‘Covid psicológica’ poderia causar sintomas persistentes, diz estudo em Paris

 

A Covid persistente seria principalmente de ordem psicológica? A sugestão feita por um estudo recente em um hospital de Paris indignou pacientes e recebeu inúmeras críticas científicas pela metodologia utilizada, destacando os inúmeros mistérios que ainda cercam esta doença.

O estudo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), uma das principais revistas médicas do mundo, afirma que esses sintomas “muitas vezes podem estar associados à crença de estar infectado” pelo vírus. Em outras palavras, a Covid persistente seria um problema psicológico, não uma sequela física do contágio.

O estudo, coordenado por Cédric Lemogne, chefe do serviço psiquiátrico do hospital Hôtel-Dieu em Paris, focou em quase 27.000 pessoas tratadas durante meses pela saúde pública francesa para estudar os múltiplos efeitos da Covid.

Os pacientes responderam a questionários nos quais explicavam se já haviam estado doentes e se ainda percebiam os sintomas. Para saber se já tinham realmente adoecido, essas pessoas foram submetidas a testes sorológicos que permitem confirmar posteriormente se a pessoa transmitiu o vírus.

Pacientes irritados, cientistas céticos

A maioria dos investigados não possuía anticorpos da Covid-19 e disse que não tinha estado doente. Dos cerca de 1.000 que deram positivo, apenas 450 acreditavam ter contraído o vírus. Mas cerca de 460 pessoas com resultado negativo no teste sorológico acreditavam ter transmitido a doença.

E ao comparar as respostas de todos esses grupos, o estudo observa que as pessoas que acreditavam ter sofrido da doença, independentemente do resultado do teste, eram mais propensas a relatar sintomas de longa duração.

“Uma avaliação médica desses pacientes pode ser necessária para garantir que os sintomas de outra doença não estejam sendo erroneamente atribuídos à Covid persistente”, observam os autores.

As associações francesas de pacientes com a doença acusaram os pesquisadores de negar a realidade de seu problema dando uma explicação exclusivamente psicológica, e alguns até pediram a retirada do estudo dos autos.

O relatório dá margem a interpretações “estigmatizantes, perigosas e prejudiciais” para os doentes, disse a associação francesa AprèsJ20 na quinta-feira (11). As críticas também vieram do campo científico, com vários pesquisadores sendo céticos em relação à metodologia utilizada pelo estudo do hospital Hôtel-Dieu.

“Um teste sorológico não é confiável como marcador de infecção prévia”, avaliou o virologista britânico Jeremy Rossman, citado pelo Science Media Center. Trata-se da principal objeção a este estudo. É mais provável que um teste sorológico não detecte uma infecção real, do que a encontre por engano, o que distorce os resultados.

Uma vaga definição

Os autores do texto científico, citados no jornal Le Monde, disseram que seu estudo mostrou uma associação entre uma infecção real e um sintoma de longa duração: a perda do olfato.

Segundo eles, essa é a prova de que o método permite distinguir quais sintomas da Covid persistente estão realmente associados a uma infecção. Essa enfermidade continua sendo vagamente definida e a polêmica mostra as dificuldades das pesquisas sobre o tema.

O controverso estudo inclui mais de uma dúzia de sintomas, desde fadiga e tontura a dores musculares ou déficit de atenção.

“Temos que reconhecer que sintomas vagos levam a diagnósticos vagos”, diz o médico americano Perry Wilson, professor de Yale. “Sem critérios mais rígidos, muitas pessoas correm o risco de receber o rótulo de ‘ Covid persitente’, quando não é isso que elas sofrem”, ele insiste.

Mesmo assim, o médico alerta para o perigo de que este estudo seja “usado para argumentar que isso [sintomas persistentes] não seja um problema real”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …