Coreia do Norte tem locais secretos (e rudimentares) de armazenamento de mísseis

(dv) KNS / KCNA

A Coreia do Norte mantém, pelo menos, 13 bases não declaradas que ocultam mísseis de capacidade nuclear, de acordo com um novo estudo norte-americano publicado esta semana. A revelação gera dúvidas sobre o acordo de desnuclearização entre Donald Trump e Kim Jong-un.

De acordo com os investigadores do Center for Strategic and International Studies (CSIS), em Washington, foram localizadas 13 bases operacionais de mísseis não declaradas pelo governo norte-coreano. No entanto, há a possibilidade de o número chegar aos 20.

Para chegar à conclusão, a da existência de bases rudimentares de armazenamento de mísseis balísticos com capacidade nuclear, o grupo se apoiou em fontes de serviços de informações de vários países, declarações de desertores norte-coreanos, informação pública e imagens de satélite.

“Não parece que essas bases estejam congeladas, ou seja, não pararam”, disse ao New York Times Victor Cha, que dirige o programa da Coreia do Norte do CSIS. As bases, que continuaram a funcionar, encontram-se em instalações subterrâneas, dotadas de túneis, em vales montanhosos e estreitos, e estão espalhadas por todo o país.

Todos receiam que Donald Trump aceite um mau acordo. Os norte-coreanos nos dão um único local de testes, desmantelam alguns e em, em troca, obtêm um acordo de paz”, afirmou receoso Victor Cha.

As bases são rudimentares e dissimuladas pelo Exército norte-coreano, que desenvolveu, ao longo das décadas, técnicas de camuflagem para evitar ataques aéreos.

No relatório, o CSIS revelou a existência de um local secreto em uma região montanhosa, a menos de 150 quilômetros de Seul, apoiado em imagens obtidas por satélite. Este centro de reflexão especificou que o local, Sakkanmol, é, como os outros 12, uma base para armazenar e não tem vocação para ser utilizada em lançamentos, mesmo que haja essa necessidade em caso de urgência.

Desde a cúpula histórica de Cingapura, a Coreia do Norte interrompeu oficialmente as atividades nucleares e desmantelou uma base de testes de mísseis, além de ter prometido desativar o principal complexo nuclear do país.

O presidente dos Estados Unidos celebrou seu encontro com Kim Jong-un e abriu o caminho para a desnuclearização da península asiática, acalmando as tensões que há menos de um ano colocaram os EUA e a Coreia do Norte à beira de um conflito.

Uma reunião entre o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, e o braço direito do governo norte-coreano, Kim Yong Chol, prevista para a próxima semana, foi cancelada. Na semana passada, Trump disse que iria se encontrar com Kim no começo do próximo ano.

Ciberia // RFI / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …

Maduro diz estar disposto a negociar com oposição

Declaração é feita após líder oposicionista Juan Guaidó propor diálogo mediado por comunidade internacional. Noruega já estaria em contato com regime e oposição. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (12/05) que está disposto …