Desmatamento da Amazônia disparou 278% mês passado, segundo dados de satélite

Neil Palmer / Wikimedia

Fotografia aérea de uma pequena parte da Amazônia brasileira próxima à Manaus

De acordo com novos dados de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) do Brasil, o desmatamento da Amazônia aumentou cerca de 278% em julho deste ano comparado a julho do ano passado.

Isso significa a perda de 2.253 quilômetros quadrados de vegetação, uma área maior que a cidade de São Paulo e quase duas vezes maior que a cidade do Rio de Janeiro – é a mais significante já registrada desde que o INPE começou a monitorar o desflorestamento utilizando a metodologia atual, em 2014.

Recentemente, no último 2 de agosto, Jair Bolsonaro demitiu o diretor do INPE Ricardo Galvão após este ter divulgado dados de satélite que mostraram um aumento de cerca de 88% do desmatamento em junho de 2019 comparado a junho do ano passado.

Bolsonaro, que fez campanha para a presidência prometendo abrir comercialmente a Amazônia para as indústrias madeireira, agrícola e de mineração, disse que os dados do INPE eram “mentirosos” e que Galvão deveria estar “a serviço de alguma ONG”.

Em resposta, de acordo com o Estado de S. Paulo, Galvão afirmou que o presidente fez “ataques inaceitáveis” que mais parecem “conversa de botequim” e que sua atitude foi “pusilânime e covarde”. Quem substitui o físico, engenheiro e membro da Academia Brasileira de Ciências na direção do Instituto é o coronel da reserva da Aeronáutica Darcton Policarpo Damião.

Segundo o Live Science, o governo de Bolsonaro também anunciou que contrataria uma empresa privada para assumir o monitoramento do desmatamento da Amazônia. Ainda, sugerindo censura, Bolsonaro afirmou que a divulgação de tais dados prejudica a imagem do país e que gostaria de recebê-los antes de eles se tornarem públicos.

Os dados que mostram o aumento absurdo do desmatamento na floresta vêm do programa de monitoramento por satélite do INPE chamado DETER (Sistema de Detecção do Desmatamento na Amazônia Legal em Tempo Real).

Lançado em 2004, seu objetivo é ajudar os cientistas do INPE a identificar e prevenir o desmatamento ilegal na Amazônia. A demissão de Galvão não é uma surpresa, uma vez que os sete meses de governo de Bolsonaro foram recheados de decisões políticas contra a legislação ambiental e pró interesses comerciais.

A Amazônia é a maior floresta tropical remanescente do planeta. Sua importância para o clima mundial é indescritível, uma vez que o “pulmão da Terra” é um enorme compensador das nossas emissões de carbono, absorvendo até 2 bilhões de toneladas por ano.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brexit: União Europeia e Reino Unido anunciam um acordo em Bruxelas

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou na manhã desta quinta-feira (17) que encontrou um "excelente novo acordo" para o Brexit com a União Europeia, a poucas horas da cúpula da UE para selar a saída …

Câmara dos EUA condena retirada militar do norte da Síria

Por 354 votos a 60, deputados rejeitaram decisão de Trump de abandonar forças curdas que lutavam ao lado dos EUA. Resolução contou com apoio de mais da metade da bancada republicana. A Câmara de Representantes dos …

Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em 8 anos, diz a Clínica Mayo

Pesquisadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o câncer ovário e de mama que poderia estar disponível dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes a …

Líder de Hong Kong abandona discurso no Parlamento após protestos

Parlamentares pró-democracia forçam Carrie Lam a interromper pronunciamento anual. Sem conseguir completar fala, chefe do Executivo faz discurso sobre futuro político da região administrativa especial da China em vídeo. A chefe do Executivo de Hong Kong, …

Barcelona se prepara para novos protestos, depois de noite tensa em aeroporto

A Catalunha se prepara para um novo dia de indignação, depois que milhares de ativistas pela independência cercaram o aeroporto de Barcelona, na segunda e terça-feira, para denunciar a condenação de seus líderes a sentenças …

Erdogan acusa militares sírios de bombardear posições turcas

Dois soldados turcos foram mortos na área de Manbij pelo Exército do governo sírio, disse o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. No dia anterior foi noticiada a morte de mais dois soldados turcos durante um ataque …

Operação da PF amplia briga interna no PSL

A disputa pública pelo comando do PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro, ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (15/10) quando agentes da Polícia Federal (PF) realizaram uma operação de busca e apreensão na casa …

Cidade na Itália proíbe Google Maps porque pessoas 'se perdem' o tempo todo

Serviços de emergência de Baunei já tiveram que resgatar 144 perdidos em dois anos devido ao Google Maps. O prefeito da cidade italiana de Baunei, Salvatore Corrias, proibiu o uso do aplicativo de localização geográfica Google …

Emma Watson lança consultoria jurídica gratuita para mulheres assediadas no local de trabalho

A atriz Emma Watson acaba de lançar uma consultoria jurídica gratuita para mulheres que sofreram assédio no local de trabalho. O serviço está disponível na Inglaterra e no País de Gales. De acordo com o texto …

Polícia do Rio perdeu imagens que poderiam identificar assassinos de Marielle

A Polícia Civil do Rio de Janeiro perdeu imagens do carro dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco gravadas no dia do homicídio, em 14 de março de 2018. A informação foi publicada neste domingo …