Dinossauros gigantes sul-americanos podem ter cruzado continentes, diz estudo

(dr) Travis Tischler / Museu Era dos Dinossauros

Savannasaurus: um novo espécime de dinossauro

Savannasaurus: um novo espécime de dinossauro

Alguns dos gigantes da família dos dinossauros podem ter se originado na América do Sul, cruzado a Antártida e chegado até a Austrália 100 milhões de anos atrás.

Os dinossauros podem ter tido a oportunidade de fazer a jornada quando uma onda breve de calor permitiu a passagem por ligações de terra entre os continentes.

Dois fósseis descobertos na Austrália trouxeram mais evidências para reforçar essa teoria.

As duas espécies são saurópodes – um grupo de grandes dinossauros herbívoros com pescoços longos e cabeças pequenas -, mais tarde classificados como titanossauros, que estão entre os maiores dinossauros a habitar o planeta.

O coordenador da pesquisa, Stephen Poropat, do Museu Australiano Era dos Dinossauros, disse que os espécimes aumentam o conhecimento de como era a região do continente australiano entre 95 e 98 milhões de anos atrás.

“Assim temos uma ideia melhor da fauna como um todo”, disse.

“O resultado é que podemos começar a juntar as peças de como o clima afetou esses dinossauros, como as posições dos continentes os afetaram e como eles se desenvolveram ao longo do tempo”.

Árvore geneológica

Um dos fósseis dos dinossauros foi encontrado na cidade de Winton, na região centro-oeste de Queensland.

Ele foi chamado Savannasaurus elliottorum em referência aos Elliott, a família que encontrou a pilha de fósseis em sua propriedade quando cuidava de ovelhas.

(dr) Judy Elliott / Museu Era dos Dinossauros

Poropat entre as vértebras do dinossauro gigante

Poropat entre as vértebras do dinossauro gigante

O esqueleto do dinossauro estava encrustado em uma rocha e levou dez anos para ser remontado.

Os pesquisadores também descobriram ossos de outra espécie de saurópode, o Diamantinasaurus matildae.

“Este novo espécime de Diamantinasaurus ajudou a preencher diversas lacunas nos nossos conhecimentos da anatomia desse dinossauro”, disse Poropat.

“A caixa craniana em particular nos permitiu refinar a posição do Diamantinasaurus na árvore genealógica dos saurópodes.”

Jornada polar

Os dois espécimes ajudaram a mostrar que os titanossauros viviam em todo o planeta há 100 milhões de anos.

Isso foi possível devido à disposição dos continentes e ao clima da época.

O professor Paul Upchurch, da University College de Londres, disse que a Austrália e a América do Sul se conectavam com a Antártida durante a maior parte do período Cretáceo.

Quando o Savannasaurus ainda existia, há 95 milhões de anos, a temperatura global era ligeiramente mais alta que a de hoje, mas mais frio nos polos.

“Suspeitamos que o ancestral do Savannasaurus era da América do Sul, mas não entrou na Austrália até aproximadamente 105 milhões de anos”, disse.

“Naquele período, a temperatura global aumentou, permitindo aos saurópodes atravessar massas de terra em latitude polares.”

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

Bill Gates, o fundador, ex-CEO e atual filantropo, anunciou durante entrevista no talk show norte-americano Daily Show With Trevor Noah que, por meio de sua própria fundação, estará financiando sete pesquisas clínicas que buscam descobrir …

Bolsonaro é denunciado no TPI por “crime contra a humanidade”

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade no Tribunal Penal Internacional.  A denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (2) na corte de Haia. Segundo …

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …