Covid afeta economia do Vaticano e papa Francisco é obrigado a reduzir os salários mais altos

O papa Francisco decidiu cortar os salários de cardeais e clérigos devido ao agravamento da crise econômica no Vaticano como resultado da pandemia de coronavírus. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (24) pela assessoria de imprensa da Santa Sé.

Em uma carta apostólica, chamada ‘Motu Proprio’, o papa anuncia que a partir de 1º de abril o salário dos cardeais será reduzido em 10%, e o dos chefes e secretários de dicastérios (ministérios) em 8%. Esses cargos são os que recebem remunerações mais altas. Já o pagamento dos clérigos e outros religiosos, que ganham menos, sofrerá um corte de 3%.

“Um futuro economicamente sustentável requer hoje, entre outras decisões, a adoção de medidas relativas aos salários dos funcionários”, escreveu o papa argentino no documento que anuncia o corte proporcional e indefinido nos salários no Vaticano.

O pontífice, que quer evitar demissões, considera que as despesas devem ser contidas e por isso decidiu intervir, “segundo critérios de proporcionalidade e progressividade”.

Os ajustes afetam especialmente os clérigos, os religiosos e os níveis mais altos de remuneração, informou o Vaticano News, o site de informações do Vaticano.

A decisão foi tomada devido ao “déficit que há vários anos marca a gestão econômica da Santa Sé” e, sobretudo, pela situação gerada pela pandemia, “que afetou negativamente todas as fontes de receitas da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano”, explicou o pontífice no documento.

Os aumentos salariais por tempo de serviço também estão suspensos por dois anos para todos os funcionários com remunerações mais elevadas.

Contas no vermelho

As contas do Vaticano estão no vermelho devido à queda nas doações (25%), à perda líquida de receita dos Museus do Vaticano (85%), além das reduções que a entidade teve de aplicar em 2020 aos aluguéis de suas instalações para empresas em crise por causa da pandemia.

A Cúria Romana – administração central da Igreja Católica que agrupa 60 entidades ao serviço do papa – registrou um buraco da ordem dos € 90 milhões (mais de R$ 580 milhões) nas suas contas de 2020, após um déficit de € 11 milhões (mais de R$ 71 milhões) em 2019.

No total, o Vaticano emprega cerca de 5.000 pessoas, que recebem regularmente seus salários. No ano passado, devido à emergência sanitária, a Santa Sé teve de recorrer a suas reservas financeiras, bem abastecidas, para poder cobrir as necessidades, sem ter de abrir mão de seus numerosos bens imóveis.

Desta forma, a entidade compensou uma queda da ordem de “20% a 25%” em sua receita em 2020, que provavelmente se repetirá em 2021, explicaram fontes vaticanas.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Opositor belarusso é achado morto na Ucrânia

Ativista Vitaly Shishov ajudava compatriotas a fugir da perseguição do regime de Alexander Lukashenko, considerado o último ditador da Europa. Polícia investiga possível assassinato encenado como suicídio. Um ativista de Belarus foi encontrado morto nesta terça-feira …

Polônia concede visto humanitário a atleta olímpica e alimenta tensões com Belarus

A Polônia concedeu nesta segunda-feira (2) um visto humanitário para a atleta olímpica bielorrussa Krystsina Tsimanuskaya. A jovem afirma que estava sendo obrigada a deixar o Japão após ter criticado sua equipe e temia …

EUA e Reino Unido teriam dado 'luz verde' a Israel para retaliar Irã após ataque a petroleiro

Irã rejeitou o envolvimento do país no ataque contra o petroleiro Mercer Street no mar Arábico que ocorreu na quinta-feira (29), condenando as acusações lançadas pelo governo israelense. Tel Aviv teria recebido "luz verde" de Washington …

Incêndios causam mortes e devastação no sul da Europa

A União Europeia EU) enviou ajuda para a Turquia nesta segunda-feira (02/08), e voluntários se juntaram a bombeiros na luta contra fortes incêndios que já duram seis dias e mataram oito pessoas no país. Em …

Golpe militar em Mianmar completa seis meses e já resultou em quase mil mortes de civis

Aterrorizados pela repressão da junta militar e pela propagação do coronavírus, poucos birmaneses se atreviam a ir às ruas para protestar neste domingo (1º), quando completam-se seis meses do golpe de Estado que mergulhou …

Governo italiano vende casas a 2 euros na região da Sicília

Mais uma vez o governo italiano está vendendo casas em áreas rurais da Itália, após o sucesso da campanha para repovoamento de áreas abandonadas. Além de promover a ocupação por meio de incentivos para jovens e …

Bolsonaro admite não ter provas de fraudes eleitorais

Em live para a qual convocou veículos de imprensa, Bolsonaro exibiu uma série de teorias falsas, cálculos equivocados e vídeos antigos, já verificados e desmentidos, mas que ainda circulam na internet, como supostas evidências de …

A incrível civilização antiga que mumificava os mortos 2 mil anos antes dos egípcios

"As mais antigas evidências arqueológicas conhecidas de mumificação artificial de corpos", segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão presentes na América do Sul, na costa árida …

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …