De moda a pesadelo: chineses lutam contra a “epidemia” das bicicletas alugadas

Parecia uma ideia boa e ecológica na China há dois anos, quando o aluguel – com pagamento por celular – de bicicletas que podiam ser deixadas em qualquer lugar virou moda, mas hoje a modalidade se transformou em um pesadelo para pedestres e municípios.

A ideia das bicicletas de aluguel com estacionamento livre nasceu de estudantes da Universidade de Pequim, que criaram em 2014 a marca pioneira (Ofo) e a tiraram do campus em 2015, mudando a aparência das cidades chinesas.

A possibilidade de estacionar as bicicletas em qualquer lugar, mudando o habitual sistema de aluguel em ancoragens ou áreas designadas, foi a chave do sucesso de uma indústria que na China já tem 70 marcas diferentes pelas ruas e 16 milhões de unidades.

No entanto, pedestres de grandes cidades como Pequim e Xangai começaram a se queixar neste ano de que estas bicicletas apertadas bloqueiam ruas e calçadas, forçando-os a caminhar pelas faixas de veículos ou impedindo o acesso com facilidade, por exemplo, ao metrô.

A situação levou muitas cidades do país a proibir o aumento da oferta de aluguel de bicicletas. Pequim foi uma das primeiras a fazê-lo, em setembro, quando o número deste meio de transporte chegou a 2,35 milhões.

As câmaras municipais de outras metrópoles como Xangai (com 1,5 milhão de bicicletas), Shenzhen, Wuhan e Cantão imitaram a capital chinesa. Agora são 13 as cidades que estabeleceram um limite após ficarem saturadas.

Lynn Gallagher / Flickr

Em Pequim, como em Amsterdã, as bicicletas alugadas invadiram as calçadas

Os regulamentos nasceram para tentar concentrar as bicicletas em áreas designadas, impedir que sejam estacionadas em áreas residenciais ou abandonadas no meio da rua, exigindo que as empresas que administram o serviço se responsabilizem por retirá-las periodicamente.

A Ofo, que disputa com a Mobike o título de empresa dominante do setor, garante que entende as medidas. À agência EFE, um porta-voz da empresa defende que aumentaram o número de funcionários “em áreas movimentadas para garantir que os veículos estão estacionados de forma organizada”.

Ainda assim, a empresa admite que o aluguel de bicicletas é uma alternativa viável a longo prazo para as cidades cada vez mais povoadas e caras. Já a Mobike considera que diante da saturação das cidades chinesas, a solução é partir para o mercado externo. A empresa planeja ter brevemente 20 milhões de bicicletas em 200 cidades.

Algumas cidades europeias já proibiram este sistema. A saturação de bicicletas não trouxe apenas problemas urbanos, como também problemas a nível econômico para algumas empresas. Em junho, a Wukong Bicycle e a 3VBike foram à falência.

Isto cria novos problemas, incluindo milhares de bicicletas abandonadas pelas marcas. Recentemente, algumas empresas confidenciaram ao China Daily que terão que se fundir para conseguirem sobreviver.

Na semana passada, aconteceu a primeira dessas fusões, entre a Youon – cujas bicicletas azuis e amarelas também são muito populares em Pequim – e a Hello-Bike.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Físico propõe mega-satélite povoado por humanos orbitando Ceres

O físico Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico Finlandês, desenvolveu uma nova ideia para colonizar um lugar diferente da Terra, e não é a lua ou Marte. Em vez disso, Janhunen está sugerindo em um artigo publicado …

Biden promete "esforço de guerra" contra covid-19

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou nesta quinta-feira (21/01) o plano de resposta de seu governo à pandemia de covid-19, que inclui dez decretos. A estratégia amplia iniciativas que já haviam sido antecipadas …

'Não teremos escolha': Google adverte que pode bloquear seu mecanismo de busca na Austrália

Governo australiano trabalha em uma nova lei que deve governar as relações entre os meios de comunicação e as gigantes que dominam a Internet, entre as quais se destacam Google e Facebook. O Google anunciou nesta …

UE restringe viagens não essenciais, mas mantêm fronteiras internas abertas

Diante da inquietante propagação das variantes do coronavírus e a explosão de novos casos de contaminação no continente, líderes europeus, reunidos por videoconferência nesta quinta-feira, decidiram restringir as viagens não essenciais para os países …

‘Bridgerton’ abre debate sobre avó negra de rainha Elizabeth que Windsor prefere esconder

Disponível desde dezembro de 2020, a série Bridgerton, da Netflix, apresentou uma intérprete negra para viver a rainha Charlotte (1744 – 1818), a avó da rainha Elizabeth (1900 – 2002). Apesar da falta de consenso geral …

"Raios" azuis misteriosos podem ser mais comuns do que os cientistas pensavam

Entre os vários fenômenos climáticos que existem, os raios continuam enigmáticos para nós: embora tempestades não sejam tão raras, ainda não entendemos completamente as descargas elétricas geradas no céu — muito menos aquelas apelidadas de …

Dono de cachorro machucado gasta R$ 2.200 para descobrir que o bicho estava imitando o dono por solidariedade

De vez em quando, nossos amados animais de estimação provam ser ainda mais doces e solidários do que muitas pessoas. Conheça Bill — um lurcher de Londres que está imitando a mancada de seu dono …

Minas Gerais é uma das 10 regiões mais acolhedoras do mundo: ranking

Minas Gerais está entre as 10 regiões mais acolhedoras do mundo. É que diz a eleição do Traveller Review Awards 2021, que incluiu pela primeira vez uma localidade brasileira no ranking internacional divulgado todo ano. Minas …

Manaus suspende campanha de vacinação contra covid-19

Segundo prefeitura, medida visa redefinir a prioridade dentro de grupo que deve receber primeiras doses. Paralisação temporária ocorre em meio a suspeitas de desvios do imunizante para parentes de empresários. A vacinação contra a covid-19 foi …

"Estupendamente grandes": cientistas descobrem buracos negros maiores que os supermassivos

Estudo sugere a possível existência de "buracos negros estupendamente grandes", ainda maiores do que os buracos negros supermassivos já observados no centro das galáxias. Os astrônomos já estudam há algum tempo os buracos negros supermassivos (SMBHs, …