.”

No sábado (16), o presidente americano disse aos repórteres que “não deveria” sofrer o impeachment. Para ele, o inquérito “é considerado uma piada em Washington e no mundo”. A defesa de Trump é resistente à ideia de vê-lo comparecer diante do Comitê de Inteligência da Câmara.

O órgão investiga a suspeita de que ö presidente americano tenha pressionado a Ucrânia para coletar informações comprometedoras sobre o ex-vice-presidente dos EUA e o pré-candidato Joe Biden, um dos seus principais rivais na corrida para a Casa Branca em 2020.

A Comissão formada para analisar o processo de impeachment da Câmara de Representantes, onde o partido Democrata é majoritário, ainda não pediu publicamente que o chefe de Estado americano fosse ouvido.

Neste domingo (17), Nancy Pelosi, líder do partido Democrata voltou a comparar a demissão de Richard Nixon em 1974 à situação de Trump. A declaração aconteceu durante uma entrevista transmitida no programa “Face The Nation”, da rede CBS.

Na semana passada, ela já havia declarado que a pressão exercida pelo presidente americano sobre a Ucrânia, para que o país investigasse Joe Biden, “fazem o caso Nixon parecer quase benigno”, afirmou Pelosi. De acordo com ela, “o que o presidente americano fez é, até certo ponto, pior do que fez Nixon, que se preocupava suficientemente com o país para admitir que essa situação não podia ser levada adiante”, disse.

Richard Nixon renunciou em 1974, antes do voto da Câmara dos Representantes sobre sua eventual destituição. A investigação foi iniciada depois do célebre escândalo do Watergate, que revelou um complô da Casa Branca para espionar a sede do partido Democrata, em Washington.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …