Objeto misterioso descoberto no coração da galáxia é muito grande para ser um planeta

Astrônomos anunciaram a descoberta de um corpo celeste que orbita uma estrela à distância de 22.000 anos-luz da Terra e possui massa 13 vezes maior do que a de Júpiter.

Os especialistas do Instituto Coreano de Astronomia e Ciência Espacial, da Coreia do Sul, anunciaram ter encontrado um gigantesco exoplaneta no coração da nossa galáxia. A investigação utilizou imagens de alta resolução, registradas pelo telescópios Spitzer, da NASA, e pelo Experimento de Lente Óptica Gravitacional, OGLE. A descoberta foi apresentada em um artigo submetido ao Astronomical Journal.

O Spitzer também pode registar as deformações do espaço formadas por objetos maciços. Graças a esta tecnologia, foi detectado o exoplaneta OGLE-2016-BLG-1190Lb, que tem uma massa 13,4 vezes maior do que a massa de Júpiter. Segundo a Phys.org, o objeto é tão grande que não há a certeza de que possa ser qualificado como um planeta.

Os cientistas têm duas teorias sobre a natureza desse objeto, mas nenhuma delas é muito convincente. Por um lado, eles consideram que poderia ser um planeta, mas essa afirmação não parece muito realista, já que seu tamanho excede várias vezes a destes corpos.

Por outro lado, classificar esse objeto como estrela anã marrom também não é consistente com as teorias científicas, porque é muito pequeno para a formação dos processos que ocorrem dentro de uma estrela.

O corpo celeste se encontra à distância de 22.000 anos-luz da Terra, e gira ao redor da estrela anã G, no centro do bojo galáctico da Via Láctea, o grupo esferoide de estrelas encontrado na região central da maioria das galáxias espirais.

Assim, detectar qualquer corpo celeste localizado nesta área da galáxia representa uma tarefa realmente difícil, devido às grandes quantidades de estrelas localizadas e distribuídas de maneira caótica.

Enquanto isso, os amantes das teorias apocalípticas já começaram a especular que este poderia ser finalmente o famigerado Nibiru, ou o Planeta X, o mundo que supostamente causaria o fim da Terra .

O cataclismo de Nibiru” é o nome dado a um encontro fatal entre a Terra e um planeta gigante, que certos grupos acreditam que ocorrerá no início do século XXI.

Os defensores desta teoria, que acreditam que Nibiru está voando pelo espaço e pode aparecer no nosso céu a qualquer momento, perguntam agora se a descoberta de OGLE-2016-BLG-1190Lb poderia ser a prova de que o fim está próximo.

Ciberia // Phys.org / Science Alert / RT

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Inacreditável: homem de 101 sobrevive à gripe de 1918, guerra mundial e coronavírus

É quase inacreditável, mas aconteceu: um italiano de 101 anos sobreviveu a não uma, mas duas pandemias globais: a gripe espanhola de 1918 e o surto de COVID-19. Conhecido apenas como “Senhor P”, o homem foi …

IA usa imagens de satélites para localizar bombas não detonadas da Guerra do Vietnã

Muitas bombas lançadas durante a Guerra do Vietnã nunca explodiram e representam um sério perigo para a população local. Cientistas desenvolveram uma nova ferramenta alimentada por IA que facilitaria a detecção e desmantelamento desses explosivos. Um …

Crianças exibem pinturas de arco-íris nas janelas para alegrar colegas no Reino Unido

O Reino Unido deixou o negacionismo de lado para encarar a quarentena devido ao Coronavírus com seriedade desde esta segunda-feira, 23. Com as escolas fechadas, crianças desenham arco-íris e os exibem nas janelas para alegrar …

Covid-19: Austrália testa vacina contra tuberculose para imunizar profissionais da saúde

Uma equipe de cientistas australianos anunciou nesta sexta-feira (27) que decidiu testar em larga escala uma vacina usada durante décadas contra a tuberculose, a BCG, para comprovar se é capaz de imunizar profissionais da área …

'Pula no esgoto e nada acontece': Brasil tem mais de 300 mil internações por ano por doenças causadas por falta de saneamento

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) contrariam a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o brasileiro seria resistente a infecções, já que "pula no esgoto e nada acontece". Em 2016, houve 166,8 …

Camada de ozônio está se recuperando e mudança de fluxos de vento

A recuperação da camada de ozônio acima da Antártica continua lenta e constante. Um sintoma claro desta recuperação é a mudança na circulação atmosférica registrada por pesquisadores da Universidade de Colorado Boulder e publicada na …

Esta geleira da Antártica inquieta pesquisadores

Com seu recuo de 5 km em somente 22 anos, a geleira de Denman, na parte leste da Antártica, inquieta os pesquisadores, que consideram os graves riscos associados ao seu potencial desaparecimento completo. A ravina Denman, …

Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

Em tempos de pandemia da Covid-19 pelo mundo – e afetando o Brasil, é claro – mesmo o jornalista mais profissional e experiente pode acabar se rendendo as emoções, como aconteceu com Jessica Senra, apresentadora …

Mãe conta como adolescente francesa de 16 anos morreu de quadro fulminante da Covid-19

A angústia dos franceses aumenta com a morte de uma adolescente de 16 anos, Julie, vítima do novo coronavírus. Ela morreu na terça-feira (24) no Hospital Necker de Paris, especializado em doenças infantis, 24 horas …

Ex-ministros da Saúde repudiam postura de Bolsonaro em pandemia

Ex-ministros da Saúde dos governos petistas criticaram nesta quinta-feira (26/03) o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Em carta, eles defenderam as restrições impostas por governos estaduais e ressaltaram a …