Descoberto o “Santo Graal” dos dinossauros africanos

Andrew McAfee, Carnegie Museum of Natural History

Ilustração do dinossauro herbívoro Mansourasaurus shahinae

Pesquisadores egípcios e norte-americanos descobriram uma nova espécie de dinossauro herbívoro descrito como o “Santo Graal” dos dinossauros africanos. Isto porque ajuda a desvendar a história da evolução destes animais na África e sua ligação com a Europa.

Os fósseis desse dinossauro herbívoro de pescoço longo, com placas ósseas incrustadas na pele, foram encontrados no deserto do Saara, dentro do território do Egito, conforme descrevem os paleontólogos no artigo científico publicado nesta segunda-feira (29) na revista Nature Ecology and Evolution.

Batizado de ‘Mansourasaurus shahinae‘, trata-se do “Santo Graal” dos dinossauros africanos. É o que salienta um dos coautores do estudo, o paleontólogo Matt Lamanna, do Museu Carnegie de História Natural, dos EUA, em declarações divulgadas no comunicado sobre a descoberta, publicado pela Universidade do Ohio, que também colaborou com a pesquisa.

“Quando vi as imagens dos fósseis pela primeira vez, meu queixo caiu ao chão”, aponta Lamanna, notando que os paleontólogos procuravam “há muito, muito tempo” um esqueleto de dinossauro africano do período Cretáceo tão bem conservado.

O espécime encontrado é o mais completo já encontrado na África relativo àquele período, incluindo partes do crânio, da mandíbula, do pescoço e das costelas, parte de um pé e das placas dérmicas.

Pertencente ao grupo dos saurópodes ‘Titanosauria‘, do qual fazem parte alguns dos maiores animais terrestres do mundo, o ‘Mansourasaurus‘ era, contudo, bem menor, com o tamanho de um elefante africano.

Hesham Sallam, Mansoura University

Maxilar inferior do Mansourasaurus shahinae encontrado no deserto do Saara no Egito

“Espécie-chave de dinossauro”

O ‘Mansourasaurus shahinae‘ é uma espécie chave de dinossauro e uma descoberta crítica para a paleontologia egípcia e africana, destaca o cientista Eric Gorscak, da Universidade de Ohio, que colaborou com o estudo.

É muito difícil encontrar fósseis de dinossauros do Cretáceo Superior na África, por causa da densa vegetação atual da zona. Isto deixa um vazio na pesquisa paleontológica quanto a uma época em que os continentes viviam grandes mudanças.

Depois de terem se agregado para formar o supercontinente Pangea, nos primeiros anos da era dos dinossauros, nos períodos Triásico e Jurássico, os continentes começaram a se separar por volta do período Cretáceo.

A descoberta do ‘Mansourasaurus shahinae‘ pode ajudar a entender como a África estava ligada ao Hemisfério Sul e à Europa e que caminhos evolutivos sofreram os animais de então.

Analisando as características do ‘Mansourasaurus‘, os cientistas detectaram que ele tem mais ligações com os dinossauros da Europa e da Ásia do que com aqueles que se encontram ao sul da África ou na América do Sul.

Este é um indício de que “os últimos dinossauros da África não estavam completamente isolados, ao contrário do que alguns propuseram no passado”, salienta Gorscak. “Havia ligações com a Europa”, refere o paleontólogo, salientando que alguns dinossauros podem ter se deslocado entre a África e o Velho Continente.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …