Coreia do Norte falha mais um teste de míssil

(dv) KNS / KCNA

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, com militares norte-coreanos

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, com militares norte-coreanos

A Coreia do Norte falhou em um teste de míssil de médio alcance, do modelo Musudan, nesta quinta-feira (20), informaram o Comando Estratégico dos Estados Unidos (Usstratcom) e o Exército da Coreia do Sul.

De acordo com os dois organismos, o lançamento ocorreu “a nordeste de Kusong” e o míssil explodiu poucos minutos depois de deixar a base.

No domingo (16), um outro teste com o mesmo tipo de equipamento também falhou assim que foi lançado. O Musudan, feito pela Coreia do Norte, tem um alcance de três mil a quatro mil quilômetros e poderia atingir a base norte-americana de Guam, no Oceano Pacífico.

Essa é a oitava vez que o regime de Kim Jong-un faz um lançamento com o míssil e apenas um, ativado no dia 22 de junho, conseguiu ter um “sucesso parcial”, atingindo 400 quilômetros de distância e uma altitude de 1,4km.

Sistema antimíssil

Os Estados Unidos anunciaram que vão acelerar a construção de um sistema antimíssil na Coreia do Sul, após os constantes testes da Coreia do Norte. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado, John Kerry, e pelo chefe do Pentágono, Ash Carter, nesta quarta-feira (19).

O anúncio da construção do sistema havia sido feito no início do ano e preocupa os chineses, que acreditam que a construção aumentará a tensão no local.

A Rússia também se manifestou nesta quinta-feira (20) e disse ser contrária ao projeto.

“Somos decisivamente contrários e não aceitamos a decisão dos norte-americanos e dos sul-coreanos de instalar o sistema antiaéreo Thaad na Coreia do Sul. Consideramos que isso não garante a segurança”, disse o embaixador russos para casos especiais, Oleg Davidov, entrevistado pela Interfax.

Brasil fora do alcance

Os mísseis balísticos norte-coreanos, capazes de transportar ogivas nucleares, têm um alcance de até 10.000 km, podendo atingir a maior parte dos países da Ásia, América do Norte e Europa.

(dr) RT

Alcance dos mísseis balísticos da Coreia do Norte

Alcance dos mísseis balísticos da Coreia do Norte

Os mísseis norte-coreanos são capazes de atingir todo o território do Japão, da Coreia do Sul, da Rússia e da China, e cobrem metade do território norte-americano.

A América do Sul é o único continente que está completamente fora do alcance das armas balísticas da Coreia do Norte.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Álcool danifica o cérebro na adolescência

Se nós confiarmos apenas nas propagandas parece que o álcool de uma cerveja, uma taça de vinho ou de algum destilado serve apenas para unir as pessoas e deixá-las alegres. Mas o álcool pode ter …

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …

Petrobras é a segunda maior do mundo em operações no oceano

Entre as 100 maiores corporações transnacionais que operam nos oceanos mundo afora, a Petrobras aparece em segundo lugar. A lista, divulgada nesta quarta-feira (13/01), é parte de uma pesquisa publicada na renomada revista Science Advances, …

Estudo detecta pela 1ª vez em que resulta colisão de 3 buracos negros

Um novo estudo da agência espacial norte-americana NASA revela novas informações sobre o que acontece após colisões entre três buracos negros supermassivos. Com a ajuda do Observatório de Raios X Chandra, da NASA, e vários outros …

5 razões por que 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

O mundo tem um tempo limitado para agir de modo a evitar os piores efeitos das mudanças climáticas. A pandemia de covid-19 foi o grande problema de 2020, sem dúvida, mas espera-se que, até o final …