O “primeiro gigante” de todos os dinossauros é descoberto na Argentina

Paleontólogos argentinos fizeram uma surpreendente descoberta que revela que os dinossauros gigantes apareceram pelo menos 25 milhões de anos antes do que se pensava. Eles encontraram o “primeiro gigante”, o saurópode mais antigo de todos.

Os saurópodes, dinossauros herbívoros gigantes, com pescoço comprido, já andavam pela Terra há cerca de 205 milhões de anos, no chamado período Triássico. Essa é a surpreendente conclusão a que chegaram paleontólogos argentinos depois de terem descoberto o saurópode mais antigo de todos.

Batizado de Ingentia prima – que em Latim significa “primeiro gigante” –, esse dinossauro viveu onde é, atualmente, o noroeste da Argentina.

Com altura entre 7 e 10 metros e cerca de 10 toneladas de peso, esse dinossauro era três vezes maior do que os maiores dinossauros do Triássico, como referem os pesquisadores no artigo científico publicado na Nature Ecology & Evolution.

“Antes dessa descoberta, pensava-se que o gigantismo tinha se desenvolvido durante o período Jurássico, há aproximadamente 180 milhões de anos, mas o Ingentia prima viveu no fim do Triássico, entre 205 e 210 milhões de anos atrás“, refere Cecilia Apaldetti, cientista do Instituto e Museu de História de Ciências Naturais da Universidade de San Juan, na Argentina, em declarações divulgadas pelo Sci-news.com.

A análise aos fósseis de dois esqueletos parciais desses saurópodes, encontrados na Formação de Quebrada del Barro, na província argentina de San Juan, permitiu apurar que a nova espécie tinha “uma estratégia de crescimento desconhecida até agora“, como destaca Cecilia Apaldetti.

(h) Jorge A. González / Agencia CTyS-UNLaM

“Assim como as estações de crescimento podem ser observadas em uma árvore, os cortes ósseos no Ingentia prima mostram que tinha um crescimento cíclico e sazonal, mas o surpreendente é o tipo de tecido que estava depositado nos ossos, durante esses períodos de crescimento, sendo diferente dos outros saurópodes que conhecíamos até agora”, explica o paleontólogo Ignacio Cerda, da Universidade Nacional do Rio Negro, em declarações citadas pelo Sci-news.com.

Ignacio Cerda atesta que “o crescimento cíclico era comum entre os saurópodes do Triássico primitivo”, mas aponta que “nenhuma outra espécie excedia os três metros de comprimento e as três toneladas de massa corporal”.

A “diferença” é que o Ingentia prima tinha uma velocidade de crescimento mais rápida. E para essa circunstância contribuíam “as cavidades” dos ossos que “aliviavam o peso” da espécie e lhes permitiam “adquirir um tamanho corporal maior”, sustenta o cientista Oscar Alcober, do Instituto e Museu de História de Ciências Naturais da Universidade de San Juan.

“Essas cavidades pneumáticas indicam que a nova espécie tinha sacos de ar altamente desenvolvidos e um sistema respiratório muito eficiente, semelhante ao que acontece nos pássaros modernos, que também o ajudavam a manter seu corpo fresco, apesar do tamanho”, conclui Cecilia Apaldetti.

Jorge A. González

Ingentia prima, o “primeiro gigante” dos dinossauros

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasileiro Carlos Ghosn, presidente do grupo Renault-Nissan, é preso no Japão

O presidente do conselho de administração da Nissan Motor Co, o franco-brasileiro Carlos Ghosn, foi detido nesta segunda-feira em Tóquio em uma investigação das autoridades do Japão por supostas irregularidades em suas finanças pessoais, informou …

Talvez os neandertais não fossem tão brutos como se pensava

Apesar de vários esqueletos de neandertais terem sido encontrados com ferimentos graves na cabeça e no pescoço, um novo estudo sugere que não fossem tão violentos como se pensava. Na verdade, os níveis de lesões cranianas …

Raro berçário de tubarões nas águas profundas da Irlanda

Um raro viveiro de tubarões, com centenas de adoráveis tubarões-gato-de-boca-preta, foi descoberto nas frias e profundas águas da Irlanda, a 320 quilômetros a oeste da costa. Esse é o maior berçário de tubarões já encontrado …

Cientistas revelam nova razão que explica dependência do álcool

De acordo com um novo estudo, a dependência do álcool tem uma relação direta com as mudanças climáticas: quanto mais frio é o clima e menos incidência de sol, mais as pessoas tendem a consumir …

Cientistas encontraram pássaro que é três espécies em uma só

Cientistas encontraram um pássaro incomum na Pensilvânia, que guarda um incrível segredo genético: a toutinegra é o híbrido de três espécies diferentes de pássaros. Uma equipe de cientistas encontrou um pássaro incomum na Pensilvânia, cuja mãe …

Hitler abraçou uma menina judia; 85 anos depois, a foto foi a leilão

Uma foto de 1933 mostra o ditador nazista ao lado de uma menina de seis anos de idade cuja avó era judia. A imagem, com uma dedicatória assinada por Hitler, foi arrematada em leilão por …

No deserto mais seco do mundo, a chuva mata

No deserto mais seco e mais antigo da Terra, as coisas não funcionam da mesma maneira que em outros lugares. A água, por exemplo, não é uma bênção. No deserto do Atacama, no Chile, as …

CIA pensou em usar “soro da verdade” nos interrogatórios do 11 de setembro

O “Projeto Medicação” foi posto de lado em 2003, mas, até lá, os médicos da CIA estudaram a hipótese de substituir as violentas técnicas de interrogatório pelo uso de um “soro da verdade” que fizesse …

Distração de professora provoca ferimentos em 40 crianças na China

A distração de uma professora que se esqueceu de apagar uma luz ultravioleta em uma escola de Tianjin, perto de Pequim, causou ferimentos e queimaduras em mais de 40 crianças, informou nesta sexta-feira a imprensa …

Hábito diário pode ajudar a prever morte prematura

A velocidade com que caminhamos fornece muitas pistas sobre o nosso estado de saúde e pode mesmo ajudar a prever uma morte prematura.  Segundo um novo estudo, realizado o por cientistas da Universidade do Sul …