Descoberto lagarto marinho gigante que pode explicar extinção dos dinossauros

DR

Kaikaifilu, lagarto gigante dos mares encontrado na Ilha Seymour, na Antarctica chilena

Kaikaifilu, lagarto gigante dos mares encontrado na Ilha Seymour, na Antarctica chilena

Um cientista chileno diz estar próximo da chave para descobrir porque desapareceram os dinossauros, graças à descoberta do fóssil de um lagarto gigante dos mares que viveu na Antártida durante o período Mesozóico que marca o aparecimento e a extinção dos dinossauros.

Uma equipa de pesquisadores chilenos encontrou na ilha Seymour, na Antártida chilena, o crânio, dentes e úmero (osso da parte do braço que vai do cotovelo ao ombro) de uma nova espécie de mosassauro, um réptil marinho que viveu na Antártida durante o Mesozóico.

O crânio mede 1,20 metros, o que permite deduzir que a criatura tinha cerca de 10 metros de comprimento e que teria semelhanças com algumas serpentes e com os dragões de Komodo, revela o artigo publicado na Cretaceous Research.

O maior predador marinho

Batizado Kaikaifilu hervei, esse lagarto gigante dos mares terá vivido há 66 milhões de anos na Antártida e é o maior predador marinho conhecido, destronando o Taniwhasaurus antarcticus que, com um crânio de 70 centímetros de comprimento, era considerado o maior mosassauro.

Este fóssil pode ser a chave para explicar a extinção dos dinossauros, acredita o pesquisador chileno David Rubilar, que está envolvido na pesquisa.

“Temos toda a história evolutiva a partir da perspectiva do hemisfério norte. Estes achados completam o quebra-cabeças que nos permite entender como os dinossauros evoluíram no sul”, diz à agência Efe o chefe de paleontologia do Museu Nacional de História Natural de Santiago de Chile.

Segundo o pesquisador, o crânio foi encontrado exposto na superfície do terreno pela erosão rochosa.

David Rubilar acrescenta que todos os anos novos materiais são descobertos na ilha Seymour e nos seus arredores, no extremo norte da Península Antártica.

O paleontólogo salienta o papel “chave” que o Chile pode assumir em explicar, com descobertas como esta, como esse tipo de répteis colonizaram a Terra.

“Permite-nos saber como foi a sua expansão e qual foi o seu centro de origem. Por exemplo, se se mudaram da América do Sul para a Austrália ou se foi ao contrário, se surgiram na Antártida”, esclareceu.

De acordo com o pesquisador, os restos encontrados são “extremamente importantes” para entender a conexão entre a América do Sul e a Antártida na fauna marinha.

“As correntes marinhas permitiram o intercâmbio de espécies entre os diferentes continentes, e a parte sul do Chile e da Argentina é a última conexão da América do Sul com a Antártida”, referiu.

O paleontólogo confessou ainda que sua equipe está “muito interessada” em fazer uma exposição sobre répteis marinhos no Museu Nacional de História Natural, na qual possam exibir “este e outros espécimes também muito especiais”.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …